Brasil

CMN autoriza mudanças em operações de crédito com o FNE

Posted on Updated on

As operações de crédito rural com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) podem ser contratadas com redução nas taxas de juros pré-fixadas, que passam a variar de 4,96% ao ano a 5,91% ao ano (considerando bônus de adimplência), segundo porte e finalidade do crédito. A medida foi aprovada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e beneficia produtores rurais de todo o Nordeste e norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

A mudança também permite contratação de operações de crédito rurais com taxas pós-fixadas, ficando a cargo do produtor a opção pela alternativa mais vantajosa. Os juros pós-fixados deverão ser disponibilizadas pelo BNB em até 90 dias aos clientes, de acordo com o definido pelo CMN. As taxas pré-fixadas, por sua vez, já podem ser aplicadas nas operações de crédito.

“As mudanças autorizadas pelo CMN contribuem para impulsionar ainda mais a ação de crédito do BNB, extremamente importante em um momento crucial de retomada da economia nordestina. Por outro lado, estamos muito focados na melhoria dos nossos indicadores de conformidade, de eficiência e de agilidade no atendimento ao cliente”, afirma o presidente do Banco do Nordeste, Romildo Carneiro Rolim.

Também foram aprovados ajustes nas regras para contratação de operações de crédito rural pelo Programa Nacional de Financiamento da Agricultura Familiar (Pronaf). A alteração inclui financiamento de motocicletas adaptadas às atividades rurais e aumento da renda máxima de enquadramento no Pronaf, que sobe de R$ 360 mil para R$ 415 mil.

Outra novidade é a permissão para que agroindústrias financiem, para uso próprio, tecnologias de energia renovável, como o uso de energia solar, biomassa, energia eólica, miniusinas de biocombustíveis, além da substituição de tecnologia de combustível fóssil por renovável nos equipamentos e máquinas de uso na agroindústria.

No âmbito do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF), foram aprovados novos preços garantidores que servirão de base para concessão do bônus de desconto do PGPAF e que também passam a vigorar de 1º de julho de 2018 a 30 de junho de 2019.

Gaitas são tema de evento em Aracaju (SE)

Posted on Updated on

Do Jornal da Cidade, de Aracaju (SE), trechos de texto de Gilmara Costa:

Júlio Rêgo, gaitista sergipano

É sopro, é beiço, é tempo no caminho. É mão em concha para dar intensidade à sonoridade do ar em baile por entre palhetas livres, invisíveis para quem tem o ouvido como único guia de notas a serem sopradas e aspiradas. É a gaita no universo das brincadeiras de menino, é a harmônica no mundo da música e de quem leva a sério os ‘bends’ (efeito sonoro). Com a boa intenção de tornar esse instrumento ainda mais conhecido e próximo à música sergipana e os sergipanos, o trio de gaitistas Igor Côrtes, Júlio Rêgo e Mateus Santana solta o ar e compartilha conhecimento no encontro ‘Falando em Gaita’, que acontece na sexta, 20.7, às 20h, no Blend Steakbar, no Parque do Cajueiros.

Na conversa informal e aberta ao público, será apresentada a estrutura física da gaita, tipos, técnicas, abordagens metodológicas e música (claro!) na companhia dos músicos Rodrygo Besteti, Ferdinando Santos e Lucas Pinheiro. “Cada um tem as respectivas especializações, resultados de vivências e experiências ao longo do tempo com a gaita. Da estrutura do instrumento aos diversos estilos musicais onde ele é aplicado, passando por diferentes tipos de gaita (cromática, diatônica, gaita baixo, etc), bem como abordagens metodológicas de aprendizado, esperamos abranger variados aspectos de interesse que a gaita possa levantar.(…)”, afirmou Igor Côrtes, músico e professor de gaita.

Segundo Mateus Santana, gaitista e luthier de harmônica, o encontro resulta do amadurecimento de um desejo latejante em colocar a gaita no lugar de destaque que ela merece estar. “É uma ideia já meio antiga que eu, Júlio e Igor já discutíamos e amadurecemos com objetivo de divulgar mais a gaita em Sergipe. Quantitativamente, a gaita tem se destacado muito pouco no estado. Há muitas pessoas interessadas nesse instrumento, porém, há por aqui um déficit em popularização e em informações sobre ele”, afirmou Mateus.

