Brasil

Procuradores da #LavaJato perderam a vergonha na cara: ‘Vamos criar distração’

Posted on Updated on

Intercept revela como os procuradores da Lava Jato em Curitiba programaram a divulgação da denúncia contra Lula no caso do sítio em Atibaia fazendo um cálculo corporativista e midiático. Os membros da força-tarefa decidiram acusar o ex-presidente na tentativa de distrair a população e a imprensa das críticas que atingiam a Procuradoria-Geral da República. É o que mostram as conversas secretas da Lava Jato, material entregue ao Intercept por uma fonte anônima. 

Em maio de 2017 a equipe do então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, estava sob bombardeio por causa de um áudio vazado da delação premiada da JBS que atingia em cheio o presidente Michel Temer. Havia suspeitas de que o material havia sido editado. 

Os chats mostram que a denúncia do sítio já estava pronta para ser apresentada em 17 de maio de 2017, dia em que o jornal O Globo publicou reportagem acusando Temer de dar aval a Joesley para a compra do silêncio do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, do MDB fluminense. 

As primeiras conversas dos procuradores sobre a delação da JBS revelam um clima de excitação. “To em êxtase aqui. Precisamos pensar em como canalizar isso pras 10 medidas”, escreveu Deltan Dallagnol em 17 de maio. O procurador Roberto Pozzobon aproveitou para recordar o ministro do STF, Gilmar Mendes, outra obsessão da força-tarefa, ao lado de Lula. “Bem que poderia vir uma gravação do Gilmau junto né?!”. Orlando Martello retrucou, pouco depois: “Defendo uma delação com temer ou Cunha para pegar Gilmar”.

Passada a euforia, a força-tarefa viu a gravação ser questionada na imprensa. Peritos entrevistados ou contratados por veículos de comunicação identificaram cortes na gravação e apontaram que poderia ter havido edição do arquivo. 

Convencidos da integridade do material, os procuradores esperavam que viesse a público o quanto antes um laudo da Polícia Federal sobre o áudio. Foi aí que o procurador Carlos Fernando do Santos Lima expôs seu plano no grupo Filhos do Januario 1, dia 21 de maio de 2017: “Quem sabe não seja hora de soltar a denúncia do Lula. Assim criamos alguma coisa até o laudo”. Após seu chefe, Deltan Dallagnol, se certificar de que o plano poderia ser posto em prática, ele comemorou, no mesmo grupo: “Vamos criar distração e mostrar serviço”. 

A denúncia contra Lula foi apresentada à justiça e divulgada à imprensa no final da tarde do dia seguinte, dia 22.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA →  

#EuValorizo: campanha lança abaixo-assinado em defesa do Sesc, Senac e do Sistema CNC

Posted on Updated on

Ceará dá continuidade à campanha “Trabalho que Valoriza o Brasil”, que nas redes sociais já ganhou destaque com a hashtag #EuValorizo. Criada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), a iniciativa tem como premissa mostrar para a sociedade como o Sistema Comércio trabalha para desenvolver as empresas do comércio de bens, serviços e turismo e para transformar o Brasil e a vida dos brasileiros.

Uma das ações da campanha, que acontece em todos os estados do Brasil, é a petição pública com o objetivo de respaldar, apoiar e fortalecer a atuação do Serviço Social do Comércio (Sesc), do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) em todo o Brasil, e de todo Sistema Comércio, composto pela Confederação Nacional do Comércio – CNC, Federações, Sindicatos, Sesc e Senac. Isso porque o Sistema Comércio faz parte da vida de milhões de pessoas, seja na oferta de cursos profissionalizantes, nas atrações culturais ou no acesso a ações de saúde e qualidade de vida e na defesa e representação dos empresários com Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

Ao assinar a petição, os brasileiros contribuem para que essas instituições fiquem ainda mais fortes, além de ajudar a garantir a continuidade de um trabalho que valoriza os trabalhadores do comércio e suas famílias, gerando mais desenvolvimento e promovendo ações de educação, alimentação, saúde, cultura, esporte e lazer em todo o País. Para participar, basta entrar no site https://bit.ly/2MonjTN

Transformando vidas

No âmbito nacional, a campanha “Trabalho que valoriza o Brasil” também visa mostrar os resultados no nosso Estado. Juntas, a Fecomércio, o Sesc, o Senac e o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC) atuam como um Sistema, em que cada instituição tem seu papel e missão, transformando a vida do trabalhador e colaborando com os empresários do comércio.

