Brasil

Fintech lança cartão de pagamento por aproximação para débito e crédito

Posted on Updated on

A fintech Neon está lançando neste mês o seu cartão de pagamento por aproximação. Com as funções de débito e/ou crédito, o cartão facilita a vida dos consumidores em seu dia a dia: basta aproximá-lo de maquininhas que tenham tecnologia compatível e pronto, os pagamentos são efetuados sem complicação. Os primeiros cartões Visa habilitados com essa tecnologia serão emitidos para todos os novos clientes da conta digital Neon a partir desse mês.

“O cartão com a tecnologia de pagamento por aproximação é mais conveniente e seguro para os consumidores, pois já vem no novo padrão da Visa, com os números impressos no verso”, afirma Alexandre Alvares, diretor de Marketing da Neon. Não serão cobradas taxas nem valores adicionais pela conveniência, que está sendo adotada cada vez mais junto aos estabelecimentos comerciais de todo o País. 

No Brasil, segundo a Visa, mais de 80% das máquinas de pagamento (POSs) no varejo estão habilitadas com essa tecnologia inovadora. “Além dos benefícios atrelados aos pagamentos por aproximação como conveniência, agilidade e uma melhor experiência de compra, os portadores desse cartão serão uns dos primeiros a usar a tecnologia nos pagamentos por aproximação no Metrô do Rio de Janeiro. Os passageiros podem quitar a tarifa do serviço com o cartão de crédito ou pelo celular ao incluir o cartão em um serviço Pay, precisando apenas aproximá-los de validadores instalados nas catracas das 41 estações”, conta Eduardo Abreu, vice-presidente de Novos Negócios da Visa do Brasil.

*transações com valor superior a R$50,00 exigem digitação de senha.

Sobre a Neon

A Neon Pagamentos é uma fintech brasileira fundada em 2016 com a missão de unir tecnologia e design para redesenhar e simplificar a experiência financeira das pessoas. Em 2018, a empresa levantou R$ 72 milhões de investimentos Série A em, em rodada liderada por Propel Ventures, Monashees e Quona, com a participação de Yellow Ventures, Omydiar Network e Tera Capital. A Neon possui cerca de 350 funcionários e mais de 2 milhões de usuários em sua base. Site oficial: www.neon.com.br

Festival de restaurantes em Fortaleza agita mercado gastronômico

Posted on Updated on

Termina amanhã (domingo, 16.06) a 14ª edição da Fortaleza Restaurant Week. O evento reúne 23 restaurantes com a missão de unir o campo à mesa a partir de menus rústicos, receitas de família e ingredientes naturais. Com o intuito de democratizar a boa gastronomia, a Restaurant Week trabalha com menus vendidos a preço fixo, que incluem sempre três etapas: entrada, prato principal e sobremesa, a partir de R$ 43,90.

Este ano, mais uma vez, Instituto da Primeira Infância (Iprede) é o órgão beneficiado com as doações do Festival. Os Clientes podem fazer doações por meio do pagamento de R$ 1, solicitado ao final da conta nos restaurantes participantes, durante todo o período do evento. A Cegás, companhia estatal de distribuição de gás, é um dos parceiros do Fortaleza Restaurant Week.

Entre as casas que figuram na edição 2019 estão os estreantes: Geppos Beira Mar, Johnny Rockets, Sabor Brasil, Ryori Sushi Lounge – Shopping Iguatemi e Zoi por Colosso.

A lista completa de todos os estabelecimentos participantes pode ser encontrada no site do evento https://restaurantweek.com.br/.

Nordeste tem três cidades entre os destinos mais procurado para as férias de julho

Posted on Updated on

Os brasileiros começaram a planejar as férias de julho e, de acordo com um levantamento exclusivo da agência de turismo virtual ViajaNet, São Paulo se destaca entre os destinos nacionais como o mais procurado para o período de 1º a 31 de julho.

Representando um total de 17,23% das compras de passagens aéreas, São Paulo é seguida no ranking por Rio de Janeiro (11,10%), Brasília (8,16%), Fortaleza (6,01%) e Recife (5,16%), fechando o top 5. (Confira ranking completo abaixo).

