Brasil

Juazeiro do Norte reforça programa de melhoria genética de gado bovino

Posted on Updated on

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Seagri) de Juazeiro do Norte (CE) recebeu 100 doses de sêmen para as ações do Programa de Melhoramento Genético. Além das doses, a Seagri conta agora com o kit completo de inseminação.

Para o prefeito Arnon Bezerra (PTB) o objetivo do Programa é que haja planteis mais produtivos, com otimização dos recursos existentes nas propriedades para levar ao consumidor produtos como leite e carne com mais qualidade.

Segundo o secretário Romão França, é mais uma ação que vai trazer melhorias para a cidade. “Juazeiro do Norte segue o caminho certo. Iniciamos as ações do Programa de Melhoramento Genético que vai trazer grandes resultados para produção animal”, destacou.

Foram adquiridas 50 doses da Raça Gir e 50 doses da Raça Holandesa. O Programa de Melhoramento Genético funcionará da seguinte maneira: o criador realiza seu cadastro na sede da Seagri. Após o cadastro, a equipe técnica da Secretaria realiza uma visita técnica no local para determinar se a propriedade está adequada ou indicando as adaptações a serem realizadas, pois melhoramento genético é baseado no tripé de genética, manejo e nutrição.

Após o fim do processo, se aprovada, a equipe da Secretaria irá realizar a inseminação artificial. A equipe técnica da Seagri já iniciou a seleção dos animais para os primeiros testes. Os animais selecionados foram induzidos ao cio, e a inseminação deve acontecer até o fim desta semana.

Érika Amorim presidirá Comissão da Infância e da Adolescência

Posted on Updated on

Erika Amorim.png

A deputada Érika Amorim (PSD) foi indicada para presidir a Comissão da Infância e da Adolescência da Assembleia Legislativa do Ceará. 

Entre as atribuições da Comissão está a de debater e fiscalizar a atuação do poder público estadual no que se refere a elaboração e execução de políticas públicas para as crianças e adolescentes. 

Érika teve ampla atuação na temática por ser primeira-dama de Caucaia e articuladora do Selo Unicef no município. “Vamos debater e analisar medidas que visem o fortalecimento e a ampliação de programas voltados às crianças e aos adolescentes” destaca a deputada. 

Além da Comissão da Infância e da Adolescência, a parlamentar foi indicada também como membro titular da Comissão de Defesa do Consumidor.

Confiança do empresário cearense se mantém em alta em fevereiro

Posted on Updated on

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) marcou 61,8 pontos em fevereiro, dando sequência ao período de otimismo iniciado em dezembro passado. Quando comparado com janeiro, a pontuação foi 1,4 ponto menor, embora permaneça pelo sétimo mês seguido acima dos 50 pontos. Assim, o ICEI também continua acima de sua média histórica, que é de 56,6 pontos. O levantamento é do Observatório da Indústria da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC).

No Brasil, o ICEI atingiu 64,5 pontos, mais uma vez indicando alta confiança do empresariado brasileiro. O resultado é próximo ao do mês anterior, quando o Índice foi apenas 0,2 ponto superior. Com esse valor, o Índice se mantém acima da média histórica de 54,8 pontos.

A Indústria da Transformação segue a trajetória otimista, com o índice marcando 62,5 pontos nesse mês, resultado 1,8 ponto menor que em janeiro (64,3 pontos). Assim, a Indústria da Transformação segue acima de sua média histórica, de 52,8 pontos.

Além disso, o Índice de Confiança da Indústria da Construção cearense, marcando 59 pontos, foi um importante impulsor para o resultado no estado. A pontuação de fevereiro foi a maior dos últimos 13 meses, com valor 0,6 ponto maior que em janeiro e mantendo o setor acima da sua média histórica de 53,5 pontos.

Se por um lado os altos resultados do setor de transformação indicam a continuidade das expectativas otimistas, o recente crescimento da confiança da Indústria da Construção pode representar uma mudança nas perspectivas do setor.

Saiba mais

O Observatório da Indústria da FIEC tem a missão de contribuir para o desenvolvimento industrial do Ceará por meio da geração, uso e disseminação de conhecimento especializado. Para tanto, disponibiliza plataforma com informações socioeconômicas, de mercado, tecnológicas e de comércio exterior, entre outros. O Observatório junto com Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará), o Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará) e o Centro Internacional de Negócios formam o Sistema FIEC.

