Pedidos de recuperação judicial registram queda de 45,2% em julho, revela Serasa Experian

Os pedidos de recuperação judicial tiveram queda de 45,2% em julho de 2021 na comparação com o mesmo período do ano anterior. Conforme o Indicador de Falências e Recuperação Judicial da Serasa Experian, o mês registrou 74 requisições ante as 135 feitas em julho/2020. Apesar da diminuição no ano a ano, os negócios que atuam nos setores de Serviço e Comércio tiveram destaque, com 36 e 17 solicitações, respectivamente. Na análise por porte, as micro e pequenas empresas lideram o número de pedidos. Confira na tabela abaixo os dados completos.

De acordo com o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, o crescente relaxamento das medidas restritivas impostas às empresas, junto ao avanço da vacinação, afetaram positivamente os empreendedores brasileiros. “A retomara da economia deve se manter no segundo semestre do ano à medida que o cenário de saúde no brasil demonstra melhora. Apesar da maior dificuldade para os micro e pequenos negócios, que foram mais afetados pelo pouco fôlego do fluxo de caixa, essa retomada impacta a confiança financeira dos empresários que, aliados as linhas de crédito disponíveis, passam a ter um desempenho econômico melhor em suas empresas”.

Requisições de falência diminuem em julho
Ainda no comparativo interanual, o processo de falência requerido pelas empresas teve retração de 13,0%. Foram 100 pedidos em julho de 2021 ante 115 feitos no mesmo mês de 2020. Dentre eles, 62 foram solicitados por micro e pequenos negócios. Além disso, o setor de Serviços possui a maior representatividade do total mensal, com 51 requisições.

Clique aqui e veja a série histórica do indicador na íntegra.  

Deixe uma resposta