Entre os principais atrativos de São Paulo, destaca-se a característica efervescente da cidade, com muitas novidades e eventos temporários, além de abrigar pontos turísticos incríveis, como o MASP — Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, o Parque Ibirapuera, a Avenida Paulista, a Pinacoteca, a Catedral Metropolitana de São Paulo (Catedral da Sé), o Mercado Municipal, o Zoológico, o Jardim Botânico, o Theatro Municipal e mais!

Para Gustavo Mariotto, head of marketing do ViajaNet, a maior cidade do País é atemporal e isso movimenta o mercado de viagens para a região. “O que mais atrai as pessoas à cidade de São Paulo é, justamente, sua característica versátil, perfeita para visitar em qualquer época do ano”.

Destinos nacionais mais procurados para as férias de julho 2019:


Ranking
CidadesProcura
1São Paulo17,23%
2Rio de Janeiro11,10%
3Brasília8,16%
4Fortaleza6,01%
5Recife5,16%
6Porto Alegre4,37%
7Vitória3,79%
8São Luís3,46%
9Curitiba2,873%
10Foz do Iguaçu2,81%

 Fonte: ViajaNet

Cobrança do ICMS do diesel em Sergipe é reduzida

Posted on Updated on

Do site de notícias G1-SE:

A partir deste fim de semana o valor do diesel comercializado em Sergipe deve diminuir, em virtude da redução da base de cálculo da cobrança do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o produto.

Segundo a Secretaria de Estado da Fazenda, a nova tabela de preços da base de cálculo possibilitará uma redução efetiva do preço do litro na venda ao consumidor de R$ 0,122 para o Diesel comum (500) e de R$ 0,113 para o Diesel S-10 com a entrada em vigor dos novos valores de referência praticados pelo governo.

A íntegra está aqui.

Prefeito de Caucaia apresenta demandas de abastecimento de água e serviços de esgoto

Posted on Updated on

O prefeito Naumi Amorim reuniu-se com representantes da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) para tratar de demandas de Caucaia no que tange à universalização e a melhorias dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário. A audiência aconteceu no Palácio da Abolição, sede do Governo do Estado, em Fortaleza.

Caucaia conta hoje com 97,28% de cobertura da rede de água (o que equivale a 100.617 de ligações totais) e 46,73% de cobertura da rede de esgoto (47.036 ligações totais). “É de grande interesse nosso unir mais forças com a Cagece para a população ter cada vez mais acesso principalmente ao esgotamento sanitário. É o tipo de serviço que tem impacto direto na qualidade de vida das pessoas”, pontuou Naumi. 

Diretor de Negócios do Interior da Cagece, Hélder Cortez comenta que “a proposta é garantir 100% de esgoto”. “A gente observa, analisando os dados de Caucaia, o interesse dos munícipes pela interligação do esgoto e queremos aumentar ainda mais esse número. Para isso, estamos buscando uma linha de crédito junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para viabilizar essa universalização”, comenta.

De acordo com a Companhia, o investimento para a Região Metropolitana de Fortaleza é de cerca de R$ 5 bilhões. Novas reuniões serão realizadas para o alinhamento de ações no município.

Prefeitura de Fortaleza inicia implantação de novo binário no bairro Papicu

Posted on Updated on

A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), da Prefeitura de Fortaleza, implanta a partir deste sábado (15/06) um novo binário que irá proporcionar mais segurança e fluidez aos condutores e pedestres que trafegam pelo bairro Papicu (Regional II). Com a intervenção, os motoristas deverão redobrar a atenção ao trafegar pelas ruas Joaquim Lima e Pereira de Miranda.

Acesse o mapa com as alterações no trânsito

Conforme projeto técnico realizado pela AMC, a Rua Joaquim Lima terá seu sentido de circulação invertido, passando a operar no sentido leste/oeste (Praia do Futuro/Centro). Já a Rua Pereira de Miranda, que hoje é mão dupla, concentrará todo o fluxo apenas no sentido oeste/leste (Centro/Praia do Futuro). Tais alterações serão adotadas no trecho compreendido entre a Av. Engenheiro Santana Júnior e a Rua Almeida Prado.

