Embrapii lança livro que retrata iniciativas para desenvolver a inovação industrial

“Pensar na história da Embrapii (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) é refletir na honra de fazer parte de um projeto que ganhou vida, e que, em apenas seis anos, se tornou uma referência no cenário de pesquisa, desenvolvimento e inovação no Brasil”, assim resume Jorge Almeida Guimarães, diretor-presidente da instituição, na abertura do livro: “Embrapii: 6 anos de incentivo à pesquisa e inovação brasileira”, publicação comemorativa de aniversário da entidade. Acesse a versão digital aqui

O livro traz, em 88 páginas, a atuação da empresa nos mais variados segmentos do setor produtivo, como agronegócio, tecnologia da informação, manufatura 4.0, saúde, sustentabilidade, automotivo, entre outros. O leitor também poderá conhecer diversos projetos viabilizados a partir de um modelo único de fomento praticado pela instituição – muitos já estão no mercado. Diversas autoridades e representantes da indústria participaram da publicação, contanto como foi a Embrapii tem contribuído para tornar as empresas nacionais mais competitivas e inovadoras. 
“A Embrapii tem financiado, de forma desburocratizada, projetos de P&D de empresas em parceria com centros de pesquisa. Nos últimos anos, esse modelo tem alavancado de forma expressiva o investimento privado em inovação”, Robson Braga, presidente da CNI
Criada em 2013, iniciou suas operações em 2014 com projetos de apenas nove empresas. Os primeiros resultados com agilidade e baixa burocracia chamaram a atenção do setor produtivo. Atualmente, já são mais de 900 empresas apoiadas, de diferentes portes e segmentos, ultrapassando a marca de 1.300 projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) contratados.
“O que eu mais gosto é a proposta de o empreendedor, a empresa que tem uma boa ideia, não precisar lidar com burocracia, de conversar cara a cara, receber uma solução flexível e personalizada, poder acompanhar de perto como aquela inovação vai solucionar a demanda dele. Isso é muito especial e é com muita alegria que vamos continuar apoiando a expansão desse modelo”, Marcos Pontes, ministro do MCTI
Mais do que um balanço de ações, o objetivo do livro foi o de demonstrar que é possível inovar sem burocratizar para aumentar a competitividade das empresas brasileiras, para alcançar a independência de mercados externos e exemplificar como as novas tecnologias, produtos ou processos desenvolvidos estão mais próximos das pessoas do que podemos imaginar.
“A Embrapii tem tido um papel muito importante no apoio à inovação, através de um mecanismo ágil que promove a cooperação entre academia e indústria. Sua atuação tem sido uma história de sucesso. É uma iniciativa que deve ser estimulada, pois os recursos investidos na Embrapii trazem retorno muito superior ao investimento”, Luiz Davidovich, presidente da Academia Brasileira de Ciências

Deixe uma resposta