Convênio coíbe exercício ilegal da profissão de corretor de imóveis

Posted on Updated on

O Ministério Público do Estado do Ceará celebrou, na manhã desta quinta-feira (21), com o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis – 15ª Região/CE (Creci/CE), Tibério Vitoriano Benevides de Magalhães, um convênio visando estabelecer uma sistemática de cooperação operacional com o intuito de coibir o exercício ilegal da profissão de corretor de imóveis.

O documento também pretende melhorar a fiscalização do lançamento de loteamentos e incorporações imobiliárias, além de vendas, administração e transação de imóveis em desacordo com as exigências contidas nas legislações específicas ou que evidenciem a prática de crime de lavagem de dinheiro, contra a economia popular e outros. A parceria entre o MPCE e o Creci promoverá ações para prevenção de ocorrências de infrações relacionadas ao exercício da profissão de corretor de imóveis e a comercialização de imóveis no Estado do Ceará.

O convênio instituiu como gestor o Centro de Apoio Operacional Criminal, Controle Externo da Atividade Policial e Segurança Pública (Caocrim), com a obrigação de coordenar, supervisionar, fiscalizar e avaliar a execução. Por sua vez, o Creci remeterá ao Caocrim os autos de constatação e infração lavrados contra pessoas físicas ou jurídicas, não inscritas em nenhum Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Brasil, que estiverem exercendo ilegal e irregularmente a profissão de corretor de imóveis, para fins de distribuição às Promotorias de Justiça que atuam perante os juizados especiais criminais.

Serão analisados documentos e informações relativos a transações imobiliárias intermediadas ou não por corretores de imóveis inscritos no Creci, que evidenciem a prática de crime de lavagem de dinheiro, contra a economia popular e outros, para fins de distribuição às Promotorias de Justiça criminais. De acordo com Plácido Rios, “o convênio atende não só aos interesses da classe de corretores de imóveis, mas a toda sociedade cearense. É salutar que o Creci extirpe do meio o falso corretor e encontremos meios de criminalizá-lo”, disse.

Para o presidente o Creci a assinatura do convênio representa uma vitória para a instituição. “O Creci existe para fiscalizar os maus profissionais e pseudocorretores em prol da sociedade. Esta parceria vai dar eficácia ao trabalho. O convênio possibilitará a celeridade ao remetermos as notificações diretamente ao Caocrim”, reforçou Tibério Magalhães.

Aumento de tarifa da Cagece, concessionária de água do Ceará, passa a valer em 30 dias

Posted on Updated on


A partir do próximo dia 24 de março, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) aplicará aumento médio de 15,86% às tarifas de água e esgoto praticadas pela empresa. O índice foi aprovado pelas agências reguladoras no estado e será aplicada de forma linear, em todas as categorias de consumo. 

Com a aplicação do percentual estabelecido pelas agências reguladoras, a tarifa média dos serviços de água e esgoto da Cagece passa a ser de R$ 4,11. O valor médio leva em consideração o aumento nos custos e a necessidade de garantir o equilíbrio econômico-financeiro da empresa, a operação dos sistemas, bem como manutenção e expansão e melhoria dos serviços prestados à população. 

O estado crítico de escassez hídrica que o Ceará atravessa também é outro fator que tem impactado economicamente a companhia, com aumento nos custos com energia elétrica, produtos químicos para tratamento da água e outros insumos. A situação também estabelece a necessidade de mais aporte de investimentos em ações e medidas emergenciais e estruturantes que garantam o abastecimento das cidades. 

A atualização das tarifas acontece anualmente, assim como ocorre com todas as concessionárias no país. No caso da Cagece , a última alteração de preços realizada nas tarifas aconteceu em 2017. No ano passado, não houve aumento de tarifa. 


Saiba Mais 
O aumento entra em vigor 30 dias após publicação legal. Os valores atualizados pela tarifa média passam a valer para os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário em Fortaleza e nos demais 152 municípios atendidos pela Cagece . 

A autorização para majorar a tarifa foi concedida pela Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará (ARCE) – no caso dos municípios do interior; e Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle de Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (ACFOR) – no caso de Fortaleza. 

Duas resoluções homologatórias foram veiculadas nos diários oficiais do Estado do Ceará e do município de Fortaleza. A Resolução 01/19, publicada pela ACFOR e a Resolução 245, publicada pela Arce. 

