Brasil

Emergência no Piauí: Teresina e 14 municípios têm prejuízos com chuva

Posted on Updated on

Da Agência Brasil, como texto de Carolina Gonçalves:

Quatorze municípios do Piauí e a capital Teresina estão em estado de emergência, decretada pelo governo do estado, em função da forte chuva que tem elevado os níveis de rios, lagos e lagoas, resultando em alagamentos de casas e plantações e danos às estradas. A situação foi agravada nos últimos dias.

Em Teresina, pelo menos duas pessoas morreram e dezenas ficaram feridas. Moradores do bairro Parque Rodoviário, na zona sul da capital, foram surpreendidos por uma inundação, provocada pelo rompimento de um muro que represava água em um terreno que fica acima do nível das casas. A tragédia atingiu mais de 40 casas.

O governador Wellington Dias (PT), que esteve no local da tragédia, pediu o apoio do governo federal, por meio do Ministério da Integração. Segundo ele, as equipes estaduais foram mobilizadas para reforçar o atendimento às famílias, com alimentação, abrigo provisório, medicamentos e a retirada de documentos “.

Dias acrescentou que as ações serão replicadas em todos os municípios em situação de emergência. Entre eles estão Lagoa Alegre, José de Freitas, Campo Largo do Piauí, São João do Arraial, Capitão de Campos, Ilha Grande, Parnaíba e Luís Correia.

Na manhã de hoje (6), em Parnaíba, no litoral do estado, o governador disse que está sendo elaborado um projeto de macrodrenagem para o escoamento das águas na cidade, assim como nos municípios de Luís Correia e Ilha Grande.

Bolsonaro tem a pior avaliação popular após os primeiros três meses de mandato desde 1990

Posted on Updated on

Do portal G1:

Pesquisa Datafolha divulgada neste domingo (7) mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL):

  • Ótimo/bom: 32%
  • Regular: 33%
  • Ruim/péssimo: 30%
  • Não sabe/não respondeu: 4%

***

Isso significa que, somadas as avaliações “Regular” (não fede nem cheira, como se diz popularmente; ou não faz diferença) e “Ruim/Péssimo”, a situação da gestão de Bolsonaro, que está apenas começando, vai de mal a pior perante a população – que vem dando mostras seguidas de desapreço, descontentamento e desconfiança – com índice de 63% de rejeição.

***

Continua o G1:

A pesquisa ouviu 2.086 pessoas com mais de 16 anos, em 130 municípios, nos dias 2 e 3 abril. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

É a pior avaliação para um presidente da República no início de primeiro mandato desde 1990. Fernando Collor (então no PRN) tinha 19% de reprovação após três meses, contra 16% de FHC (PSDB), 10% de Lula (PT) e 7% de Dilma (PT).

A ex-presidente (Dilma Rousseff, PT) é quem tinha a melhor avaliação: 47% de ótimo/bom em 2011. Lula tinha 43%, contra 39% de FHC e 36% de Collor.

A expectativa com o futuro do governo, após três meses de mandato, é a pior desde 1995: 59% esperam que Bolsonaro faça um governo ótimo ou bom, contra 48% de FHC, 76% de Lula e 77% de Dilma.

Leia aqui a íntegra da matéria.

Responsabilidade individual, efeito coletivo

Posted on Updated on

Artigo de Antonio Luis Francisco (PJ), diretor geral da JactoClean – empresa do Grupo Jacto, da área de soluções para limpeza e higienização.

O dia 7 abril é definido pela Organização das Nações Unidas como o Dia Mundial da Saúde. Paralelamente aos importantes avanços da ciência em favor do controle e da cura dos mais diversos males, vê-se, diariamente, o quanto há por fazer desde as questões mais básicas da saúde, área que, aliada a fatores estruturais, como distribuição e tratamento de água, provoca preocupação em escala mundial.

Os desafios são imensos. A eliminação ou controle de doenças não é fácil nem rápido, especialmente num mundo tão globalizado. Vide o Influenza, o vírus causador da gripe, que em suas mais diferentes cepas ainda não foi controlado e circula com alta velocidade em todo o mundo.

A população está sujeita a fatores adversos. O desenvolvimento e a transmissão de doenças é bastante influenciada pela pobreza, pela falta de políticas de saneamento básico e de prevenção, o baixo acesso à formação e informação, além de aspectos culturais e comportamentais, que dificultam a adoção de práticas mais protetivas.

De acordo com o Portal da Transparência, da Controladoria Geral da União, neste ano, serão destinados à área da Saúde, R$ 122,62 bilhões. A realidade vivenciada pelos brasileiros, especialmente nos últimos anos com o aumento do número de pessoas em busca de serviços públicos nesta área, no entanto, expõe a dificuldade do Estado para oferecer um bom atendimento básico na rede pública, desde o atendimento emergencial ou ambulatorial, até tratamentos de alta complexidade. Se faz urgente a melhoria geral das condições de saúde.