Só o Sesc conta com mais de 375.000 matrículas em 26 unidades, entre 20 físicas e 6 móveis. Conta ainda com 15.351 matriculados na Educação Básica, de Jovens e Adultos, Educação Infantil, Ensino Fundamental, Pré-vestibular, Idiomas, Formação Contínua de Educadores e Educação Ambiental. O programa de Saúde do Sesc Ceará também é referência. São quase 18.000 clientes em consultas odontológicas e mais de 3.000 mamografias realizadas pela Unidade Móvel Sesc Saúde Mulher. 

Já o Senac Ceará oferece 200 cursos oferecidos nas 19 unidades, entre elas o Senac Reference, maior espaço de capacitação profissional do Sistema no Ceará, sem contar as 10 bibliotecas com mais de 48.000 títulos especializados. Destaca-se, ainda, o atendimento corporativo realizado pela entidade com o setor público, a partir de programas de fortalecimento de vínculos e convivência para jovens, adultos, crianças e idosos, de inserção destes no mercado de trabalho e ainda geração de renda e reinserção profissional.

Mais informações sobre a campanha: www.valorizaobrasil.com.br

Adware para Android, que esconde ícone dos aplicativos, retorna ao Play Market

Posted on Updated on

Desenvolvedores têm, há anos, incorporado código de anúncios em apps como uma maneira de ajudar a custear os gastos com desenvolvimento. Mas alguns deles simplesmente usam aplicativos como uma plataforma no limite de tornar-se abusiva apenas para exibir anúncios nos dispositivos mobile.

Recentemente, o SophosLabs descobriu 15 apps no Google Play que se envolvem nesse tipo de prática. Eles geram anúncios frequentes, grandes e intrusivos, e, literalmente, ocultam o ícone do aplicativo para dificultar a localização e a remoção do mesmo. Vários ainda vão além, disfarçando-se na página de configurações do smartphone.

De acordo com informações das páginas do Play Market para esses aplicativos, mais de 1,3 milhão de dispositivos em todo o mundo instalaram pelo menos um deles. Se usarmos histórias anteriores como referência, é provável que haja muitos mais a serem descobertos.

Apps com adware que esconde ícones, no Google Play

Por exemplo, o app free.calls.messages (Flash On Calls & Messages – também conhecido como Free Calls & Messages – exibido abaixo) envolve alguns truques inteligentes para impedir que os usuários o desinstalem.

Quando é iniciado pela primeira vez, exibe uma mensagem que diz “Este app é incompatível com o seu dispositivo!”. Você pode pensar que ele falhou, porque, depois desse aviso, o app abre a Play Store e te leva para a página do Google Maps, induzindo você a pensar que esse aplicativo universal é a causa do problema. Mas não é. Isso é uma armação.

O aplicativo, então, oculta seu próprio ícone para que não apareça na bandeja de aplicativos. Outros apps desta lista também ocultam seus ícones: alguns fazem isso na primeira vez que são iniciados, enquanto outros simplesmente esperam um pouco depois de você instalá-los.

  1. Inicialmente, o ícone do app aparece na bandeja de aplicativos, junto com os demais;
  2. Após a instalação, o app aciona um aviso sobre ser “incompatível”;
  3. Então, o app abre a página do Google Maps na Play Store;
  4. Quando o usuário retorna para a bandeja de aplicativos, o ícone do app com adware desapareceu.

Jogando sujo

O SophosLabs também observou esses aplicativos fazendo um truque desonesto: usando um nome e um ícone para o aplicativo (visíveis na página de configurações do smartphone) e um nome e um ícone diferentes para a Atividade Principal (a janela do app em execução).

Nove dos 15 aplicativos descobertos usavam ícones e nomes enganosos, sendo que a maioria parecia ter sido escolhida para parecer inofensivo. (O ícone do aplicativo ainda está visível no menu Configurações do telefone, dentro de Apps.)

Ocultando o ícone do iniciador e usando um ícone e um nome que se assemelham aos de um aplicativo do sistema, esses apps são convincentes para um observador casual, que acredita que não há nada incomum instalado no smartphone.

Código do app Adware, que usa ícones diferentes para o aplicativo (que aparece no menu de configurações do telefone) e atividade principal
Outros apps usam uma biblioteca, chamada koolib, que instala um serviço para ocultar o ícone em um tempo predeterminado após a instalação do aplicativo. Isso não é kool, aplicativo.

