Sergipe entrega centro especializado em atividades de reabilitação

O Governo de Sergipe inaugurou em Aracaju o Centro Especializado em Reabilitação José Leonel Ferreira Aquino (CER IV). Com investimento de R$ 29.168.027, 44, o CER IV tem o objetivo de promover cuidados em saúde para habilitação e reabilitação física, auditiva, visual, intelectual e do TEA (Transtorno do Espectro Autista). Assim como desenvolver ações de promoção à saúde, de prevenção dos agravos e de identificação de deficiências em todas as fases da vida.

Com cerca de 7.000 m² de área construída, o Centro de Reabilitação está localizado no Centro Administrativo Augusto Franco, no bairro Capucho, e sua estrutura física é considerada como uma das melhores do Nordeste.  “Não basta apenas dizer que esta obra é das mais modernas do Nordeste ou do Brasil, mas a gente teve que esperar a hora para fazer acontecer e, mesmo com as limitações da pandemia, conseguimos. A obra foi feita e funcionará com tudo aquilo que imaginamos, prestando um relevante serviço. E o sentimento é de dever cumprido por promovermos cidadania, autonomia e acessibilidade para as pessoas com deficiência de Sergipe, a partir desta entrega”, ressaltou o governador Belivaldo Chagas, que informou também que outra grande obra para a Saúde, o Hospital da Criança de Sergipe, será entregue na próximo 24 de setembro.

A secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, considera a inauguração do centro como um instrumento de fortalecimento da política pública para pessoas com deficiência. “É um espaço qualificado, humanizado, que atenderá quatro modalidades de deficiência, então somos pioneiros. No Nordeste, temos a maior estrutura, a melhor estrutura, todos os equipamentos de ponta e tecnologia”, afirmou a secretária, ressaltando, ainda, que o CER IV inova, trazendo para o estado o primeiro centro especializado para atender pessoas com deficiência visual. 

O espaço abrigará sala de acolhimento familiar, consultórios médicos (nas especialidades de pediatria, oftalmologia, otorrinolaringologia, ortopedia e traumatologia, neurologia, neuropediatria e psiquiatria) e consultórios para atendimento com psicólogo, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, nutricionista, assistente social, enfermeiro, educador físico e psicopedagogo. Os usuários contarão, ainda, com brinquedoteca, biblioteca adaptada, sala de vídeo, campo de futebol, ginásio de fisioterapia ortopédica, duas piscinas cobertas e aquecidas para pacientes em tratamento de hidroterapia e anfiteatro.

Serviços e parceria com a UFS

O CER IV prestará atendimentos de quatro modalidades de reabilitação (física, intelectual e Transtorno do Espectro Autista (TEA), auditiva e visual). A ideia é que, em conjunto com a Universidade Federal de Sergipe (UFS), os cursos da área da saúde tenham a possibilidade de fazer estágio, pesquisa, extensão e residência para aumentar a capacidade de atendimento e resposta ao público. “A nossa intenção com a parceria com o Governo do Estado, para além de propiciar um ambiente de formação para os nossos alunos e residentes, é trazer a ciência e em prol de quem precisa. É transferir essa tecnologia para a sociedade. Então, eu queria nesse momento agradecer ao governador Belivaldo e a todos que compõe o governo do Estado pela confiança na Universidade Federal de Sergipe”, destacou o reitor da UFS, Valter Santana.

Com uma equipe de oitenta profissionais, o atendimento se dará das 07h às 17h. A coordenadora da unidade, Sayonara Carvalho, explicou um pouco da logística do centro. “É importante dizer que é um serviço regulado. Não é porta aberta, o usuário tem que vir através da sua Unidade Básica de Saúde (UBS), com o seu relatório médico, para que no complexo regulatório, ele tenha acesso a nossa consulta, avaliado por uma equipe multiprofissional com fisioterapeuta, psicólogo terapeuta, e então, a gente define ou não o plano terapêutico dele e quanto tempo vai ser necessário ficar aqui no centro para se reabilitar”, ressaltou. Os municípios sergipanos já podem acessar, no site da Secretaria de Estado da Saúde (SES), a ‘Ficha de Encaminhamento APS – CER IV’ de pacientes para atendimento no novo CER IV.

A unidade conta, ainda, com Apoio Diagnóstico; Atendimento Individual; Terapias em Grupo; Prescrição de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção, além de orientação e acompanhamento familiar. 

Reconhecimento

O Conselho Estadual das Pessoas com Deficiência e Altas Habilidades aprovou, em reunião ordinária a concessão do Selo de Acessibilidade Sergipano, modalidade Ouro, para o Centro Especializado em Reabilitação José Leonel Ferreira Aquino (CER IV), primeiro órgão público de Sergipe a ser agraciado na categoria máxima. “A estrutura é uma das maiores do Nordeste porque esse projeto foi feito, também, por pessoas com deficiência, pessoas da causa sabendo o que precisavam, interagindo com o Governo para produzir isso aqui”, afirmou o presidente do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência, Antônio Luiz dos Santos, destacando a representatividade estrutural que a obra traz em sua arquitetura.

