Brasil

Comidas do Brasil movimentam economia e turismo em Fortaleza

Posted on Updated on

O Iate Clube de Fortaleza recebe amanhã e domingo (10 e 11.11) a quarta edição do Festival Fartura – Comidas do Brasil, com mais de 70 atrações gastronômicas de todas as regiões do país. O evento reúne cerca de 100 profissionais de gastronomia gerando conhecimento.

No espaço Chefs e Restaurantes e Petiscos, Lanches e Doces, estarão disponíveis as receitas dos mais renomados chefs do Brasil, entre eles, já estão confirmados: Van Régia, do Culinária da Van (CE); Marco Gil, do Azul Celeste (CE); Paulo Anijar, Santa Chicória (PA); Felipe Viana, do Geppo’s (CE); Sandro Gouveia, do Quitanda do Pastel (CE); Lia Quinderé, do Sucré Patisserie (CE) e Izete dos Santos, do Filha do Combu (PA).

Quem busca aprendizado também terá opções no Espaço Conhecimento, onde os estudiosos da gastronomia compartilham suas histórias com o público. Participam Kadma Marques (CE), Bia Leitão (CE), Rafael Bruno (MA), Heloisa Bacellar (SP), Danielle Thomaz (MS). Ou no Espaço Interativo, onde podem aprender as mais diversas receitas na companhia de Nilza Mendonça (CE), Anna Paula Rezende (CE), Ari Kespers (MG), Elcio Nagano (CE), entre outros chefs.

Nas Cozinhas ao vivo, os chefs vão preparar os pratos na hora, contando todos os truques para que eles fiquem mais saborosos. Nesta edição estão Edilberto Costa (CE), Ruth de Almeida (TO), Juliana Moura e Igor Olszowski (MG), Nathalie Passos (RJ); Hugo Riqui (CE) e Lucio Figueiredo (CE). E o público poderá experimentar lá mesmo. Em Produtos e Produtores, será possível fazer uma feirinha e levar produtos pra casa. Além de mais de 15 atrações culturais, com shows e performances.

O Festival Fartura é realizado pela Plataforma Fartura – Comidas do Brasil, que percorre todo o território nacional por meio da Expedição Fartura, viagens de pesquisa gastronômica que mapeia personagens, produtores, cozinheiros, chefs, receitas, produtos e ingredientes. O conteúdo dela é disponibilizado na web por meio do site e redes sociais, além da publicação de livros e filmes. As expedições também são a base para os festivais, que conectam a cadeia gastronômica, da origem ao prato.

Este ano, os Festivais acontecem do Sul ao Norte, em todas as regiões do Brasil. Já passaram por Porto Alegre (maio), São Paulo e Tiradentes (agosto), Belo Horizonte (setembro) e, além de Fortaleza, ainda serão realizados em Brasília (a confirmar) e Belém (janeiro de 2019). A Plataforma Fartura também expandiu suas fronteiras e foi atrás de suas origens, em Portugal. Nos dias 16 e 17 de novembro, acontecerá a segunda edição do Festival Fartura – Comidas do Brasil Lisboa.

Enel troca geladeiras no Ceará

Posted on Updated on

O Programa Enel Compartilha Eficiência, da distribuidora de energia Enel, antiga Coelce, que atua no Ceará, sorteia mensalmente geladeiras novas e mais eficientes para a população de municípios cearenses. Os beneficiados têm suas geladeiras antigas trocadas por novos modelos. Nesse mês serão feitas trocas nos municípios de Quixeramobim, Quixadá e Caucaia, e haverá também trocas nos bairros Barra do Ceará e Vila Velha em Fortaleza.

As geladeiras mais comuns e baratas, especificadas com tipo “B”, “C” e “D”, causam impacto ambiental muito grande, uma vez que, quanto maior for o consumo, maiores serão os danos na natureza. Elas são mais baratas por não terem tecnologia aplicada para otimização da energia, diferente das que são sorteadas pela Enel que têm selo de consumo tipo “A”, que é o selo de consumo de energia elétrica mais eficiente.

Para realizar o cadastro no programa, os clientes deverão atender a alguns requisitos básicos, como ter a última conta de energia paga, ser beneficiado pela Tarifa de Energia Residencial Monofásico Baixa Renda, Residencial Rural Monofásico, Residencial Monofásico (consumo mínimo exigido) e possuir em casa uma geladeira velha em uso para realizar a troca.

Desde o início de 2018, o programa Troca de Geladeiras já entregou 4056 equipamentos em mais de 20 municípios do estado do Ceará. Nos dez anos do programa, a companhia já substituiu mais de 102 mil geladeiras em todo o Estado.