Numa ‘partitura’ desigual em relação a outros instrumentos, a harmônica ocupa o lugar de ‘participação especial’, sendo minoria no protagonismo musical, especialmente quando se trata de Sergipe. “A gaita ainda é um instrumento “extra” no ambiente musical sergipano. Ela aparece na maioria das vezes como uma participação em algum trabalho de artistas daqui. Há poucas formações musicais (bandas, instrumentistas, etc) onde ela aparece como principal protagonista”, ressaltou Mateus.

Para o gaitista Júlio Rêgo, a visibilidade da harmônica enquanto instrumento musical como violão, bateria, baixo, entres outros, estaria relacionada a um misticismo que faz ‘faltar o ar’ para a contemplação sonora das palhetas livres à palma da mão. “Parece-me que há uma certa mística em torno da gaita e ela é considerada meio que um instrumento de brinquedo, não sei, algo que não se leva muito a sério quando comparada aos outros instrumentos citados. Para se ter uma ideia do que falo, o gaúcho Edu da Gaita (1916-1982), considerado internacionalmente como um gênio do instrumento, tinha o seu registro da Ordem dos Músicos como “músico excêntrico” (…)”, explicou Júlio Rêgo.

*** *** ***

A íntegra está aqui.

IJF 2: primeira etapa em agosto

Posted on Updated on

O IJF2, nova unidade de saúde de Fortaleza, deve ter a primeira etapa entregue em agosto, quando serão disponibilizados os dois primeiros andares do prédio que reconfigura o principal hospital de emergência de Fortaleza.

“Fiscalizamos com nossa equipe do Instituto Doutor José Frota (IJF) e da Secretaria de Infraestrutura essa intervenção importante que terá um papel social muito relevante na cidade, que é a obra do IJF2. A parceria entre a Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Estado vai permitir que a cidade amplie em mais de 200 novos leitos a estrutura do IJF, além de um novo centro cirúrgico, sala de recuperação, novos exames como ressonância, entre outros”, afirmou o prefeito Roberto Cláudio (PDT).

O IJF2 complementará os serviços que já são prestados, aumentando a capacidade de internamento e de realização de cirurgias, principalmente de urgência e emergência. A obra está dentro do cronograma e tem previsão de que, já neste mês de agosto, os primeiros pacientes possam ser transferidos do antigo Hospital para o primeiro e segundo andares do novo prédio.

A obra já está com 100% da parte de infraestrutura concluída, restando apenas os serviços de acabamentos, instalação da climatização, elevadores e aquisição de equipamentos.

Os pavimentos térreo e o primeiro andar da nova unidade de saúde contam com 130 novos leitos, distribuídos em 34 amplas enfermarias, todas dotadas com banheiros, armários e assentos para acompanhantes. O novo prédio será interligado ao atual por meio de passarelas, conectando as duas áreas de enfermarias.

Quando concluída a intervenção e o IJF2 estiver totalmente equipado, será possível a ampliação da capacidade de atendimento da principal unidade municipal de saúde de nível terciário, que passará a contar com 664 leitos, além de novas salas cirúrgicas e central de exames especializados.

Só em leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva), o acréscimo será de 91%. Em leitos de pós-operatório, o aumento será de 82%. As enfermarias também serão reforçadas com uma ampliação de 41% no número de leitos.

No total, serão 203 novos leitos, distribuídos em enfermaria (153), unidade intermediária – UI (20) e Unidade de Tratamento Intensivo – UTI (30).

Com o IJF2, a unidade será ampliada em 13.237m² de área construída. Dotado de cinco pavimentos, o novo prédio terá duas guaritas, estacionamentos em subsolo, área de convivência, enfermarias, UTIs, Centros Cirúrgicos e salas de recuperação pós-anestésica. A estrutura também permitirá a instalação dos novos serviços de Ressonância Magnética e Hemodinâmica, hoje inexistentes no IJF e de grande importância para o tratamento de vítimas de traumas graves.

