Oportunidades de negócios na área do saneamento serão avaliadas em evento

O setor de saneamento no Brasil exige ações urgentes tanto por parte do setor público como da iniciativa privada. Por isso, a aprovação do Marco Legal foi um passo importante para tentar sanar o déficit dessa área, com metas que estabelecem que 99% da população tenha água potável em casa e 90% da população disponha de coleta e tratamento de esgoto até o final de 2033, além da implementação de iniciativas para diminuir o desperdício de água e incentivar o reuso

Na avaliação de Paulo Oscar Auler Neto, vice-presidente da Associação Brasileira de Tecnologia para Construção e Mineração (Sobratema), essas metas já garantem a geração de inúmeras oportunidades de negócios. “Nossa previsão é o impulsionamento do setor durante a próxima década, movimentando toda a cadeia da construção, tratamento de água e esgoto”.

Em decorrência desse cenário, a entidade promoverá no dia 19 de agosto, o Fórum de Infraestrutura Grandes Construções, com o tema central “Saneamento – Desafios da Universalização”, objetivando levar ao público as novas oportunidades de negócio e as soluções aplicadas para aumentar a produtividade, segurança e a rentabilidade dos investidores. As inscrições são gratuitas e estão abertas no site oficial.

Segundo Auler Neto, o evento online será uma oportunidade ímpar para profissionais e empresas conhecerem e se posicionarem frente a um mercado em franco crescimento.  A programação abordará os novos programas de privatizações, as metas do marco legal, o que se espera do futuro da área no país, bem como as tecnologias disponíveis para travessia não destrutiva e gestão de negócios com tecnologia BIM (Building Information Modeling).

Entre os palestrantes convidados estão o economista Gesner Oliveira, sócio-diretor da GO Associados e coordenador do Grupo de Economia da Infraestrutura & Soluções Ambientais da Fundação Getulio Vargas e o engenheiro Álvaro José Menezes da Costa, diretor nacional da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES). Para falar sobre tecnologia, estão confirmados Edson Peev, engenheiro sênior da Herrenknecht; Federico Lagreca, CEO  da Suez; e Wagner Oliveira de Carvalho, líder do programa Infra Inteligente da Aegea.

Como debatedores, o engenheiro sanitarista Eduardo Pacheco, diretor técnico do portal Tratamento de Água, e o engenheiro sanitarista João Rosa, sócio-fundador da Acqua Expert e consultor do Movimento BW, trarão suas avalições sobre o mercado de saneamento no país bem como sobre as tecnologias que podem contribuir para acelerar o fornecimento dos serviços de água e tratamento de esgoto.

O Fórum de Infraestrutura Grandes Construções é direcionado para executivos, consultores, administradores, economistas, engenheiros, diretores, gerentes e profissionais atuantes nos setores de saneamento, infraestrutura, construção e equipamentos.

Deixe uma resposta