Brasil

Aracati (CE) e UFC terão acordo de cooperação

Posted on Updated on

A Prefeitura de Aracati (CE) e a Universidade Federal do Ceará deverão formalizar termo de cooperação para prospectar e executar atividades em parceria. A decisão foi tomada pelo prefeito Bismarck Maia (foto) e pelo reitor Henry Campos.

O próximo passo será a visita de representantes da Universidade a Aracati, em data que está sendo agendada.

“Não é concebível uma reestruturação do município que não tenha como parceira a academia. E a nossa referência maior no Estado do Ceará é a UFC. Então, procuro o reitor para buscar toda e qualquer parceria que seja necessária e possível para a Universidade Federal se inserir em diversos setores, seja na saúde, na educação, na pesca, na questão da costa, na própria intelectualidade do município”, explica Bismarck Maia.

O prefeito se comprometeu em ceder imóvel para ser usado pela UFC como base de atividades em Aracati. O reitor Henry Campos informa que, na primeira visita à cidade, na qual estarão incluídos representantes das áreas de arquitetura e infraestrutura da Instituição, deverão ser vistos possíveis locais que poderão servir de base para essa cooperação.

“Estamos assumindo um compromisso de parceria porque vislumbramos uma oportunidade muito boa para a Universidade em projetos que já temos discutido. Nós já fizemos tentativas anteriormente de ter alguma coisa, alguma atividade da academia em Aracati, mas agora surgem novas possibilidades”, aponta o reitor. Ele informou que irá iniciar conversas com os diretores de unidade da UFC para discutir as possibilidades dessa parceria. “A UFC pode se inserir em várias frentes, em várias coisas. Existem ideias concretas já, mas são ideias no momento”, acrescenta.

Segundo Henry Campos, o plano é também buscar apoio do Governo do Estado para a cooperação, por meio da Plataforma Estratégica de Desenvolvimento de Longo Prazo – Ceará 2050, projeto estadual que tem a UFC como coordenadora.

Novos processos agilizam crédito no Banco do Nordeste

Posted on Updated on

O Banco do Nordeste definiu modificações em seu processo de crédito para ter mais agilidade no atendimento ao cliente. Quem adiante é o presidente do Banco, Romildo Rolim. Esta semana, em Brasília, Romildo falou para grupo de empresários da indústria nordestina na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Entre as melhorias está a realização de cadastro de Pessoa Física e Pessoa Jurídica diretamente pelo site do Banco, sem necessidade de comparecimento à agência bancária. Romildo conduziu a palestra “Novas diretrizes do Banco do Nordeste para 2018”, a convite do presidente da Associação Nordeste Forte, Amaro Sales, e destacou as novas taxas de juros do FNE, resultados do ano passado e desafios da instituição para 2018.

A Nordeste Forte reúne presidentes das federações estaduais do setor na Região. Os presidentes das Federações das Indústrias de Minas Gerais e Espírito Santo também participaram como convidados, já que o BNB atua no norte desses Estados.

Romildo recebeu demandas dos representantes do setor industrial e destacou a disponibilidade de R$ 30 bilhões do FNE para 2018. O planejamento do Banco do Nordeste para o ano, de acordo com o presidente, é baseado em um tripé que inclui a aplicação do FNE em sua totalidade, agilidade na concessão de crédito e eficiência na regularização de dívidas.

O Banco do Nordeste financia a implantação, expansão, modernização, reforma e relocalização de indústrias, com crédito para investimentos e capital de giro. Os prazos para pagamento são de até 12 anos, com até quatro anos de carência.

Universidade Estadual do Ceará terá novo campus

Posted on Updated on

Em reunião entre o reitor da Uece, Jackson Sampaio, e o chefe de gabinete do Governador Camilo Santana, Elcio Batista, ficou definida a implantação de um campus avançado da Universidade Estadual do Ceará (Uece), no município de Mombaça.Também foi acertados o investimento e o custeio para implantação do novo campus.

Na reunião, o reitor enfatizou que o novo campus ficará articulado administrativamente ao campus da Uece em Iguatu, a Faculdade de Educação Ciências e Letras de Iguatu (Fecli), e que oferecerá duas Licenciaturas, na modalidade presencial: uma, em Artes Visuais, e outra, em Computação, ambas para funcionamento no turno da noite.