Cotidianamente, nos mais diferentes ambientes, todos estão sujeitos a situações e organismos que afetam a saúde das pessoas. Novas doenças surgiram nos últimos anos e outras já sob controle retornam com força e muitos desses males podem ser evitados.

A responsabilidade, entretanto, é de todos. Proteger a saúde depende, primeiramente, de cada um de nós. Sabe-se que cuidados básicos podem evitar uma série de doenças, inclusive, fatais, e evitam que outras pessoas sejam colocadas em risco.

De simples hábitos, como lavar as mãos e cuidar do nosso lixo e do nosso quintal e vacinar nossos filhos, à medidas mais amplas, como higienizar ambientes coletivos, como shoppings e áreas de trabalho, especialmente em ambientes controlados, como empresas do setor alimentício ou hospitalar, devemos adotar posturas mais proativas quando se trata de saúde.

A tecnologia ajuda muito, a exemplo dos diversos equipamentos que possam contribuir com a limpeza e desinfecção de ambientes, como lavadoras de alta pressão, limpadoras de pisos, aspiradores de pó e líquidos, máquinas com a vantagem adicional de economizar água e energia, que utilizam água de reúso e permitem a higienização com água fria ou quente, atendendo a diversas necessidades.

Fazer o básico bem feito é um passo importante para evitar muitos males e reduzir os custos com saúde. Tudo parte, porém, da conscientização do quanto nossas atitudes fazem toda a diferença para a sociedade.

Instituto Myra Eliane e Universidade Federal do Ceará formalizam parceria

Posted on Updated on

O Instituto Myra Eliane, ONG de Fortaleza (CE), firmou convênio com a Universidade Federal do Ceará (UFC) formalizando parceria entre as duas instituições. O acordo de cooperação foi assinado no Gabinete do Reitor, o professor Henry de Holanda Campos, com a presença do presidente do Instituto, Igor Queiroz Barroso.

Com duração inicial de cinco anos, o acordo é focado em educação, cultura e tecnologia. O objetivo é possibilitar à UFC utilizar o Complexo Myra Eliane, maior equipamento educacional de ensino em Caucaia, para exercitar programas de extensão, e programas de residência em pedagogia.

O presidente do Instituto, Igor Queiroz Barroso, celebra a parceria com a UFC e ressalta a disponibilidade da Universidade para firmar o convênio. “Sinto-me honrado em contar com a cooperação da UFC, uma instituição que tem uma credibilidade inquestionável e que poderá colaborar em todas as frentes que atuamos: educação infantil, formação profissional e no centro de etnias”, afirma.

“É com muita satisfação que assinamos esse convênio, na certeza de que a Universidade, com isso, está cumprindo sua missão com a sociedade”, disse o reitor Henry Campos. Ele destacou, ainda, que o Complexo Myra Eliane tem um enorme potencial de utilização pela Universidade, como local de prática para os alunos, como área de estudo e pesquisa.

Com a assinatura do Acordo de Cooperação, as instituições somam esforços a fim de desenvolver constantemente projetos e programas de intercâmbio técnico, científico, pedagógico e cultural, com ações voltadas para formação. Dentre os resultados esperados, a mobilização da sociedade e mudanças de paradigmas voltados à transformação de práticas de combate às desigualdades sociais.

Sobre o Complexo Myra Eliane

O equipamento atende, em tempo integral, 500 crianças entre dois e cinco anos de idade. A unidade, construída no Parque Araturi, através de uma parceria entre o Instituto Myra Eliane e a Prefeitura Municipal de Caucaia, serve como modelo do projeto Valores Humanos na Educação Infantil, com aulas baseadas em uma metodologia diferenciada, fundamentada na promoção dos Valores Humanos: amor, paz, retidão, verdade e não violência.

O espaço conta com uma estrutura 17 mil metros quadrados que inclui 26 salas de aula, teatro grego com capacidade para 180 pessoas, refeitório, quadra poliesportiva, vila, playground, areninha e área administrativa.

Sobre o Instituto Myra Eliane

O Instituto Myra Eliane, fundado em 2016 com base em Fortaleza (CE), é uma entidade sem fins lucrativos que atua no fomento à educação com a capacitação de professores e profissionais da educação da rede pública de ensino infantil. Na frente editorial, já são quatro obras lançadas: a reedição do livro O Cearense (Parsifal Barroso), Olga Barroso – Na vanguarda da vida (Juarez Leitão), Parsifal – Um intelectual na política (Luís-Sérgio Santos) e a mais recente coletânea: “O Cearense 2018 — uma releitura da obra clássica de Parsifal Barroso”

Senior é certificada pela Great Place to Work como excelente lugar de trabalho

Posted on Updated on

Os profissionais da Senior, empresa de soluções para gestão empresarial, avaliaram, pelo segundo ano consecutivo, a companhia como um excelente lugar para se trabalhar. O resultado é fruto de mais uma pesquisa da Great Place to Work (GPTW), que traz um panorama do ambiente de trabalho e, a partir das respostas dos colaboradores, elenca o índice de satisfação. Nesta edição, a Senior conquistou um percentual de 89% de respondentes e 81% de satisfação.