Artesanato cearense é destaque no 11º Salão do Artesanato, em São Paulo

Posted on Updated on

O artesanato cearense está presente no 11º Salão do Artesanato, em São Paulo. Com um espaço de 100m², o trabalho de artesãos cearenses cadastrados na Central de Artesanato do Ceará (Ceart) está sendo apresentado para mais de 60 mil visitantes no Expo Center Norte, até domingo (11 de novembro).
Cerca de 2 mil artesãos de todas as regiões do Estado serão beneficiados com a comercialização de mais de 3 mil produtos artesanais nas diversas tipologias artesanais do Ceará, como areia colorida, argila, fibras vegetais, madeira, papel, metais, fios e tecidos (renda de bilro, labirinto, filé, tecelagem, crochê e bordado), dentre outras.
Para a coordenadora do Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Ceará, Amanaci Diógenes, estar presente em feiras do segmento valoriza nossa arte. “O Estado do Ceará é hoje uma referência nacional, com um diferencial na implantação de política pública bem-sucedida para o segmento artesanal. Estar presente em feiras locais, nacionais e internacionais, mostrando nossa arte, nossa cultura, é fundamental para divulgar o artesanato cearense”, destaca.
Durante o evento, no estande do Ceará, estarão trabalhando ao vivo seis mestres artesãos das tipologias: madeira, fibra vegetal, areia colorida e fio e tecido nas técnicas da renda de bilro, tecelagem e bordado a mão. Além disso, o Governo cearense está apoiando outras dez entidades artesanais / Grupos Produtivos, com o transporte de produtos até a feira.
Em 2018, até o mês de setembro, o artesanato cearense alcançou um volume de vendas de mais de R$ 1,3 milhão, com um total de 41.354 peças vendidas e 17.032 artesãos beneficiados. Ao fomentar o artesanato como atividade econômica sustentável, o Governo do Ceará se integra à cadeia produtiva local, valorizando a identidade cultural cearense.
Realizado há 10 anos consecutivos, o Salão do Artesanato reúne o que há de melhor na produção artesanal do Brasil. Com o apoio do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), o evento conta com a participação de 25 Estados e do DF, o que garante uma variedade significativa de produtos. Em outras edições, a feira recebeu mais de 50 mil visitantes, cerca de 1500 artesãos e um volume de negócios superior a 5 milhões de reais.

Unifor promove oficina sobre patentes

Posted on Updated on

A Universidade de Fortaleza (Unifor), por meio da Diretoria de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (DPDI) e em parceria com o Axonal Consultoria Tecnológica, representante no Brasil da plataforma Questel-Orbit (sistema de busca em bases de patentes mundiais), irá realiza hoje (9.11) Workshop de Redação de Patentes. Será no auditório B28, de 8h30min às 16h30min.

O Workshop é aberto a toda comunidade acadêmica e recomendado para alunos e professores que participam de linhas e grupos de pesquisa. Serão 6 horas de treinamento onde os participantes serão incentivados não só a darem os primeiros passos na redação de patentes, mas também ampliar o conhecimento dos que já possuem familiaridade com esse registro.

O prof. Ricardo Colares, coordenador do EDETEC, e organizador do workshop, ressalta a importância do evento “O objetivo maior é difundir e desmistificar a produção de patentes no meio acadêmico, bem como despertar para o uso da criatividade e da ciência aplicada na geração de novos produtos e tecnologias”.

Ociosidade na indústria cearense cai em setembro

Posted on Updated on

O nível de utilização da capacidade instalada da indústria cearense em setembro ficou em 81,8%, um ponto percentual a mais comparado ao mês anterior, o que indica um movimento de queda de ociosidade nos segmentos analisados. Essa é uma das constatações da pesquisa Indicadores Industriais, realizada pela Observatório da Indústria da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), a partir de dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Apesar da boa notícia, os outros indicadores apontaram declínio. O faturamento real manteve-se estável em relação a agosto, acumulando queda no ano de 8,2%. A massa salarial, por sua vez, indica decréscimo de 2,3% em setembro comparado a agosto. O emprego na indústria obteve um aumento de 0,2% em relação ao mês anterior; no acumulado do ano, registra o patamar positivo de 1,1%.

Com efeito, as horas trabalhadas na produção registraram redução tanto em relação ao mês anterior – na série livre de efeitos sazonais – quanto em relação ao mesmo período do ano passado, 0,2% e 7,5%, respectivamente.