Juazeiro do Norte realiza conferência de Educação

Posted on Updated on

A Prefeitura de Juazeiro do Norte, no Ceará, realiza hoje (17.7), a 3ª conferência municipal de Educação do Município. A solenidade de abertura do evento, promovido pela Secretaria de Educação, será no Memorial Padre Cícero, com a presença do Prefeito Arnon Bezerra e outras autoridades. Na ocasião, também haverá a abertura da Semana do Município, pelos 107 anos da cidade.

A palestra inicial será proferida pela Secretária de Educação, Maria Loureto de Lima, que trará informações que servirão para o embasamento das discussões que serão realizadas posteriormente com os grupos de estudos que serão formados. Na sequência, as esquipes seguirão para a Escola Padre Cícero, onde debaterão questões referentes ao Plano Nacional de Educação (PNE).

De acordo com a Seduc, esse é um momento importante para a discussão de pontos que comporão o Plano Municipal de Educação (PME) de Juazeiro do Norte e, por isso, a participação da sociedade civil e autoridades é fundamental. Foram convidados diretores de associações e entidades representativas de classe, além de gestores escolares, professores, alunos e pais de escolas públicas e particulares do Município.

Essa será a primeira Conferência Municipal de Educação realizada na Gestão Arnon Bezerra e a terceira pelo município.

Dentre os objetivos desse evento, está a escolha dos delegados juazeirenses para Conferência Estadual que acontecerá ainda este ano com data ainda a ser definida.

Eles serão eleitos após uma profunda discussão nos grupos de trabalho que serão divididos por oito eixos temáticos, a apresentação dos trabalhos e validação das propostas submetidas para apreciação.

O orientação da Seduc para esta conferência municipal de Educação é que as discussões e escolhas das propostas favoreçam o alinhamento da Conferência Nacional de Educação (CONAE 2018), aprovada pelo Fórum Nacional de Educação em março de 2018, com o PME de Juazeiro do Norte.

A programação da 3ª Conferência Municipal de Educação está disponível neste site.

Brasil põe R$ 233,5 bilhões no mercado

Posted on Updated on

Da Agência Brasil, com texto de Wellton Máximo:

Em quase três meses de instabilidade no mercado financeiro, o governo injetou R$ 233,5 bilhões na economia. O valor foi obtido pela Agência Brasil com base em comunicados do Banco Central (BC), que tem atuado para segurar o dólar, e do Tesouro Nacional, que tem recomprado títulos públicos para garantir a estabilidade.

Somente o BC injetou US$ 54,09 bilhões – o equivalente a R$ 209,27 bilhões pela cotação de quinta-feira (5) da moeda norte-americana (R$ 3,869) – no mercado desde 18 de maio, quando anunciou que atuaria de forma mais agressiva para conter a alta do dólar. Desse total, US$ 43,44 bilhões (R$ 168,07 bilhões) decorreram de leilões de novos contratos de swap cambial (venda de dólares no mercado futuro) e US$ 10,65 bilhões (R$ 41,2 bilhões) vêm de leilões de dólares das reservas internacionais com compromisso de recompra, ocorridos na última semana de junho.

Desde 28 de maio, quando iniciou os leilões de recompra, até a última quarta-feira (4), o Tesouro Nacional readquiriu US$ 24,228 bilhões em títulos prefixados e corrigidos pela inflação de médio e de longo prazo. O dinheiro vem do colchão da dívida pública, reserva financeira usada em momentos de instabilidade, que caiu de R$ 575 bilhões para R$ 551 bilhões desde o início do programa de recompras.

A íntegra está aqui.

Maceió (AL) terá 3.484 novas unidades habitacionais

Posted on Updated on

O prefeito Rui Palmeira, de Maceió (AL), e o vice-prefeito Marcelo Palmeira participaram de solenidade de autorização para a construção de 3.484 novas unidades residenciais para a cidade. O evento foi realizado no Maceió Mar Hotel e contou com a presença do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, do senador Benedito de Lira e do ministro da Saúde, Gilberto Occhi, além de outras autoridades. O investimento faz parte do Programa Minha Casa Minha Vida. Ao todo, sete novos residenciais serão construídos na capital alagoana com o investimento de R$ 282.204 milhões.