Idec e entidades se rejeitam projeto que ameaça fim de subsídios e pode aumentar conta de luz

Posted on Updated on

O Idec, ONG de Defesa do Consumidor, e outras associações do setor elétrico e da indústria divulgaram uma carta direcionada ao Congresso Nacional com o objetivo de impedir a aprovação do PDL 07/2019, que tramita com pedido de regime de urgência na Câmara dos Deputados e pode ser votado nesta semana. A proposta tem como objetivo extinguir o Decreto 9.642/2018, que reduz progressivamente, até zerar, benefícios concedidos a empresas por meio da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

Com a intenção de dar mais racionalidade ao uso dos recursos da CDE, no final de 2018 o governo federal deu um passo positivo, embora tímido, e editou o Decreto  9.642/2018. O ato administrativo diminui em 20% por ano, ao longo de cinco anos, os subsídios concedidos a empresas de água e saneamento e elimina a sobreposição de descontos, que atualmente podem ser recebidos ao mesmo tempo pelo mesmo beneficiário.

Na contramão, alguns setores já se mobilizaram para que o decreto seja extinto e, com esse objetivo, emplacaram na Câmara o PDL. Entre as justificativas está a de que o governo federal não teria competência para editar o Decreto 9.642/2018. No entanto, essa argumentação não se sustenta, visto que o ato administrativo tentou dar mais racionalidade à CDE, conforme previsto pelo  artigo 13, inciso VII, da Lei 10.438/2002.

O impacto da conta de energia elétrica no bolso do consumidor residencial brasileiro está cada vez mais alto.  De 2004 a 2018 a tarifa média aumentou 182%, o dobro da inflação do período. Esse crescimento se deu em grande medida à crescente participação dos consumidores no pagamento dos subsídios que incidem nas tarifas.

“Hoje, o principal destino dos subsídios é a CDE. Da forma como são cobrados – na proporção da energia utilizada por cada unidade consumidora – oneram demais as bases das cadeias produtivas nacionais e chegam aos consumidores finais multiplicados com impostos”, explica Clauber Leite, engenheiro e pesquisador do Idec em Energia e Consumo Sustentável.

O Idec defende a transparência e racionalização dos subsídios que incidem na conta de luz. “A sociedade deve ter acesso, entender e se manifestar a respeito daquilo que paga. Mais do que isso, por se tratar de uma política pública, esses recursos deveriam sair do orçamento da União”, ressalta Clauber.

Na visão do Idec, o que o PDL visa é a manutenção do pagamento direto, pelo consumidor de energia elétrica, de subsídios que não guardam relação alguma com o fornecimento de luz, onerando o lado mais vulnerável na relação de consumo.

Veja a carta enviada ao Congresso Nacional 

Fortaleza sediará eventos de orquidofilia

Posted on Updated on

Flor sofisticada e que requer muitos cuidados. Muito se fala sobre o cultivo das orquídeas, mas a verdade é que elas são plantas rústicas que, em sua maioria, se adaptam facilmente a novos ambientes. Para mostrar que cultivá-las é muito mais fácil do que se comenta a Associação Cearense de Orquidófilos (ACEO) tem realizado um trabalho construtivo há mais de 40 anos, culminando em um dos maiores eventos de orquídeas do Brasil, o FestOrquídeas. Em 2019, o festival chega à 12ª edição e acontecerá na Casa de José de Alencar de amanhã a 24 de fevereiro (domingo). É nesta época do ano que a Cattleya labiata, considerada a mais bela orquídea brasileira, estará no auge de sua floração no Ceará.

A grande exposição anual de orquídeas do Ceará, mais uma vez no bucólico espaço onde a Universidade Federal do Ceará preserva a memória daquele grande escritor, será aberta ao público às 14 horas da sexta-feira (22), prosseguindo até as 18 horas. A visitação continuará por todo o sábado (23), das 8h às 18h, e no domingo (24), das 8h às 17h.

“No FestOrquídeas, qualquer cultivador de orquídeas pode expor suas plantas, desde que elas não tenham sido retiradas de seus ambientes naturais, mas adquiridas em orquidários autorizados a produzir e comercializar orquidáceas”, comenta a presidente da ACEO, Juliana Coelho. Troféus são destinados às mais belas flores, segundo a apreciação de uma Comissão Julgadora e dos próprios visitantes, que se encantam com a beleza das flores e fotografando-as para depois exibir as imagens nas redes sociais.