Betânia Lácteos lança nova linha infantil e faz parceria com Turma da Mônica

Posted on Updated on

A Betânia Lácteos, maior indústria de lácteos do Nordeste, reformulou sua linha de produtos infantis e está lançando a Betânia Kids, composta por iogurtes em bandeja e garrafas, leites fermentados em dois sabores e achocolatado. Os novos produtos trazem os personagens da Turma da Mônica em suas embalagens e na campanha de divulgação. Desde a última quinzena de outubro, os produtos estão disponíveis nos principais pontos de venda da região Nordeste.

Para atender às necessidades dos pais que se preocupam em alimentar de forma mais nutritiva os seus filhos, a Betânia desenvolveu cuidadosamente cada um dos produtos que compõem a linha Betânia Kids. “A Betânia Lácteos, sempre parceira das famílias e buscando ajudar os pais na difícil tarefa de alimentar melhor os seus filhos, desenvolveu uma linha cujo principal objetivo é levar uma alimentação mais nutritiva às crianças. Os produtos Betânia Kids, além de não possuírem corantes artificiais, também são feitos com leite Betânia, não têm adoçantes e são reduzidos em açúcar, sendo assim uma opção muito nutritiva e saborosa”, explica Bruno Girão, presidente da Betânia Lácteos.

Reforçando o propósito da Betânia, de valorizar a família nordestina e a sua origem, a Betânia Lácteos optou por firmar uma parceria com personagens que estão há quase 60 anos na memória afetiva da maior parte das famílias brasileiras: a Turma da Mônica.

“Estamos muito satisfeitos em reforçar nossa parceria com a Betânia Kids que, assim como nós, prioriza o cuidado com a nutrição e o bem-estar das famílias. É sempre uma honra vincular os personagens da turminha a outras marcas brasileiras”, comenta Mônica Sousa, diretora executiva da MSP.

A Betânia Kids traz todos os diferenciais já reconhecidos da marca Betânia, como a origem e a qualidade do leite. O conceito e a estratégia da marca foram desenvolvidos por Ana Couto Branding, uma das principais especialistas em gestão de marcas do país.

O design das embalagens, desenvolvido pela agência Tátil, busca traduzir o conceito da marca e seus valores, além de explorar o aspecto lúdico da linha, ampliando a conexão da marca com os personagens e alimentando a imaginação de crianças e adultos.

O lançamento da Betânia Kids será divulgado por meio de uma ampla campanha, desenvolvida pela agência Artplan, que terá início em novembro e vai até o início de 2019, com investimento de cerca de R$ 3 milhões em diversas ações que incluem ativação em pontos de venda, mobiliário urbano, digital, TV, cinema, e devem impactar mais de 15 milhões de pessoas no Nordeste.

A empresa também investiu R$ 5 milhões em maquinário para adequar os novos produtos aos padrões mais exigentes do mercado, além da presença da Turma da Mônica. Este desenvolvimento faz com que a empresa esteja otimista quanto aos benefícios que os produtos levarão aos seus consumidores. “O nascimento da Betânia Kids foi cuidadosamente planejado, em todos os seus detalhes, para garantir produtos finais de qualidade que contribuam para a nutrição dos nossos pequenos consumidores e reforcem o compromisso da Betânia Lácteos com as famílias do Nordeste”, finaliza Girão.

Fundada em 1971 na cidade de Quixeramobim, Ceará, a Betânia Lácteos conta com cinco fábricas localizadas no Ceará, Pernambuco, Bahia e Sergipe, além de nove centros de distribuição. Maior indústria de lácteos do Nordeste e líder em leite UHT na região com 30% de share, movimenta uma cadeia produtiva 100% de origem local. Capta mais de 700 mil litros de leite por dia, com mais de 3,5 mil famílias produtoras de leite em 130 municípios nordestinos. Atualmente, a Betânia Lácteos possui 1,8 mil colaboradores e está presente em 50 mil pontos de venda. Possui uma linha de produtos com mais de 120 itens, como leites pasteurizados, leites longa vida, bebidas lácteas, iogurtes, queijos, requeijões, doce de leite, leite em pó, creme de leite e leite condensado. A companhia tem orgulho de sua origem, de valorizar a família nordestina, alimentando o corpo e inspirando o coração.