Código que oculta ícones no koolib

A maioria desses aplicativos é apresentada aos usuários como algum app utilitário. Leitores de QR code, editores de imagens, utilitários para backup, localizador de telefone e, mais ironicamente, um utilitário usado ostensivamente para limpar os dados privados do seu smartphone. Os apps se disfarçavam ainda mais usando um nome inofensivo, como Google Play Store, Atualização, Backup ou Serviço de Fuso Horário. Esses nomes aparecem apenas nas configurações do telefone.

  1. O ícone de um app com adware aparece abaixo do ícone legítimo da Play Store
  2. Muitos usam nomes e ícones genéricos, como “Atualização”
  3. Cuidado, este ícone genérico não é um legítimo app para backup
  4. Seu smartphone já tem um serviço incluído para acompanhar fuso-horários: o relógio

Todos esses aplicativos apareceram durante esse ano. O mais antigo deles, free.calls.messages, foi publicado em janeiro. Dois meses depois, já tinha mais de um milhão de instalações. Embora tenham sido disponibilizados ao mercado por diferentes contas, muitos compartilham estrutura de código, interface do usuário, nomes de pacotes e comportamento semelhantes – demais para que isso seja considerado uma coincidência.

Por exemplo, o aplicativo com.cc.image.editor continha dentro de seu código uma referência a um app diferente, o com.bb.image.editor. Os dois aplicativos, apesar dos nomes parecidos, foram publicados por entidades completamente diferentes. Isso nos sugere que o primeiro pode ter sido derivado do último, mas não podemos dizer definitivamente que o mesmo autor desenvolveu os dois.

Startup usa tecnologia para atualizar advogados sobre novas leis da Previdência

Posted on Updated on

Foi aprovada na semana passada, a proposta de Emenda à Constituição da reforma da Previdência (PEC 6/2019). Entre outros pontos, o texto aumenta o tempo para se aposentar e eleva as alíquotas de contribuição para quem ganha acima do teto do INSS (hoje em R$ 5.839). Para os profissionais do Direito que atuam na área, estas alterações significam que devem se atualizar – mais uma vez – sobre a nova legislação previdenciária e deixar um pouco de lado o atendimento aos seus clientes.

Entretanto, as startups do Direito, conhecida como lawtechs, vieram para auxiliar advogados, escritórios e departamentos jurídicos nesse processo. Se antes, estes profissionais tinham que se aprofundar nos estudos e na leitura e ficarem sempre atento às notícias que envolvem a previdência, agora empresas como o Previdenciarista – plataforma de conteúdo que auxilia a atualização do advogado previdenciário – fazem este serviço para o cliente, o que torna a rotina mais produtiva e menos desgastante.

O Cofundador do Previdenciarista, Renan Oliveira, explica que a plataforma será atualizado com os novos cálculos da reforma, o que auxilia o advogado na rotina profissional. “Temos um blog, colunas e um espaço destinado a notícias sobre Previdência, reforma, INSS, entre outros assuntos que interessem ao nosso público-alvo. Quem é assinante da plataforma, recebe diariamente esses conteúdos, tirando a responsabilidade do advogado este trabalho de pesquisa”, destaca.

Renan reforça que o Previdenciarista atualiza o profissional, mas também o auxilia nas atividades de rotina do advogado por meio da tecnologia. “Hoje acreditamos que o nosso maior diferencial é oferecer aos nossos clientes uma plataforma SaaS com tecnologia para inovar no Direito, além da segurança dos dados – todas as petições e cálculos dos clientes são salvos na nuvem”, explica Renan.

O Previdenciarista já possui mais de 9 mil clientes – advogados espalhados por todo o Brasil. Entre as principais soluções que a plataforma oferece estão: cálculo previdenciário automatizado a partir do CNIS do cliente, indicação dos melhores benefícios para o segurado, relatórios de tempo e renda para cada benefício, indicação das melhores petições para o benefício selecionado pelo advogado, autopreenchimento das petições com os dados do cliente e advogado, gestão dos clientes previdenciários, histórico de eventos do cliente e armazenamento de cálculos, petições e documentos do cliente na nuvem.

Especializado em atender demandas de advogados que atuam em ações relacionadas relacionais à previdência social, a plataforma disponibiliza também um catálogo com mais de 2 mil petições para os advogados assinantes. “Oferecemos uma ferramenta mais completa, com serviços inteligentes que trabalham juntos, alinhados, como os cálculos e as petições, por exemplo. Nosso objetivo é auxiliar a rotina do advogado por meio da tecnologia e atualizá-lo com  notícias e artigos sobre a área”, finaliza Renan.