A autorização para criação dos dois cursos foi dada por unanimidade pelo Conselho Universitário, em 2 de outubro de 2017, em decorrência de aprovação, também por unanimidade, do Projeto Pedagógico dos mesmos, pelo Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão (Cepe), ocorrida em  02 de outubro de 2017.

Inicialmente, a Uece montou o mapa do ensino superior na região do município de Mombaça. Dentro de um perímetro de 120 km, encontram-se Iguatu, Tauá, Quixadá e Limoeiro do Norte, nos quais a Uece oferece cursos presenciais. Também se encontram Iguatu, Tauá, Pedra Branca, Piquet Carneiro, Lavras da Mangabeira e Quixeramobin, onde a Uece oferece cursos por Educação a Distância (EaD), em pólos da Universidade Aberta do Brasil (UAB).

Após esta aprovação, o governo tocará as obras de adaptação do prédio da EEEP Plácido Aderaldo Castelo, que manterá seu pleno funcionamento no turno diurno. Paralelamente, a Uece procederá à seleção dos professores e funcionários técnico-administrativos. A seleção dos alunos se dará por meio do Vestibular, por intermédio da Comissão Executiva do Vestibular (CEV). Alunos e professores deverão estar em sala de aula no dia 23 de julho de 2018, iniciando semestre letivo junto com os demais 62 cursos presencias da Uece.

Queijos e outros produtos artesanais mais próximos de comercialização autorizada

Posted on Updated on

A Câmara dos Deputados aprovou no plenário projeto que permite a venda entre os estados de produtos artesanais de origem animal, como queijos e embutidos. A matéria será enviada ao Senado. O texto aprovado é um substitutivo do deputado Fábio Sousa (PSDB-GO) para esse projeto e seus apensados, do deputado Rocha (PSDB-AC), do deputado Efraim Filho (DEM-PB); e do deputado Luciano Bivar (PSL-PE).

Segundo o substitutivo, o produto artesanal, caracterizado como aquele feito segundo métodos tradicionais ou regionais próprios, empregando-se boas práticas agropecuárias, será identificado em todo o território nacional com um selo único com a inscrição ARTE.

Esses produtos estarão sujeitos à fiscalização de órgãos de saúde pública dos estados e do Distrito Federal. O registro do fabricante e do produto, a classificação, o controle, a inspeção e a fiscalização seguirão as normas legais quanto aos aspectos higiênico-sanitários e de qualidade.

Presidente do BNB aponta indicadores de aquecimento da economia no Nordeste

Posted on

O Banco do Nordeste tem mais de R$ 18 bilhões em propostas para contratação de financiamentos em suas esteiras negociais e de análise de crédito. A informação é do presidente da instituição, Romildo Rolim. Ele explica que a demanda é um bom indicador do aquecimento da economia na Região.

A afirmação foi feita na abertura do seminário “O Futuro do Nordeste”, organizado pelo Grupo Folha e realizado na sede do BNB, em Fortaleza. O evento discutiu oportunidades e soluções para a economia nordestina.

“As contratações com as novas taxas de juros foram autorizadas há três semanas. Nossas esteiras negociais estão lotadas, desde o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, o Pronaf, até operações com grandes empresas”, informou.

O presidente do Banco referiu-se às novas regras de cálculo de juros do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), que levam agora em consideração o Coeficiente de Desigualdade Regional, divulgado pelo IBGE. Com a mudança, os juros dos financiamentos com a fonte FNE podem chegar a patamares de 37% a 68,5% mais baixos em relação às taxas praticadas no mercado.

Romildo Rolim ressaltou que o BNB deve aplicar R$ 42 bilhões até o fim do ano, sendo R$ 30 bilhões pelo FNE e mais R$ 12 bilhões por meio dos programas de microfinanças urbano (Crediamigo) e rural (Agroamigo).

O seminário abordou os problemas e soluções do Nordeste em áreas como produção industrial, tecnologia, energia, infraestrutura logística e turismo.

