Fecomércio: empresas investem em economia colaborativa para reduzir custos

Espaços de trabalho, apartamentos, transportes, entretenimento. Cada vez mais consumidores utilizam formas compartilhadas de serviços. A prática denominada “Economia Colaborativa” tem mudado a experiência de consumo, de como as pessoas investem e também fazem negócios. Uma inovação que possibilita aumentar a utilidade de bens e serviços disponíveis e, ao mesmo tempo, reduzir custos.

De acordo com a revista Forbes, os empreendimentos colaborativos movimentaram mais de U$ 110 bilhões em todo o mundo em 2018, motivados por startups e o crescimento do Waze, Uber e Airbnb.

O crescimento da economia colaborativa também ocorreu no compartilhamento de espaços de trabalho. Segundo o site Coworking Brasil, esse tipo de serviço apresenta uma taxa de crescimento de 25% ao ano.

A consultoria PricewaterhouseCoopers, PwC, estima que a economia colaborativa responderá por cerca de 30% do PIB de serviços até 2025 no Brasil. A empresa calcula que a economia colaborativa movimentará em torno de US$ 335 bilhões nesse período em todo o mundo.

Praticidade e conectividade

A tecnologia potencializou a economia colaborativa, segundo a especialista Rachel Botsman, possibilitando trocas numa escala antes não experimentada. Esse novo modelo tem como base uma nova percepção de mundo e contribui também para uma sociedade menos consumista e mais sustentável.

Outro fator determinante para esse crescimento mundial da colaboração passa pela mudança no perfil do consumidor, desencadeada pela ascensão das novas gerações: os millennials (nascidos a partir de 1980) e a geração Z (nascidos a partir de meados da década de 1990). Esses públicos preferem acessar bens no lugar de possuí-los, por exemplo, ter um serviço de streaming ao invés de comprar um filme.

Para estimular os empreendedores, o Sistema Fecomércio promove o Inspira Fecomércio com cases de empresas cearenses que inovaram em seus negócios. O conteúdo está disponível no Youtube da Fecomércio Ceará e na plataforma de streaming Fecoplay

Deixe uma resposta