Empresa de Tecnologia Assistiva oferece equipamentos de ponta para cegos e pessoas de baixa visão

Viver com alguma deficiência visual pode ser encarado como algo extremamente limitante para quem enxerga, mas essa é a realidade de cerca de 3,4%* da população brasileira.

E, por vivenciar essa rotina, Arthur Minniti percebeu a falta de oferta de empresas que oferecem algo tão importante para quem convive com alguma deficiência: a Tecnologia Assistiva.

Arthur nasceu com baixa visão, mas isso não foi um impedimento para completar os estudos, graduar-se e iniciar uma promissora carreira profissional. Porém, em 2001, uma cirurgia malsucedida fez com que ele precisasse abandonar seu trabalho e readaptar toda sua vida.

E foi buscando novos caminhos que, em 2010, nasceu a Tecnovisão, empresa que oferece tecnologia assistiva para que deficientes visuais possam exercer atividades do dia-a-dia, profissionais ou de estudo com total autonomia e independência.

A Tecnovisão trabalha com os melhores equipamentos e busca, no mercado internacional, o que há de mais avançado em produtos e tecnologias. Para dar treinamentos e tirar dúvidas sobre itens, a empresa conta com um simples, mas grande diferencial: boa parte da equipe de consultores é formada por cegos e pessoas com baixa visão, o que cria empatia e imediata conexão com público final.

Atualmente, a Tecnovisão conta com uma diversa gama de produtos como Lupas Eletrônicas, Linhas Braille, Ampliadores de Tela, Scanners com Voz, entre outros, direcionados ao público final, além de empresas e instituições de ensino que precisam se adaptar para recebê-los.

Deixe uma resposta