O superintendente de Políticas de Desenvolvimento do Banco do Nordeste, Henrique Jorge Tinoco de Aguiar, apresentou os financiamentos que o Banco dispõe para a infraestrutura regional no painel “Entraves e soluções para a infraestrutura logística”, ao lado da diretora de desenvolvimento comercial do Porto do Pecém, Rebeca Oliveira, e da secretária de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza, Águeda Muniz.

Tinoco enfatizou a possibilidade de o BNB financiar até 80% de projetos de infraestrutura, com taxas de juros diferenciadas em contratações voltadas para áreas de saneamento, água e logística.

A expectativa é que o Banco do Nordeste aplique R$ 16 bilhões em projetos de infraestrutura só em 2018.

Fiec apura vocação exportadora de Aquiraz (CE)

Posted on Updated on

Com pauta de exportações quase integralmente contemplada pelos subsetores de “cocos, castanha do Brasil e castanha de caju, frescos ou secos, mesmo sem casca pelados” e pelo de frutas, que representam mais de 95% do que é vendido externamente pelo município, Aquiraz tem nos Estados Unidos o principal destino importador, tendo comprado US$ 8,7 milhões em 2017.

Mas é necessário citr Argentina e Canadá, que aumentaram suas compras em 48,5% e 58,4% respectivamente, entre 2016 e 2017. Já a China é a primeira no ranking dos países de origem das importações do município com US$ 28,6 milhões em 2017. Os dados são do estudo Análise do Comércio Exterior dos Municípios Cearenses, realizado pelo Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), edição de fevereiro.

O estudo indica ainda que na lista de importações cearenses por município, Aquiraz ocupa a quinta posição, com um total importado em 2017 de US$ 93,0 milhões, valor 11,9% menor do que o do ano anterior. As exportações do município acompanharam o ritmo das importações e registraram queda de 5,8%, passando de US$ 33,4 milhões em 2016 para US$ 31,5 milhões no ano seguinte.

O PIB de Aquiraz, contabilizado pelo IBGE em 2015 chegou à marca de R$ 1,9 bilhão, sendo 67% desse total englobado pelo setor de serviços, visto que a cidade possui a segunda maior rede hoteleira do estado. A indústria abarca 25%, enquanto o setor primário cerca de 6%. A produção de castanha de caju, frutas e mel são os principais motores da economia local.

O Centro Internacional de Negócios realiza estudos setoriais que contribuem para a tomada de decisões do processo de exportação.

Varejo deve ter avanço na Páscoa

Posted on Updated on

Do portal do Sistema Fecomercio do Ceará, a federação que representa o setor comercial do Estado:

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), as vendas do varejo voltadas para a Páscoa deste ano deverão crescer 3,5% em relação à Semana Santa do ano passado, já descontada a inflação do período. Confirmada a projeção, esse seria o melhor desempenho das vendas reais do varejo nesta data comemorativa desde 2013 (+4,8%). Na mesma data de 2017, o varejo registrou o primeiro aumento no volume de vendas (+1,1%) após acumular perda de 5,2% em 2015 e 2016. A melhor Páscoa para o setor ocorreu em 2010 (+9,5%), ano em que a economia cresceu 7,5% e o volume total de vendas do varejo avançou 10,9%. Os estabelecimentos do varejo alimentício, tais como hiper, super e minimercados, além das lojas especializadas em produtos associados à Páscoa, deverão faturar cerca de R$ 2,2 bilhões com as vendas voltadas para a Semana Santa deste ano.

A queda nos preços dos chocolates (-8,0%), do azeite de oliva (-3,8%) e dos pescados (+0,2%), conforme mostra o IPCA-15, deverá estimular o crescimento das vendas. Por outro lado, os aumentos dos preços dos combustíveis (+7,7%) e das passagens rodoviárias intermunicipais (+6,7%) deverão atingir aqueles que pretendem se deslocar durante a Semana Santa. As projeções da CNC se baseiam nos aspectos sazonais das vendas, levando-se ainda em consideração as tendências de evolução dos níveis de ocupação e renda e, principalmente, as variações dos preços de produtos relacionados com essa data.