Senac Ceará e Uece firmam cooperação no campo da cultura alimentar

Posted on Updated on

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – Senac e a Fundação Universidade Estadual do Ceará – Funece assinaram um acordo de cooperação técnica e institucional com o objetivo de fomentar ações em conjunto no âmbito da cultura alimentar, da gastronomia e da hospitalidade. O acordo concretiza-se a partir da articulação entre as unidades do Senac Ceará em Fortaleza e no Interior e o Observatório Cearense da Cultura Alimentar – OCCA, vinculado à Universidade Estadual do Ceará – Uece.

Uma das metas da parceria é induzir o surgimento de novos cursos de Pós-Graduação (lato sensu) na área da Gastronomia no Estado, por meio de iniciativas voltadas à capacitação de recursos humanos e à difusão de boas práticas de proteção da cultura alimentar de base tradicional e popular.

Estiveram presentes no cerimonial que marcou a assinatura do documento o presidente da Funece e reitor da Uece, professor Dr. José Jackson Coelho Sampaio; o Consultor de Relacionamento Institucional do Senac Luiz Antônio Rabelo; a diretora de educação profissional do Senac Georgia Philomeno Carneiro; a consultora de Produtos Educacionais na Área de Gastronomia do Senac Vanessa Santos; as professoras do curso de Nutrição Daniela de Azevedo e Derlange Diniz; a professora do curso de Ciências Sociais e coordenadora do OCCA Kadma Marques; e a Pró-Reitora de Pós-Graduação e Pesquisa da Uece, Nucácia Meire Araújo.

O reitor José Sampaio fez uma explanação a respeito da história da Uece, que atualmente está presente em nove municípios do Ceará com diferentes ações, projetos e estruturas. Para José Sampaio, o OCCA representa, dentro da nova parceria com Senac Ceará, uma porta de entrada para tudo o que a Universidade pode oferecer, em termos técnicos e humanos, ao desenvolvimento do campo da cultura alimentar no Estado.

Em consonância com a fala do gestor, Georgia Philomeno destacou que o trabalho já desenvolvido pelo OCCA pode alcançar outros patamares a partir da contribuição do Senac Ceará, sobretudo por meio do Senac Reference, nova unidade da instituição, que possui uma grande área exclusiva para a Gastronomia. “Essa parceria com a universidade vai proporcionar aos nossos alunos um rico processo de integração de informações, pesquisa e atividades, gerando novos projetos e ações de inovação. Esses irão contribuir para o desenvolvimento do segmento de gastronomia e hospitalidade e, consequentemente, da economia do Ceará”, pontuou ela.

“O tema da gastronomia é muito rico. Existe uma dimensão prática, operacional, de como você executa as coisas; uma dimensão acadêmica, da história dos alimentos e da cultura que envolve as práticas alimentares de cada sociedade. Tanto o fazer técnico quanto a sociabilidade que envolve isso, a história e a cultura são desafios fascinantes para a pesquisa, e para os órgãos que fomentam essas práticas sociais, inclusive a dimensão de transformar isso em negócio, em emprego e renda”, pontuou o reitor José Sampaio.

“Essa parceria envolvendo o Senac Ceará e nosso Observatório, envolvendo a criação de um mestrado em Gastronomia – que aplicamos na CAPS agora – aponta que estamos no caminho certo. São instituições produtivas e ricas, no sentido intelectual, e que ao darem as mãos vão poder crescer cada vez mais”, completou o reitor.

BNB abre seleção para apoio a projetos sociais, de saúde e esporte

Posted on Updated on

Resultado de imagem para bnb

O Banco do Nordeste recebe até 4 de novembro inscrições para seleção de projetos de cunho social e das áreas de saúde e esporte, voltados para crianças, adolescentes, adultos e idosos de baixa renda. As iniciativas selecionadas contarão com aporte de recursos não reembolsáveis, por meio de leis de incentivos fiscais.

Podem participar projetos que se enquadram no âmbito das regras do Fundo da Infância e Adolescência (FIA), Fundo dos Direitos do Idoso, Lei de Incentivo ao Esporte, Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica e Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde de Pessoa com Deficiência.

Na avaliação, serão considerados aspectos como nível de organização da entidade, qualidade de atendimento, incentivo à formação educacional, fomento à iniciação profissional, quantidade de beneficiários, regularidade fiscal do proponente, tempo de permanência na atividade, abrangência geográfica e possibilidades de expansão na área de atuação do Banco do Nordeste.

Os projetos serão executados por entidades governamentais ou não governamentais de comprovada experiência, estrutura e competência para desenvolvê-los.