“Sabemos que o nosso déficit habitacional é grande e a cidade ganha muito ao garantir quase 3.500 novas moradias. Nos últimos anos tivemos mais de 10 mil unidades construídas, o que se configura como o maior programa habitacional já executado na cidade”, disse Rui Palmeira.

As unidades autorizadas são para a Faixa 1 do Minha Casa Minha Vida, quando a renda exigida é de R$ 0 a R$ 1.800, e famílias que nunca foram beneficiadas pelo Programa, não têm casa própria ou vivem em áreas de risco e em situação de vulnerabilidade social.

Somando com as outras 3.200 que já foram anunciadas no final de 2017 e maio deste ano, Maceió tem 6.684 novas unidades habitacionais autorizadas para construção.

Três construtoras serão responsáveis pelas obras dos novos residenciais. A Construtora Engement fará as 384 unidades do Residencial Mário Peixoto Costa, no Santos Dumont. A Uchôa construirá as mil unidades do habitacional do Pedro Teixeira Duarte e outras 180 do Diana Simon Duarte, ambos na Santa Amélia. Já a Sanco fará as 1.920 moradias das Alamedas do Farol, Pajuçara, Jatiúca e Pontal, cada uma com 480 unidades, que serão construídas no bairro Cidade Universitária.

Nos últimos cinco anos, o déficit habitacional de Maceió foi reduzido em mais de 21%. Até agora foram 10.032 unidades habitacionais entregues. “É uma sensibilidade muito grande do Ministério das Cidades e da Caixa Econômica de criar novos empreendimentos em Maceió para tirar famílias de situações desagradáveis, ofertando melhores condições de vida”, ressaltou o presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Souza.

Inflação cai 0,34 ponto

Posted on Updated on

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) fechou a semana encerrada em 15 de julho, com queda de 0,34 ponto percentual, ao apresentar variação de 0,67%, contra 1,01% da semana imediatamente anterior.

Divulgada hoje (16.7), pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), o resultado desta última semana reflete queda de preços em sete das oito classes de despesas componentes do índice.

A exceção foi apenas o grupo Educação, Leitura e Recreação, cujos preços passaram de 0,76% para 1,05%. Nesta classe de despesa, a maior contribuição partiu do item salas de espetáculo, que passou de 0,70% para 1,72%.

Já entre os sete grupos que fecharam com retração na taxa de inflação, entre a semana encerrada no dia 7 e da do dia 15, a maior contribuição partiu do grupo Alimentação, cujos preços chegaram a cair entre uma semana e outra 0,81 ponto percentual, de 1,17% para 0,36%.

Nessa classe de despesa, cabe mencionar o comportamento do item hortaliças e legumes, cuja taxa passou de menos 10,27% para menos 18,45%, fechando a semana encerrada no último dia 15 com uma deflação que chegou a 28,82 pontos percentuais.

Também registraram decréscimo em suas taxas de variação os grupos: Transportes (de 0,98% para 0,36%), Habitação (de 1,75% para 1,59%), Vestuário (de -0,26% para -0,54%), Despesas Diversas (de 0,18% para 0,07%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,35% para 0,31%) e Comunicação (de 0,42% para 0,39%).

C. Rolim recebe homenagem por atuação ambiental

Posted on Updated on

O presidente da C. Rolim Engenharia, Pio Rodrigues Neto, recebeu honraria do Governo do Estado do Ceará pela atuação da construtora em benefício do Parque Estadual do Cocó. O título “Amigo do Cocó” foi entregue à C. Rolim Engenharia durante a solenidade de inauguração da requalificação da Área Adahil Barreto do Parque do Cocó. No local, revitalizado pelo Estado, foram plantadas pela C. Rolim Engenharia cerca de 150 árvores nativas.

O Parque do Cocó é uma área importante em Fortaleza para a atuação ambiental e sustentável da C. Rolim Engenharia, que realiza diversas ações em prol da manutenção do local. Em 2017, em comemoração ao aniversário de 40 anos da construtora, a C. Rolim Engenharia comprometeu-se a efetuar, ao longo de quatro anos, o plantio de 40.000 árvores nativas do parque às margens do rio Cocó e em áreas específicas comprometidas pelo desmatamento. Dessas, 10.000 já foram plantadas.