Este ano, estarão presentes dois orquidários comerciais – o KS Orchids (Pindamonhangaba-SP), e o Santa Gertrudes (Pindoretama-CE). No entorno da exposição, uma feirinha oferecerá material de apoio ao cultivo de orquídeas (adubos, defensivos, vasos, suportes, substratos, etc.), além de artesanato e plantas ornamentais, como Adeninum, cactos, suculentas e bromélias. Em diversos horários serão oferecidas, gratuitamente, oficinas de cultivo de orquídeas e de outras práticas de jardinagem.

O cartaz da exposição foi concebido pelo jornalista e web designer Marco Antônio Vasconcelos, que, para ilustrá-lo, se utilizou de imagens de orquídeas cultivadas e fotografadas por membros da Associação Cearense de Orquidófilos.

O FestOrquídeas é aberto ao público com entrada e amplo estacionamento gratuitos. Mais informações sobre o evento e a respeito da ACEO podem ser obtidas pelo telefone (85) 98538-9258/ 98782-8097, pelo e-mail orquidofilos.com@gmail.com ou por meio do site www.orquidofilos.com. Os interessados em cultivar orquídeas e obter mais informações sobre os tipos e cuidados com as plantas, podem também participar das reuniões da Associação Cearense de Orquidófilos, que acontecem todos os terceiros sábados de cada mês, às 15 horas, na Casa de José de Alencar e são abertas a todos os interessados.

Quais os riscos da Reforma da Previdência para o câmbio?

Posted on Updated on

O dólar vem operando hoje em alta ante o real. Isto ocorre pela movimentação de cautela dos investidores em meio aos ruídos envolvendo a exoneração de Gustavo Bebianno, ministro da Secretaria-Geral da Presidência, o que pode resultar em um ritmo não tão avançado da aprovação da reforma previdenciária. Para o Diretor de Câmbio da FB Capital, Fernando Bergallo, existe ainda uma possibilidade pequena da Reforma da Previdência não ser aprovada. “Neste caso seria o caos e uma quebra de confiança total no país. Teríamos um dólar recorde, ultrapassando rapidamente a casa dos R$ 4,20”, conta Bergallo.

Em sua máxima durante esta crise no governo, a moeda americana chegou a bater R$ 3,74 durante estas movimentações. “O primeiro grande teste será se a reforma manterá a sua íntegra no Congresso ou se irão ocorrer mudanças. Dependendo das alterações, para agradar determinados setores, podemos ter uma modificação muito branda no regime previdenciário, o que causaria pouco impacto no déficit público. Um outro risco está na contrapartida que os parlamentares exigirão pelo desgaste político da aprovação. Todos sabem que a aprovação é necessária, mas ninguém quer assumir o ônus de votar algo que impactará no bolso do brasileiro”, explica o Diretor de Câmbio.

A equipe econômica do governo Bolsonaro (PSL) considera a reforma uma prioridade, como uma forma de equilibrar novamente as contas públicas. A ideia principal da proposta é cortar gastos, além de aumentar as receitas. “Em 10 anos o governo quer economizar cerca de R$ 1 trilhão. Isso traria um salto de credibilidade e impactaria muito o governo. Com confiança, entraria ainda mais capital externo, os empresários investiriam e contratariam mais. Tudo isso aceleraria a economia e aumentaria a arrecadação de impostos. Seria um efeito cascata positivo para o governo. Por isso é um divisor de águas”, lembra Fernando.

Dessalinizador de R$ 11 milhões beneficiará mais de 40 mil pessoas em Caucaia

Posted on Updated on

A Prefeitura de Caucaia, por intermédio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra), obteve do Ministério da Integração Nacional, por meio da Coordenadoria Especial de Proteção e Defesa Civil, a liberação de R$ 11 milhões para a execução da obra de um dessalinizador.

O empreendimento é fruto da articulação do prefeito Naumi Amorim em Brasília em busca desses recursos. Conforme o titular da Seinfra, Kleber Correa, agora será aberto o processo licitatório para o início efetivo das obras. “Vamos dar início à licitação para o quanto antes a obra começar. Quando estiver em operação, o dessalinizador tratará 50 metros cúbicos por hora de água”, revela.

Com isso, Caucaia consolida-se como primeiro município brasileiro a em breve operar com sistema de dessalinização da água do mar. O empreendimento será erguido numa área de 1.450 metros quadrados na Praia do Pacheco. O prédio abrigará equipamentos de dessalinização e tratamento da água do mar, escritório, laboratório e banheiro.

O dessalinizador beneficiará mais de 40.000 habitantes com abastecimento de água potável. Quando estiver em operação, será uma alternativa à escassez de recursos naturais com um custo operacional minimizado. A água tratada será distribuída pela Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece).