Por ser uma área de grandes polos geradores de viagens, como hospitais e empreendimentos, a medida tem o intuito de otimizar o ir e vir das pessoas, além de servir como apoio à Av. Santos Dumont e à Rua Lauro Nogueira, favorecendo os laços de quadra e o acesso local dos moradores. “Com a implantação de sentido único, espera-se ainda reduzir os conflitos de tráfego e aumentar a capacidade de circulação”, afirma o gerente de Operação e Fiscalização da AMC, Disraelli Brasil.

Durante os primeiros dias após a intervenção, agentes de trânsito atuarão nos principais cruzamentos para controlar o tráfego e realizar um trabalho de orientação com os usuários. A população foi comunicada previamente por meio de placas instaladas ao longo das vias.

“Junho Vermelho”, ação estimulada pela @Assembleia_CE, alerta para a importância da doação de sangue

Posted on Updated on

Ideia Certa – Junho Vermelho alerta para a necessidade da doação de sangue

A Assembleia Legislativa do Ceará, por meio do movimento Ideia Certa, chama a atenção para a importância de doar sangue.

“Neste mês de junho, estamos incentivando os cearenses a doarem sangue. Como o início do ano é marcado por viroses, o Hemoce acaba sofrendo uma baixa no seu estoque, tendo em vista o menor número de doadores aptos. Por isso, o movimento Ideia Certa se soma à campanha Junho Vermelho, colaborando para reforçar os estoques e, assim, ajudando a salvar vidas”, explica o presidente da Assembleia, deputado José Sarto (PDT).

A campanha Junho Vermelho faz parte do Calendário de Eventos do Ceará desde a aprovação, na Assembleia Legislativa, de projeto de lei de autoria da deputada Fernanda Pessoa (PSDB),  no ano passado, hoje Lei 16.688/18 . Além disso, anualmente, em 14 de junho, é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue, data estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). “Com a aproximação das férias, a demanda por sangue tende a crescer. Então, convidamos os cearenses a terem esse gesto de solidariedade”, acrescenta José Sarto.

Dados do Ministério da Saúde (MS) indicam que, no Brasil, 1,8% da população é doadora de sangue, índice abaixo do recomendado pela OMS.

Quem pode doar


Para ser doador de sangue, é necessário estar saudável, bem alimentado, pesar acima de 50kg, ter entre 16 e 69 anos e apresentar documento oficial ou autenticado com foto. Os candidatos à doação de sangue com idade entre 16 e 17 anos devem ter consentimento formal, por escrito, do responsável legal, para cada doação que realizarem. O limite para a primeira doação é de 60 anos, 11 meses e 29 dias.

IBC-Br eleva apostas em corte da Selic

Posted on Updated on

O Banco Central divulgou o seu IBC-Br, em queda de 0,47%, bem abaixo da mediana das estimativas coletadas pelo Broadcast, de -0,12%. Esse número, junto com outros indicadores, como produção industrial, varejo e serviços do IBGE e de confiança da FGV, mostra que o primeiro mês do segundo trimestre enterra as chances de uma recuperação significativa. É muito provável que o PIB do segundo trimestre fique muito perto de zero, aproximando-se dele pelo lado negativo. Seria o terceiro trimestre consecutivo de crescimento muito baixo, com chance de abrir uma recessão técnica, caso seja um número negativo.

A inflação corrente já está em queda forte, como mostram os índices, tanto os ponta a ponta, como o IPCA de maio divulgado na semana passada, em 0,13%. Com a desaceleração da atividade se confirmando e, talvez, se acelerando, as chances do Copom promover um novo ciclo de queda da taxa SELIC aumentam. Provavelmente o BC mantenha os juros inalterados na semana que vem, introduzindo em seu comunicado um sinal para o início de novas quedas a partir de julho ou agosto. Reduzimos a SELIC para o final de 2019 para 5,75% e acreditamos que o IBC-Br de hoje confirme essa aposta.

O Ibovespa caiu novamente na abertura, seguindo o exterior, resultando em mais uma semana de alta. Essa é a quarta semana consecutiva de alta do índice, desde o seu mínimo de 90 mil pontos, na semana encerrada em 10 de maio. O dólar acompanha o mercado global, subindo 0,8%, negociado a R$ 3,885 no futuro. No exterior, as bolsas continuam caindo, agora com os resultados da produção industrial e investimentos em ativos fixos de maio, na China. A desaceleração da economia chinesa afeta a economia global e as bolsas reagem com queda.

