Comissão aborda atualidade da produção teórica de Paulo Freire, que faria 100 anos neste domingo

Pequenas Crônicas da Ciência - Paulo Freire

A Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados promove o seminário “100 anos de Paulo Freire (foto), o Patrono da Educação Brasileira” amanhã, segunda-feira (20.9). O evento ocorre a partir das 9 horas, no plenário 6.

A realização do seminário foi proposta pelas deputadas Luiza Erundina (Psol-SP), Marília Arraes (PT-PE), Lídice da Mata (PSB-BA) e pelo deputado Danilo Cabral (PSB-PE). “O objetivo é discutir a atualidade e a profundidade da produção teórica e do exemplo de vida de Paulo Freire”, justificam os deputados. O educador faria 100 anos hoje (domingo, 19.9).

Paulo Freire criou um método de ensino no qual a educação é concebida como ferramenta essencial para a transformação da sociedade. Ele era contra o formato tradicional de educação, pela simples transferência de conhecimento. O pedagogo propôs um método em que professores e alunos dialogam e o aprendizado se faz com base nas necessidades diárias reais dos alunos.

Esse plano de ensino inspirou o Plano Nacional de Alfabetização, que chegou a ser criado por meio de um decreto assinado pelo presidente João Goulart. Porém, foi interrompido pela ditadura militar em 1964.

“A existência, pelo mundo afora, de milhões de pessoas dedicadas à prática educacional libertadora constitui garantia suficiente de que seu nome e sua obra não serão esquecidos. Assim como, para o Estado Democrático, todos são sujeitos da política, para a educação democrática, todos são sujeitos do conhecimento”, defendeu Luiza Erundina.

Deixe uma resposta