“Tabela Fipe de bicicletas” do Brasil segue revolução do setor com parceria inédita

Aumento de vendas constante, brasileiro que já liderou o ranking mundial de mountain bike, grandes empresas investindo e até transmissões em português de competições internacionais. Nos últimos anos, as bicicletas têm ganhado mais espaço nos asfaltos e no coração das pessoas. E, a partir desta quarta-feira (1), a força dos fãs das duas rodas gerou mais uma grande realização: o Guia de Preço Semexe expande a sua atuação e se torna parceiro oficial do Estadão, disseminador nacional especializado em todos os modais de transporte.

“A Semexe tem em seu DNA a inovação e o objetivo de oferecer produtos de qualidade, por um preço justo, aos ciclistas, sejam eles iniciantes ou atletas de alta performance. A parceria com o portal Mobilidade, do Estadão, levará todas as informações do Guia de Preço Semexe para milhões de usuários que acessam mensalmente o site. Nosso sonho é ver cada vez mais e mais pessoas aderindo a este modal apaixonante e que traz inúmeros benefícios não somente a quem pedala, mas a toda sociedade“, afirma Rafael Papa, co-fundador da Semexe.

Lançado em maio de 2021, o Guia de Preço Semexe se tornou em poucos meses referência de padronização eficiente para dar mais segurança aos fãs de ciclismo que buscam comprar ou vender sua bike por um preço justo. Baseado na coleta de preços de centenas de marcas de bicicletas, novas e seminovas, nacionais e importadas, além de milhares de modelos, o índice conta com atualizações periódicas e foi validado por experts das principais empresas do setor, donos de bike shops, atletas profissionais e organizadores de provas tradicionais. E tais know-how e confiança fizeram com que o Estadão, publisher do icônico Jornal do Carro, incorporasse o índice em seu site.

Por meio dessa novidade, o Guia de Preço Semexe amplia a sua atuação aos fãs de duas rodas e ajuda a promover o desenvolvimento do modal sustentável não-poluente, assim como expande a sua conversa para todas as pessoas que utilizam outros meios de locomoção e tenham interesse em informações sobre bicicletas.

Análise constante e entrada de novas marcas

Desde o seu lançamento, em maio, o Guia de Preço Semexe saltou de oito para 11 das principais fabricantes de bicicletas que comercializam no Brasil e conta com mais de 5.500 diferentes bicicletas com preço estipulado. Além disso, o Guia de Preço ainda dá espaço aos consumidores sugerirem revisões e apontarem modelos que gostariam de ver no índice.

Em 2020, o Brasil registrou aumento de 50% na venda de bicicletas, segundo a Aliança Bike, sejam novas ou usadas, assim como a busca por equipamentos ou dicas acerca de mobilidade e prática esportiva. Com esse ‘boom’, o valor médio no mercado também apresentou grandes variações. Logo, o ‘Guia de Preços Semexe’ visa ajudar ainda mais os consumidores com informações de alta credibilidade e atualizadas constantemente.

Bicicletas: mercado só tende a aumentar

Essa ‘revolução’ das bicicletas tem atraído mais investimentos e ampliado a atuação do modal no dia a dia. Em 24 de maio, o Santander fez um grande anúncio de incentivo ao ciclismo e soluções financeiras. Além disso, tem Henrique Avancini, detentor dos principais recordes do MTB brasileiro, como garoto-propaganda. O atleta criou uma equipe ‘Caloi/Henrique Avancini Team’ para propiciar o desenvolvimento de jovens potenciais e, fora das pistas, promove leilões beneficentes no site da Semexe. Em três edições, o ciclista olímpico já reverteu mais de R$100 mil às entidades escolhidas.

Outros exemplos também ganharam força. Nos últimos anos, a Red Bull TV tem exibido provas da Copa do Mundo e do Campeonato Mundial de mountain bike com narração em português e soluções aos ciclistas surgiram, como Bike Hero (certificação de transferência e propriedade de bicicletas), Bike 123 (montagem, desmontagem e embalagem de bicicletas), entre outros.

Deixe uma resposta