Contratação e efetivação

Ainda segundo estimativas da CNC, no varejo, o aumento das vendas deverá gerar cerca de 10,6 mil postos de trabalho temporário – número ligeiramente superior às 10,5 mil vagas geradas na Páscoa passada. Os maiores demandantes de trabalho temporário deverão ser os hiper, super e minimercados, respondendo por aproximadamente 62% do total de vagas oferecidas. O salário médio de admissão no varejo deverá ser de aproximadamente R$ 1.220, o que representará um avanço de 4,5% em relação àquele percebido na Páscoa de 2017.

Multas bancarão recomposição ambiental

Posted on Updated on

O dinheiro recolhido pela União por meio das multas ambientais aplicadas nas áreas da bacias dos rios São Francisco e Parnaíba. será destinado para políticas do setor. Mas a conversão não desobriga o autuado do dever de reparar danos decorrentes das infrações resultantes da multa. A decisão é do governo federal.

O uso desses recursos será definido em projetos ambientais selecionados via Chamamento Público. O objetivo, de acordo com o governo, é recuperar áreas degradadas e aumentar a disponibilidade hídrica, com geração de emprego e renda.

O Chamamento Público abrange projetos potenciais em 195 municípios na Bacia do São Francisco e em 213 municípios na Bacia do Parnaíba. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente (MMA), nas 10 sub-bacias do São Francisco abrangidas há potencial para aplicação de mais de R$ 2,5 bilhões em multas convertidas.

Seminário trata em Fortaleza de políticas inovadoras

Posted on Updated on

A Prefeitura de Fortaleza promove de hoje a sábado (22 a 24 de março), no Centro de Eventos do Ceará, o 2° Seminário Internacional de Políticas Públicas Inovadoras para Cidades. Participarão gestores de Fortaleza e de outras capitais do Nordeste.

Entre os convidados estão Connie Chung, mestre em Planejamento Urbano pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), que integrou a operação que resultou no High Line Park, em Nova York; Robert Cevero, Professor Ph.D da Universidade da Califórnia, em Berkeley, que atua na área de Planejamento de Transportes Sustentáveis; e do engenheiro israelense Omer Gleser, que trabalhou na organização da segurança dos Jogos Olímpicos Rio-2016, Londres-2012, Atenas-2004 e Barcelona-1992.

Além do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), e do governador do Ceará, Camilo Santana (PT), também deverão estar presentes os prefeitos de Recife (PE), Geraldo Júlio, de Niterói (RJ), Rodrigo Neves, e de Loja, no Equador, José Castillo; a secretária de Planejamento Urbano de Uberlândia; representantes e especialistas do Banco Mundial, do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), dentre outros participantes.

O Seminário organizado pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria de Relações Internacionais e Federativas, será o primeiro evento a ser realizado pela Prefeitura de Fortaleza vinculado aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Salvador seleciona empresa para consultoria ao Prodetur

Posted on Updated on

A Prefeitura de Salvador vai selecionar e contratar empresa para prestar serviços de consultoria para o apoio técnico ao gerenciamento do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo Salvador (Prodetur). O principal objetivo do Prodetur é o de fomentar o turismo e a geração de emprego e renda, inclusive com ações de infraestrutura. O programa está vinculado à Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, e a contratada atuará em trabalhos de escritório e de campo, compreendendo assessoramento à Unidade de Coordenação do Programa por 50 meses.

A UCP é uma instância de nível de coordenação, gestão e apoio administrativo, que tem por finalidade exercer a interlocução com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) – organismo internacional responsável por metade do financiamento contratado para o Prodetur – e com os órgãos e entidades participantes da iniciativa. As manifestações de interesse deverão ser entregues na forma escrita até o dia 5 de abril. Pode ser pessoalmente, na Comissão Especial de Licitações Prodetur/Salvador – situada na Rua Humberto de Campos, 251, Graça, das 9h às 17h-, ou via e-mail, através do qual também podem ser obtidas mais informações: celprodetur@salvador.ba.gov.br.

A empresa ou instituição selecionada deverá prestar serviços como programação e acompanhamento da execução físico-financeira dos contratos, incluindo a supervisão das licitações efetuadas com os recursos do empréstimo com o BID; criação, implementação e operacionalização de um plano de monitoramento para a avaliação do programa; além de acompanhamento da obtenção das licenças prévias, de instalação e operação das obras do Prodetur Salvador.