A Mauricio de Sousa Produções é a maior empresa de entretenimento do Brasil, responsável por uma das marcas mais admiradas do país, a Turma da Mônica. A MSP investe em inovação e produz conteúdos em todas as plataformas com a mais alta tecnologia, alinhando educação, cultura e entretenimento. No licenciamento, trabalha com 150 empresas que utilizam seus personagens em mais de 4 mil itens. No universo digital, o canal no YouTube da Turma da Mônica já chegou a 9,2 bilhões de visualizações, sendo a maior audiência para Mônica Toy, conteúdo desenvolvido exclusivamente para esta plataforma; além do engajamento e interações orgânicos com os fãs em mídias sociais. Na área editorial, possui um dos maiores estúdios do setor no mundo e já passou dos 300 títulos de livros publicados, além da venda de mais de um bilhão de revistas, responsáveis pela alfabetização informal de milhões de brasileiros.

Metrô de Fortaleza: ordem nos trilhos

Posted on Updated on

O governo do Ceará, Camilo Santana (PT), autoriza hoje (7.11) o início das obras da Linha Leste do Metrô de Fortaleza. A ordem de serviço será assinada por Camilo Santana e pelo secretário da Infraestrutura, Lucio Gomes, no canteiro onde estão montadas as máquinas tuneladoras, equipamentos que serão utilizados para a escavação dos túneis. No mesmo local, está sendo concluído o shaft (ou embocadura das tuneladoras). O evento contará com a presença do Presidente do Senado, Eunício Oliveira, do Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, representantes do BNDES, Caixa Econômica Federal e autoridades locais.

O trecho que será executado terá 7,3 km de extensão e irá ligar o Centro de Fortaleza ao Papicu, com uma estação de superfície (Tirol-Moura Brasil) e outras quatro subterrâneas (Chico da Silva, Colégio Militar, Nunes Valente e Papicu). O empreendimento, após concluído, terá capacidade para transportar até 150 mil passageiros por dia. O tempo de viagem entre o Centro e o Papicu será de 15 minutos.

“A Linha Leste vai atingir o nosso principal objetivo que é integrar modais de transporte, disponibilizando um equipamento seguro, ágil, confortável, com preço acessível. Isso significa que os usuários das Linhas Sul ou Oeste vão poder pegar a Linha Leste no Centro de Fortaleza e ir até o Papicu, onde terão a opção de utilizar o VLT Parangaba-Mucuripe ou os ônibus do terminal do bairro, que fica ao lado da futura estação”, ressalta o Secretário da Infraestrutura, Lucio Gomes.

Para executar esse trecho da Linha Leste, estão disponíveis R$ 1 bilhão do BNDES, em financiamento; R$ 673 milhões do Governo Federal; e R$ 186 milhões do Tesouro Estadual. A previsão é de que obra seja concluída em quatro anos.

Municípios na pauta das finanças

Posted on Updated on

As finanças municipais estarão em pauta em Fortaleza hoje e amanhã (7 e 8.11). A capital cearense sediará o I Seminário Nacional de Finanças Públicas da Associação Brasileira das Secretarias de Finanças das Capitais (Abrasf) e a 4ª Assembleia Geral da Abrasf 2018, no Gran Marquise Hotel. O encontro reunirá os secretários de Finanças, Receita, Fazenda e Tributação das capitais brasileiras para discutir o cenário econômico e financeiro das principais cidades do País. O evento, realizado em parceria com a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal das Finanças de Fortaleza (CE), celebrará os 35 anos da entidade, que surgiu com o intuito de aperfeiçoar a gestão financeira e tributária dos municípios.

Com o tema “Economia, Ética e Tributação”, o seminário, que será realizado nesta quarta-feira (7), contará com quatro painéis de debates. Entre os palestrantes convidados estão o economista e professor Eduardo Giannetti; o pesquisador da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre), Luiz Guilherme Schymura; o especialista em Gestão Fiscal do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), José Tostes; e o professor Clóvis de Barros Filho.

O presidente da Abrasf e secretário municipal das Finanças, Jurandir Gurgel, ressalta que o 1º Seminário Nacional de Finanças Públicas visa discutir as relações econômicas e a legitimidade de determinadas formas de tributação.

Na quinta-feira (8), a programação seguirá com a 4ª Assembleia Geral Ordinária da Abrasf de 2018. Constantemente em pauta, os secretários associados continuarão o debate em busca da melhor solução para cumprir as novas regras trazidas pela Lei Complementar 157/2016, que alterou a competência do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN). A reforma tributária também será discutida com prioridade, entre outros temas de extrema importância para as finanças municipais.

A Associação Brasileira das Secretarias de Finanças das Capitais (Abrasf) surgiu com o intuito de aperfeiçoar a gestão financeira e tributária dos municípios, desenvolvendo atividades de pesquisa, estudos e projetos voltados para o segmento. Atualmente conta com 27 capitais associadas e atua fortemente em fóruns e debates a respeito de receitas e despesas da municipalidade. Também visa a inovação financeira e tributária, difundindo boas práticas na melhoria contínua da gestão pública municipal trocando informações, bancos de dados, pesquisas e capacitação de servidores.