O DAX de Frankfurt cai 0,81% e o S&P500 futuro cai 0,5%. A inclinação dos juros americanos voltou para -11 bps. As treasuries americanas estão saindo a 2,08% e as alemãs a -0,26%. Na semana que vem o FED nova reunião do FOMC e as apostas em queda dos fed funds. Os juros de 3 meses estão em 2,18%, refletindo a percepção de que os juros realmente cairão.

Universidade Estadual do Ceará comprova qualidades medicinais de plantas do semiárido nordestino

Posted on Updated on

É comum da tradição popular o tratamento de dores e desconfortos por meio da utilização de plantas que desempenham função medicinal. Os chás para curar dores no corpo e desconfortos, agir em cicatrização e inflamações, e por aí se alonga a lista escrita desde os antigos. Com o avanço de pesquisas laboratoriais, o meio acadêmico certificou e aprofundou a utilização de herbáceas dentro de suas capacidades de oferecer compostos químicos específicos que são eficazes no combate a uma série de doenças. É este propósito que guia os trabalhos do Laboratório de Química de Produtos Naturais (LPN) da Universidade Estadual do Ceará (Uece), responsável por validar e identificar atividades medicinais em cerca de 50 plantas do semiárido na região Nordeste.

Referência na área das Ciências Naturais, a professora Selene Maia de Moraes está à frente dos trabalhos do laboratório desde 1998. É titular da Uece em cursos de graduação, assim como dos Programas de Pós-Graduação em Ciências Naturais, Biotecnologia e Ciências Veterinárias. Ensina acerca de bioquímica aplicada, produtos naturais e compostos bioativos. Ela explica que, na Uece, pesquisadores têm se empenhado em estudos que colhem informações do conhecimento popular e exploram com tecnologia e inovação a produção científica que objetiva ampliar as soluções medicinais para enfermidades.

“No Laboratório de Produtos Naturais fazemos um trabalho de mostrar o poder das plantas, principalmente da Caatinga, que não dispõe de muito estudo. A gente realiza o levantamento dos constituintes químicos e das atividades contidas nas plantas. Aqui conseguimos orientar os alunos de Mestrado, Doutorado e Iniciação Científica. Com esses trabalhos, fazemos publicações em revistas nacionais e internacionais. Obtendo-se diversos trabalhos e produzindo patentes com materiais novos vindos das herbáceas, conseguimos vários projetos e financiamento para poder comprar todos esses equipamentos vistos no laboratório”, destaca a professora universitária.

Nas linhas de pesquisa desenvolvidas no local se encontra ênfase no estudo de extratos com propriedades anti-helmínticas (vermífugo), leishmanicida e antimocrobiana. Os estudos do laboratório já indicaram tratamentos por meio de produtos naturais para leishmaniose, câncer, ação contra vírus Aedes aegypti (dengue, zika e chikungunya) através de larvicidas, alzheimer, doenças de pele, dentre outros problemas de saúde.

Sobre o processo de produção científica com as plantas, Selene explica que o pesquisador em Química de Produtos Naturais parte, em boa parte das vezes, da informação que é difundida pelas comunidades, dentro das tradições. “Se no Sertão o pessoal antigo tem aquele relato da utilização de determinado chá, determinada planta para um fim medicinal, a gente vai procurar aquela planta, faz os extratos dos compostos bioativos, para tentar encontrar realmente aqueles produtos que confirmam a ação das plantas. Assim que a gente estudou todas essas plantas, tentando encontrar as atividades relatadas tanto pelos familiares quanto pelos livros étnico-farmacológicos e étnico-biológicos”.

O conhecimento indígena voltado à flora cearense é um exemplo de como a pesquisa ganha norte com a exploração de plantas já identificadas como de uso medicinal. O LPN desenvolve trabalho junto aos índios Tapeba, situados na Caucaia, onde os alunos da Química colhem todas as informações necessárias para seus objetos de estudo. “Já fizemos várias entrevistas com o pajé, as pessoas da comunidade indígena em geral. Eles nos deram várias informações para comprovação científica. Também acontece de muitas vezes se utiliza uma planta, mas ela não tem aquela eficácia que realmente é dita, aí podemos dar a real medida dos efeitos. Mas na grande parte das plantas indicadas por ele que a gente pesquisou, realmente se identifica ação para determinados tratamentos de enfermidade”, revela.