João Pessoa avalia preços de combustíveis

Posted on Updated on

Pesquisa comparativa de combustíveis realizada pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do consumidor de João Pessoa-PB (Procon-JP) encontrou o menor preço do litro da gasolina comum a R$ 4,039, quando no último levantamento (dia 20 de junho) o valor era de R$ 4,179, havendo uma redução de R$ 0,14. Desde o último levantamento, 21 postos aumentaram os preços, 61 baixaram e 17 mantiveram.

Os postos que estão praticando o menor preço são o Expressão (Beira-Rio), Extra (Bairro dos Estados) e Torre (Torre). Quanto ao maior preço, o produto se manteve em R$ 4,499 (Posto Ataíde Bezerra – Beira-Rio).

O secretário do Procon-JP, Helton Renê, acredita que poderá haver alguma alta no preço da gasolina ainda em julho devido ao aumento anunciado no início deste mês por parte da Petrobras. “Pelas nossas últimas pesquisas, percebemos que os preços dos combustíveis estão ‘estabilizados’ na Capital, com preços bem variados de um posto para outro, como deve ser a livre concorrência. E isso é resultado do reflexo do mercado local, comprovando que nossa cidade não tem condições de comportar os sucessivos aumentos nos preços desses produtos”.

Mais barato – O titular do Procon-JP acrescenta que João Pessoa ainda é uma das Capitais que tem o combustível mais barato, por isso, a Secretaria vai continuar monitorando esses preços para evitar que eles disparem. “E aconselho ao consumidor a consultar nossas pesquisas comparativas e verificar onde encontrar o combustível mais barato. Como cobrimos todos os bairros da Capital, o cidadão pode economizar ainda mais se procurar os locais que fazem parte de sua rota diária”.

Já o menor preço do óleo diesel S10 em João Pessoa continua em R$ 3,199 (Millenium – Água Fria) e, o maior, reduziu para R$ 3,699 (Kennedy – Bessa), já que em junho era R$ 4,899. Sete estabelecimentos aumentaram valor do produto desde a pesquisa anterior, 23 reduziram e 57 mantiveram.

A pesquisa atual encontrou o menor preço do litro do álcool a R$ 3,179 (Raniere Mazzili – Cristo), 10 centavos acima do levantamento anterior, que era de R$ 3,079 e, o maior, se manteve em R$ 3,790 (Cajueiro – Geisel). Treze postos aumentaram desde o final de junho, 39 reduziram e 40 mantiveram.

Quanto ao gás natural veicular (GNV), esta pesquisa mostra que o preço do produto se manteve em 10 postos que revendem o produto atualmente na Capital, com apenas um baixando, se comparado com o levantamento do dia 20 de junho de 2018. O menor preço é de R$ 3,160 (Metrópole – Epitácio pessoa) e, o maior, R$ 3,199 (GP Excel Gás – BR-230).

Teresina investe R$ 1 milhão em avenida

Posted on Updated on

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano Leste de Teresina, Piauí, (SDU Leste) concluiu a implantação asfáltica de aproximadamente 1.700 metros e executa agora serviços de drenagem e calçadas com acessibilidade em trecho completo da Avenida II, localizada entre a rua Altinóplis e a BR 343, no bairro Orgimar Monteiro. A obra tem fonte de recursos federais e contrapartida do Poder Municipal no valor total de R$ 1.489.144,70.

“A via, assim como outras da região, deve melhorar sensivelmente o acesso a vários bairros. Por isso, seremos ágeis no cumprimento do cronograma de trabalho”, disse o superintendente executivo e engenheiro Ângelo Cavalcante.

Ao todo, a via possui 2.100 metros de extensão. “Já fizemos toda a terraplanagem, e concluímos a implantação asfáltica de quase 1.700 metros, restando apenas pouco mais de 400 metros, ao passo que providenciaremos também a iluminação da via”, explicou Cavalcante.