Os editais com as informações sobre o processo de seleção estão disponíveis no endereço www.bnb.gov.br, no link “Responsabilidade Socioambiental – Informes Socioambientais”. As entidades podem enviar os projetos para o e-mail socioambiental@bnb.gov.br.

De 2007 a 2018, o Banco do Nordeste destinou R$ 25,49 milhões a 301 projetos sociais, via recursos incentivados, com base na previsão do seu imposto de renda devido. As iniciativas amparadas beneficiaram 63,9 mil pessoas. 

Sompo Seguros é a mais inovadora do Brasil entre as Empresas de Capital Fechado

Posted on Updated on

Resultado de imagem para sompo seguros

Sompo Seguros, empresa do Grupo Sompo Holdings – um dos maiores grupos seguradores do mundo –  foi reconhecida como a empresa mais inovadora do País na categoria “Capital Fechado” segundo o ranking Estadão Empresas Mais. Em sua 5ª edição, o levantamento feito pelo Estadão em parceria com FIA – Fundação Instituto de Administração e a Austin Rating avalia os critérios econômicos e a atuação das 1.500 maiores companhias do Brasil nas áreas de Governança Corporativa e Inovação. A premiação aconteceu durante evento realizado na manhã desta terça-feira, dia 15/10, na Casa Petra, em São Paulo (SP), e a companhia foi representada por Francisco Caiuby Vidigal Filho (presidente) e Sven Robert Will (diretor executivo financeiro).

“Investimos em inovação para disponibilizar soluções diferenciadas que possam trazer novas experiências no relacionamento com a seguradora, que incrementem ainda mais a percepção da qualidade do serviço e que, por fim, contribuam com o bem-estar das pessoas”, avalia Francisco Vidigal Filho, presidente da Sompo Seguros. “Esse reconhecimento é um importante aval para um trabalho de melhoria contínua que nossa equipe desenvolve na companhia”, afirma. 

A Sompo Seguros conta com uma área de Inovação estruturada, equipe dedicada e projetos que já resultaram em soluções e conferiram à companhia o destaque em termos de melhores práticas em Inovação. “Nosso time de Inovação efetua a gestão e acompanhamento de projetos que são desenvolvidos por equipes de Agentes de Inovação, compostas por profissionais de diferentes áreas. Nesse processo, os profissionais envolvidos são responsáveis por disseminar a cultura de inovação por toda a companhia”, considera Sven Robert Will, diretor executivo financeiro da Sompo Seguros. “O conceito que implementamos e os projetos desenvolvidos já foram reconhecidos em premiações e levantamentos criteriosos feitos por consultorias independentes amplamente reconhecidas, como é o caso do Estadão Empresas Mais. Ficamos felizes que, além do reconhecimento pelo trabalho desenvolvido, contribuímos com soluções que têm um impacto positivo no mercado e na vida das pessoas”, conclui.  

A revista com todos os resultados circula no próximo dia 25 de outubro.

Americanas.com capacita empreendedores de comunidades ribeirinhas e indígenas na Amazônia

Posted on Updated on

A Americanas.com, maior loja online brasileira, amplia sua participação na Amazônia. Depois do início da venda de produtos fabricados por artesãos empreendedores de comunidades ribeirinhas e indígenas do local, por meio de seu marketplace e em parceria com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), agora é a vez de levar mais conhecimento para esses profissionais.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fiozhUrQOCgz-1XtHtlNYYICccLx4WOezRbvPg5l9erIsLK--lpeSkeGCQQxne2hs11MSHGnL9Vae3YUunPfsN26cyejcjQfbtyME79prunP2c84pYXGvCAFKQ=s0-d-e1-ft

Em outubro, a marca realizará treinamentos em Manaus e nas comunidades ribeirinhas da floresta Amazônica, com o objetivo de capacitar e ajudar a potencializar as vendas dos artesãos empreendedores. Os workshops darão dicas sobre como apresentar os produtos no site, a fim de aproximar os clientes das peças, dos artesãos e das comunidades ribeirinhas e indígenas. Os empreendedores também contarão com oficinas de fotografia, que darão instruções sobre como montar um protótipo de estúdio fotográfico com objetos simples. Ao todo, 30 empreendedores locais participarão dos treinamentos.

Com a ação e a parceria com a FAS, a Americanas.com reforça sua estratégia de sustentabilidade, que tem como diretriz a Agenda 2030 da ONU, com projetos e parcerias capazes de transformar a sociedade, promovendo trabalho digno e decente, redução das desigualdades e consumo e produção responsáveis. Para conhecer mais, basta acessar o hotsite Jirau da Amazônia da Americanas.com.