Descobertas

A professora cita como um dos casos de destaque nas pesquisas do laboratório os estudos da folha da graviola, na qual já foram identificadas em estudos pelo Brasil a viabilidade de ser utilizada contra o câncer. Na Uece, os estudos da planta específica vão além: no LPN foi identificada a eficácia da folha no combate a casos de leishmaniose em animais.

“Nós temos um colega que trabalha com a folha de graviola e as propriedades contra o câncer. Ele prepara um extrato e as pessoas utilizam com sucesso. Eu também trabalho na Veterinária e os cães são muito acometidos pela leishmaniose. Sabemos que o produto anticâncer tem uma citotoxicidade, que é uma ação que mata as células. Ele tem que ser tóxico para matar as células cancerígenas. Aí experimentamos para ver se aquelas substâncias extraídas da folha da graviola tinham atividades contra leishmania também. Além da atividade anticâncer já comprovada por diversos experimentos famosos, identificamos que serviu para as atividades contra a leishmaniose”, explica Selene.

O produto antileishmanial usado nos cães foi preparado à base de graviola e fava-d’anta, natural do Cariri, que contém determinadas substâncias adequadas para a aplicação. Os cientistas utilizaram um complexo fitoterápico, que acabou virando uma patente, e já salvou a vida de muitos cães no Hospital Veterinário da Uece. “Até agora fizemos experimentos com os animais infectados. O processo para realizar com pessoas requer a parte da pessoa tomar, o que se torna muito mais demorado.”

Outro caso interessante vem da cera de carnaúba. Utilizada popularmente para conservar a pintura de veículos através do polimento, pesquisas feitas na Uece identificaram substâncias que garantem proteção solar. “Aplicamos isso como protetor solar em pessoas. Utilizamos e realmente verificamos a ação para isso.”

Casos com impacto social

Há um campo de pesquisa importante no Laboratório de Química de Produtos Naturais voltado aos larvicidas. Explorando as plantas alfavaca, alecrim do sertão e alecrim pimenta, os pesquisadores conseguiram gerar um produto que é eficaz no combate às larvas do Aedes aegypti. “A gente tem várias plantas que realmente foram trabalhadas e produzem substâncias que podem ser usadas no fumacê, com essa capacidade de matar as larvas. São produtos naturais larvicidas. Essa utilização em larga escala ainda não foi feita, mas comprovamos a utilização eficaz.”

Lugares e pessoas

Além de colher as histórias populares acerca das plantas, os pesquisadores na área dos Produtos Naturais também pesquisam onde se localizam as floras de cada espécie. No Ceará, o Cariri é centro de muitas coletas de material. No Nordeste, estudantes da Uece já foram pelo Maranhão, Piauí, Paraíba, e também ao Norte, em Rondônia e no Pará. Desses lugares, certificados pelos herbários locais, trazem as plantas para explorar no laboratório.

Selene lembra de casos de pesquisa com lugares típicos em território cearense. “A gente já fez, por exemplo, uma experiência com a Sucupira. Populares colocam a semente dentro de uma garrafa de cachaça para tomar numa ação para a garganta. Levamos para o laboratório e vimos que tem realmente essas propriedades. É muito importante para nós saber que o povo está utilizando plantas para uso medicinal que realmente tem ação comprovada. É gratificante encontrar nesses produtos a validação nas pesquisas.”

Pesquisa no laboratório

O LPN conta hoje com a dedicação de 20 pós-graduandos, entre mestrandos e doutorandos, além de dez bolsistas de iniciação científica. Localizado no Campus do Itaperi, em Fortaleza, o equipamento também recebe voluntários das graduações da própria Uece e pesquisadores de outros laboratórios de todo o país para realização de experimentos, teses e monografias.

Todos os equipamentos do laboratório foram obtidos através de projetos de pesquisa, junto a Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

Reverberando o conhecimento

O legado construído pelos estudos da Química dos Produtos Naturais é vasto ao longo dos anos. Graduados, prós-graduados e até mesmo alunos que ainda se preparam para o vestibular nutrem o desejo de avançar a cada dia mais nas alternativas vindas da natureza para a cura de enfermidades e soluções sustentáveis.