Agrobiodiversidade é tema de feira em Fortaleza

Posted on Updated on

Fortaleza recebe hoje e amanã (7 e 8 de novembro de 2018), no Centro de Eventos do Sebrae – CE, a segunda edição da Feira Nacional de Guardiões da Agrobiodiversidade, que tem a finalidade de valorizar os trabalhos de conservação e uso racional da agrobiodiversidade promovidos por camponeses, povos e comunidades tradicionais.

O evento é gratuito e aberto ao público. A feira contará com rodas de diálogo, trocas de experiências, exposição e comercialização de sementes diversas, tubérculos, raízes, grãos, frutas nativas e ornamentais, abelhas sem ferrão, dentre outros produtos. Haverá, ainda, apresentação de Mística do Povo Indígena Tremembé.

Já estão confirmados 60 guardiões da agrobiodiversidade entre agricultores, indígenas, quilombolas e outros representantes de comunidades tradicionais oriundos de todas as regiões do território nacional. Os guardiões deverão trazer exemplares dos materiais (vegetais e animais) que cultivam e conservam para exposição, bem como os produtos gerados para comercialização e troca.

Para Francisco Sombra, pesquisador da Embrapa e organizador da Feira, o encontro é uma grande oportunidades para agricultores e interessados nessa atividade. “Teremos em Fortaleza, os maiores nomes ligados à agrobiodiversidade. Serão dois dias de atividades intensas, troca de experiências e discussões sobre o futuro dessa prática e das riquezas que ela produz. Tudo isso, de forma gratuita. É um evento muito atrativo para as pessoas do campo e da cidade”, afirma.

A programação contará também com místicas de celebração da colheita de sementes, o Torém Ritual Sagrado do Povo Tremembé. A apresentação representa um elemento de luta e de resistência do povo indígena, da espiritualidade e ancestralidade do Povo Tremembé da Barra do Mundaú. No ritual, as canções revelam o cuidado com as matas nativas, a espiritualidade, a caça, a luta e a resistência pela conquista do território. Os indígenas dançam e entoam as músicas de seus antepassados e de luta pela terra.

A II Feira Nacional dos Guardiões da Agrobiodiversidade ocorrerá em paralelo ao V Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos, evento que discutirá o potencial dos recursos genéticos para conservação da biodiversidade. Abordará temas específicos para cada área: animal, microbiana e vegetal, permitindo assim, que a comunidade científica exponha e conheça os mais recentes avanços do conhecimento. Serão apresentados, ainda, processos, produtos e serviços oriundos de pesquisas que podem resultar em ganhos significativos dos pontos de vista ambiental, econômico e social. Na programação, palestras, painéis e minicursos com profissionais de expressão nacional e internacional que atuam na área de recursos genéticos.

Ambiente também é tema do Canoa Blues

Posted on Updated on

O Festival Canoa Blues, que inicia no próximo dia 9 (sexta-feira) as sessões em Canoa Quebrada (Aracati, CE), não é só referência cultural, econômica, de empreendedorismo e de qualificação da comunidade. O evento está se voltando também para a qualidade ambiental. “É um cuidado que a criatividade e a cidadania podem ter com o espaço coletivo”, diz a produtora Juliana Lins.

Este ano, o Canoa Blues incluiu na programação uma apresentação especial de músicos na “duna do pôr do sol”, uma das referências sócio-geográficas de Canoa Quebrada, uma das mais importantes praias entre os destinos de turistas do Ceará. Será sábado, 10.11.

“O ‘Blues ao Pôr do Sol’ tem a tarefa de disseminar mensagens em defesa de um ambiente sustentável e preservado”, explica Juliana Lins. “A estratégia é repassar conteúdos relacionados ao patrimônio natural por meio de arte e cultura, nunca por meio de objetos”, observa.

Juliana diz que a mensagem é mais importante do que os meios. “Não adianta distribuir panfletos ou sacos plásticos com mensagens ambientais. A atitude é mais relevante e mais efetiva, sobretudo como recurso para repercutir informações positivas”.

O Canoa Blues teve início em 01.11, em Fortaleza, com shows no Centro Cultural Banco do Nordeste. Em 9.11, segue para Canoa Quebrada, com atividades até 11.11. O evento complementa a agenda em 23.11, com doação de livros ao Conselho Comunitário de Canoa Quebrada. BNB/Governo do Brasil, Sebrae-CE e Prefeitura do Aracati patrocinam as atividades.