Startup reduz 30% custo logístico de PMEs por meio de parcerias com armazéns próximos aos consumidores

Posted on Updated on

Mesmo com faturamento bilionário do e-commerce no Brasil – cerca de R$ 70 bilhões em 2018, segundo a associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), agilidade e preço baixo na hora de realizar uma entrega não são os pontos fortes do setor. A Consultoria Compre&Confie aponta que o prazo médio prometido pelas lojas online para entrega no país passou de oito dias, no primeiro semestre de 2017, para 13 no mesmo período deste ano, e o valor médio do frete subiu de R$14 para R$19,50.

Entretanto, alguns de modelos de negócios já aparecem no mercado para solucionar esses problemas. A Uello (www.uello.com.br) – startup que usa uma rede colaborativa para reduzir custos logísticos e agilizar entregas – criou uma plataforma que oferece serviço de frete urbano mais rápido e econômico para pequenas e médias entregas. A empresa trabalha em parceria com pequenos armazéns espalhados por toda Grande SP, que possibilita diminuição de custos logísticos em até 30% – valor que varia em relação às demandas e tamanho de cada empresa que solicita o serviço.

“Uma de nossas propostas é atuar no e-commerce, onde há poucas soluções logísticas para entregas menores. Com modelo de logística mais descentralizado, os produtos saem de lojas próximas do endereço do consumidor final e não de centros distantes das cidades e isto barateia o custo logístico, facilita o atendimento e diminui o tempo de entrega do produto”, destaca Fernando Sartori, especialista em logística e fundador da Uello.

Além dos pequenos e médios e-commerces e lojas físicas, as grandes empresas também viram na Uello uma forma de customizar e otimizar suas entregas, melhorando a experiência do cliente final. Entre os principais parceiros da empresa estão: Dafiti, Arezzo, MMartan, Canon, Victorinox, B.blend, Enjoei, Mary Kay, entre outros. “Oferecemos um serviço diferenciado – e personalizado – para qualquer tipo de empresa, permitindo resolver alguns dos desafios atuais do mercado”, reforça Fernando.

Quem entrega?

Assim como os pontos de coleta espalhados pela cidade, a rede colaborativa criada pela Uello também possibilita mais agilidade e menores custos logísticos. A ferramenta funciona por meio de uma plataforma virtual que permite a integração entre os mais de mil motoristas cadastrados que fazem os envios e os armazéns parceiros que estocam os produtos. A empresa registra mais de 3 mil entregas por dia.

Para fazer parte da rede colaborativa, o interessado se cadastra no aplicativo da startup e após ser aprovado consegue ter acesso às rotas inteligentes criadas pela Uello. Ele pode escolher quantas entregas quer fazer no dia e qual o melhor horário, por exemplo, seguindo a rota proposta pelo app. Para ter acesso aos produtos, basta realizar a retirada em um dos armazéns parceiros espalhados pela cidade. Todo o processo pode ser administrado pelo motorista em tempo real no aplicativo- com supervisão e segurança da Uello.

Para Fernando, estes serviços de parceria com pontos de coleta pela cidade e a rede colaborativa possibilitam que produtos cheguem no endereço do consumidor final em até 24h, algo que é incomum no Brasil. Apenas 5% dos pedidos online foram entregues neste prazo em 2018, segundo a eBit/Nielsen.

Banco do Nordeste tem novo diretor de Controle e Risco

Posted on Updated on

Tomou posse o novo diretor de Controle e Risco do Banco do Nordeste. Cornélio Farias Pimentel é formado em Ciências Contábeis e tem experiência de 25 anos como servidor do Banco Central, onde exerceu diversas funções como chefe-adjunto e chefe de departamento de monitoramento do sistema financeiro.

Pimentel é especialista em Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas, e em Aperfeiçoamento de Profissionais para o Mercado de Capitais, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS). No exercício das funções no Banco Central, participou de missões de fiscalização em agências de bancos brasileiros localizadas nos Estados Unidos e na Inglaterra.

O novo diretor também foi consultor do Banco Mundial, contratado pela sede em Washington, atuando na implantação, normatização e supervisão de sistemas de informação de crédito. Na oportunidade, auxiliou no diagnóstico, na elaboração de propostas e modelos de crédito, no desenvolvimento de base regulamentar e treinamentos de equipes de bancos centrais de diversos países em desenvolvimento.