Doutora em Biotecnologia pela Uece, a professora universitária Cristiane Duarte passou boa parte dos estudos dentro do espaço laboratorial. Em sua tese, ela defendeu a elaboração de biodiesel à base de soja e murici. “Testei a estabilidade dele com substâncias antioxidantes, semente da manga, da uva. Isolamos alguns constituintes dessas sementes e aplicamos no biodiesel. Tivemos atividades satisfatórias”. Para a experiência, Cristiane relata que a extração do óleo do murici foi feito na própria Universidade Estadual do Ceará, nas plantações existentes no Itaperi. “Sempre passava por lá e via as sementes do murici. Resolvemos levá-la para análise e deu certo.”

Já Ana Lívia Moreira Rodrigues se prepara para terminar o Doutorado em Biotecnologia analisando as propriedades medicinais de três espécies de plantas anacardiáceas (a aroeira). “Faço um comparativo dos compostos fenólicos, tanto fenóis quanto flavonóis. O que eu encontro em cada uma, tanto nas folhas quanto no caule. Esses compostos são conhecidos na literatura como detentores de atividades biológicas: antioxidante, anti-inflamatórios, cicatrizante, antimicrobiano. Outras ações estamos descobrindo por meio de extrato das folhas e caules para análise cromatográfica”, explica.

O caso de Ana Carolina Silva partiu de uma relação puramente afetiva com o uso de plantas como remédio. Natural do interior paraense de Tailândia, a estudante do 7º semestre da Química sempre teve o apreço aos produtos naturais. “Sou do Pará, então quando tinha uma dor de cabeça minha avó ia no mato para buscar folha e fazer chá. Sempre tive ligação com isso. Quando ainda estava no 3º ano, fui a uma Feira das Profissões da Uece e conheci o nome da Dra. Selene”, conta com animação.

Ao ingressar no curso da Uece, Carolina logo se ofereceu para acompanhar e ajudar nas atividades do laboratório. Trabalha em experimentos com vísceras de peixe e depois com algas, dedicada aos polos sacarídeos sulfatados com propriedades anticâncer e antileishmania. Hoje prepara a sua monografia sobre os adubos e a influência destes nas plantas. “Você toma um chá para dor de cabeça. O que vai fazer o metabólico secundário que tu quer usar é o óxido de cariofileno. Se tu plantar em cocô de galinha, você tem mais dessa substância e vai ser melhor. Descobrir qual adubo tem mais efeito para potencializar o metabólico dessas plantas”, explica.

Encontro debate papel do profissional de RH como investimento estratégico nas mudanças empresariais

Posted on Updated on

O “RI estratégico nas mudanças empresariais” será tema do segundo painel no 21º Encontro Internacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais, evento promovido anualmente pelo IBRI (Instituto Brasileiro de Relações com Investidores) e pela ABRASCA (Associação Brasileira das Companhias Abertas). O debate do painel 2 acontecerá no dia 26 de junho de 2019, das 16:50 às 17:45, no WTC Events Center, em São Paulo (SP).

Mudanças geradas por fusões e aquisições, investimentos e reposicionamentos empresariais impactam atividades dos profissionais de RI (Relações com Investidores) e contribuem para uma atuação ainda mais estratégica, alimentando a Alta Administração com as expectativas do mercado.

Para debater o ambiente de mudanças, a atuação e o papel da área de Relações com Investidores, o painel contará com a moderação de Daniela Bretthauer, conselheira de Administração do IBRI e diretora de Relações com Investidores do Grupo Carrefour; e a participação de José Antonio de Almeida Filippo, diretor financeiro e de Relações com Investidores da Natura, e de Marcos Maciel Marques da Costa, gerente de Relações com Investidores da Klabin.

O 21º Encontro Internacional de Relações com Investidores e Mercado de Capitais já conta com o patrocínio das empresas: B3 (Brasil, Bolsa, Balcão); blendON; BMA (Barbosa, Müssnich Aragão Advogados); BNY Mellon; Bradesco; Cescon, Barrieu, Flesch & Barreto Advogados; Datev; Deloitte; DFIN, Diligent; Fitch Ratings; Itaú Unibanco; MZ Group; Oliveira Trust; Petrobras; Refinitiv; S&P Global; TheMediaGroup; e jornal Valor Econômico.