Por quê sem o marketing digital sua empresa vai quebrar

Posted on Updated on

Artigo de Bruno Pinheiro, empreendedor e CEO da Be Academy – a primeira EdTech de Negócios do Brasil, que une inovação, cultura de negócios tecnologia, educação e empreendedorismo e tem como principal objetivo ensinar como empreender no mundo digital, por meio de estratégias de marketing digital.

Talvez esse título possa assustar um pouco, mas é a realidade do que pode e vai acontecer com muitas empresas nos próximos anos. Sabe aquele discurso: líder de mercado, sede própria, bem estabelecido na região? Pois é….esse é o perfil clássico das empresas que irão quebrar nos próximos anos. Sabe por que? Elas estão dentro de sua zona de conforto, e sua velocidade de mudança é bastante lenta.

Nos dias de hoje, é mais fácil uma empresa iniciante fechar as portas do que ultrapassar a marca de cinco anos de vida. Apenas 40% conseguem este feito. Entre as principais “causas mortis” das empresas, estão: falta de planejamento prévio, gestão empresarial falha, e falta de atitude do empreendedor.

Há mais de 21 anos, adentramos na “Era das Redes Sociais”, porém essa só começou a ser relativamente explorada pelas pessoas nos meados da década passada – com o MySpace, Orkut, Facebook e Youtube. Desvendar os hábitos de consumo destes usuários não era algo fácil, e, por isso, foi algo preterido por muitas empresas durante anos, dando prioridade ao consumidor “real”.

Foi após a crise mundial de 2008 que as marcas começaram a se movimentar mais estrategicamente na internet. O conceito de empresas de tecnologia emergentes – mais conhecidas como startups- formadas com o propósito de atrair o consumo online, por meio de estratégias de marketing digital, ganhou força com o passar dos anos, e hoje é algo primordial para manter as empresas vivas.

Hoje vivemos na “Era da Abundância” e ao contrário do que acontecia há alguns anos – período de escassez – é possível encontrar diversos produtos de determinado segmento apenas com uma simples busca na internet. E é aí que entram as estratégias de marketing digital.

Com a tecnologia e as ferramentas cada vez mais avançadas, viver na zona de conforto significa fazer parte das estatísticas de mortalidade das empresas. É necessário que o negócio seja reinventado a cada dois ou três anos, no máximo, para não ser considerado obsoleto.

Varejo físico x redes sociais

Atualmente, o principal meio de comunicação entre a empresa e o cliente não é mais o ponto de venda, mas sim as redes sociais e a internet, que devem servir como base estratégica para implementar ações de marketing digital. Ao aprofundar neste assunto, existem dois caminhos:

1- Entrar agora, conquistar e estar próximo do cliente

2- Não entrar e falir o negócio, pois verá todos seus concorrentes entrando e, quando decidir entrar, será tarde

Como listado na introdução deste artigo, a falta de atitude do empreendedor é uma das causas que mais contribuem para que as empresas quebrem. Muitos têm medo de implementar ações de marketing digital por acharem que nunca irão entender como funcionam, sendo que o principal segredo está em conhecer os hábitos da sua persona para poder dar o primeiro passo.

Ao desenhar um “funil de vendas” do negócio, mapeando todo o fluxo comportamental do público-alvo em um ambiente online, é possível projetar como chegar nesse cliente, mesmo sem ele conhecer a empresa, direcionando-o para a compra do produto, até chegar ao último estágio, que é o de pós-vendas e é o agente principal para a fidelização do cliente.

Conteúdo é fundamental

A base desse fluxo todo é a produção de conteúdo, que no começo é bastante trabalhosa, mas que depois, como qualquer hábito, torna-se simples e flui com suavidade. Costumo dizer que é igual a quando alguém se matricula em uma academia: no início, com a prática dos exercícios, os membros ficam doloridos, mas depois, conforme os resultados aparecem, fica prazeroso treinar.

Aderir ao marketing digital e implementar nas estratégias da empresa também pode ser bastante cansativo e desgastante, porém, conforme os resultados aparecem, a motivação em usar outras estratégias no digital aparecem organicamente.

É desta forma, mudando o comportamento e preparando a empresa para migrar digitalmente, que o empreendedor poderá, de um única vez, afastar-se do ‘fantasma’ da mortalidade corporativa que assombra muitos até o quinto ano de vida. Lembre-se: a sua empresa somente irá quebrar se você deixar de ser lembrado. E quem não é visto, nunca será lembrado!