O selo é o reconhecimento do Conselho e entidades parceiras, como Ministério Público Estadual, Tribunal de Justiça, Ordem dos Advogados do Brasil em Sergipe e Governo do Estado, a organismos públicos e privados que promovem acessibilidade segundo a legislação.

“No tocante à saúde, mais de 500 mil pessoas têm alguma deficiência em Sergipe e essa obra era esperada. As pessoas com deficiência buscam outros estados, outros centros para seu tratamento de reabilitação e, agora, vai ser aqui em Sergipe. Então do ponto de vista da saúde é importantíssimo. Do ponto de vista social, da inclusão social, da cidadania, nós consideramos que é a obra do século, milhares de pessoas daqui pra frente vão se reabilitar e vão ocupar seu lugar de cidadão”, destacou, ainda, Antônio Luiz.

Obra

A construção do Centro Especializado em Reabilitação – CER IV foi realizada por meio da Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas (Cehop), órgão vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), além da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Além do Setor Administrativo, consultórios e espaços recreativos, a obra contemplou a construção de um Setor de Serviços com ambientes de: copa com refeitório para funcionários, sanitários com vestiários masculino/feminino para funcionários, cozinha, despensa, depósito para guarda roupas limpas e sujas, almoxarifado e depósito da manutenção; construção de 02 guaritas, 01 casa de Lixo, 01 casa de gás; construção de reservatórios inferior e elevado com capacidade de 65m³ e 54m³, respectivamente; anfiteatro e 01 lanchonete. Foram implantados, ainda, estacionamento com 96 vagas, sendo 15 vagas pra idosos e 30 vagas para pessoas com deficiência; instalada de 02 fontes luminosas; executada cobertura em estrutura metálica e policarbonato com telhas termoacústicas; realizada a pavimentação externa em paralelepípedo; instalados guarda corpos e corrimãos em aço Inox; construídas estação elevatória e emissário de esgoto, assim como subestação abrigada e casa de gerador. A empresa contratada para execução da obra foi a Construtora Celi Ltda.

Homenageado

José Leonel Ferreira Aquino dedicou sua vida à luta pelos direitos das pessoas com deficiência em Sergipe. Conhecido como “Seu Leonel”, era reconhecido na capital sergipana pelo seu trabalho, sua cadeira de rodas motorizada e alegria marcante. Responsável pela interlocução entre a sociedade civil e o Governo do Estado na elaboração de Políticas Públicas de acessibilidade e de inclusão, foi presidente da Comissão Estadual de Mobilidade e Acessibilidade e conselheiro estadual da Pessoa com Deficiência (PCD).
Natural de Santa Luzia do Itanhi, faleceu no ano passado, no dia 10 de julho, aos 74 anos. Foi conselheiro e paratleta do Soares Clube de Tiro, na modalidade Carabina de Pressão 10 metros mira aberta. Desde 2019, atuava ainda na Coordenadoria de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência da Diretoria de Direitos Humanos, na Secretaria Municipal da Assistência Social.


“Como filha e servidora, pude ver de perto o empenho dele para tornar a vida das pessoas com deficiência um pouco mais digna. Estendo meus agradecimentos aos servidores do Estado, que se empenharam para trazer para Sergipe, uma obra tão linda e repleta de significados para o público que precisa de uma atenção especializada. Trata-se de uma contribuição marcante e levando o nome de José Leonel demonstra o compromisso do Governo, com a saúde e dignidade das pessoas com deficiência”, destacou Luciana Aquino que esteve presente no ato.

Presenças

Estiveram presentes na cerimônia, além da vice-governadora Eliane Aquino; os deputados federais Fábio Mitidieri e Fábio Reis; os deputados estaduais Luciano Bispo (pres.da Alese), Adaílton Martins, Goretti Reis, Zezinho Sobral, Garibalde Mendonça e Diná Almeida; o Defensor Público Geral, Leó Neto; o promotor de Justiça Raymundo Napoleão; o reitor da UFS, Valter Joviniano; o ex-governador Jackson Barreto; os prefeitos Edvaldo Nogueira e a vice, Katarina Feitoza (Aracaju), Anderson de Zé das Canas (Frei Paulo), Binho (São Domingos) e Alan de Agripino (Areia Branca); o pres. da Fames, Cristiano Cavalcante; o empresário Luciano Barreto (pres.da Aseopp); os secretários estaduais José Carlos Felizola (Segg), Mércia Feitosa (Saúde), Ubirajara Barreto (Sedurbs), George Trindade (Sead) e Alexandre Figueiredo (SETC); o pres. do Cosems, Enoque Luiz; Caetano Quaranta, diretor-presidente da Cehop; Antonio Luiz dos Santos, pres. do Conselho Estadual de Pessoas com Deficiência e Altas Habilidades de Sergipe, dentre outras autoridades.

Deixe uma resposta