Para Jussara Dutra, diretora de Pessoas e Organização da Senior, a certificação é, mais uma vez, o enaltecimento do trabalho de todos para a construção de um lugar ainda melhor para se trabalhar. “Receber novamente este reconhecimento, com um alto índice de avaliação positiva, é a certeza de que seguimos no caminho certo. Trabalhamos para potencializar as pessoas, porque acreditamos que esta é a maneira mais assertiva de se impulsionar negócios. Contamos com equipes alinhadas, prezamos por uma comunicação transparente e pelo empoderamento das pessoas, que são o pilar para o sucesso da Senior”, destaca Jussara.

Fundada em 1988 em Blumenau (SC). a Senior atua em todo o Brasil com filiais, escritórios, unidades de negócios e canais de distribuição, oferecendo tanto consultorias como sistemas integrados que apoiam seus clientes na otimização de processos e modelos de negócios, inovação e produtividade, simplificando a tomada de decisão e impulsionando a gestão.

A companhia, desde sua formação, aposta em uma série de ações para engajar e valorizar seus profissionais. Neste ano, foi inaugurado o Senior Labs, laboratório de inovação e coworking, inaugurado recentemente na matriz, em Blumenau, destacando a preocupação com ambientes que promovam a interação e a colaboração.

Sistema Sest Senat inicia ação em estradas do Ceará

Posted on Updated on

De 7 a 12 de abril, equipes técnicas do Sest Senat no Ceará estarão em mais de 70 pontos de concentração de caminhoneiros, como postos de combustíveis, terminais de cargas e centros de distribuição, próximos a rodovias de todos o país.

Os motoristas de caminhão vão receber atendimentos de saúde bucal, aferição de pressão arterial, aulas de alongamento e orientações para prevenir doenças da coluna. Eles também terão acesso a informações sobre alimentação saudável e sobre os riscos do uso de álcool e drogas.

Com o tema “Quando eu pego a estrada, quem acelera é o Brasil”, a iniciativa tem o objetivo de incentivar os caminhoneiros a cuidar da saúde e da qualidade de vida.

Atendimento gratuito

“Nós damos grande atenção aos caminhoneiros. Como passam a maior parte do tempo nas rodovias, eles têm mais dificuldade de cuidar da saúde. Por isso, o Sest Senat desenvolve campanhas e oferece atendimento diferenciado em suas Unidades Operacionais”, afirma o presidente da CNT, Vander Costa.

A diretora-executiva nacional do Sest Senat, Nicole Goulart, lembra que a instituição tem 148 unidades espalhadas pelo Brasil e ressalta que todos os serviços são gratuitos.

As entidades oferecem atendimento de saúde nas áreas de odontologia, fisioterapia, psicologia e nutrição, além de centenas de cursos de formação e capacitação profissional, atividades culturais, esportivas e de lazer. Todos esses serviços estão disponíveis gratuitamente para os trabalhadores do transporte e seus familiares.

Orientações para Despoluir

Nos 70 locais da ação que será realizada semana que vem, também serão realizadas avaliações veiculares de caminhões – dentro do Despoluir – Programa Ambiental do Transporte, desenvolvido pelo Sest Senat, com o apoio da CNT – Confederação Nacional do Transporte.

O programa verifica se as emissões de poluentes estão de acordo com as normas ambientais e orienta os motoristas sobre a necessidade da manutenção preventiva. Também estão previstas ações socioeducativas do Programa CNT Sest Senat de Prevenção de Acidentes, com as vans que estão percorrendo o país levando orientações sobre saúde e trânsito seguro aos trabalhadores do transporte.

Como não ficar no ranking de reclamações

Posted on Updated on

Artigo de Tiago Sanches, gerente comercial da Total IP – Soluções e Robôs para Contact Centers.

É preciso se atentar para a opinião do usuário! Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, as atividades de telecomunicações lideraram o ranking de reclamações em 2018. Os números tratam do Sindec e da plataforma on-lineconsumidor.gov.br. Contudo, a boa notícia é: esse pódio pode e deve ser evitado.

Nos Procons de todo o país foram 460 mil queixas sobre telefonia celular e fixa. Quatro das empresas mais acionadas pelo órgão são do ramo mencionado. Já no site do cliente, mais de 40% das contestações finalizadas eram contra os serviços das operadoras. Um alerta para quem trabalha no setor!

A fim de não receber a insatisfação dos compradores, é decisivo ouvir a opinião deles. O Atendimento Digital de Pesquisa, por exemplo,  é o sistema ideal para os call centers. Ele aparece nos finais das ligações visando permitir ao interlocutor dar uma nota ao operador e ao suporte executado. Assim, é possível impulsionar vendas de qualidade, aumentar a produtividade e corrigir eventuais falhas.

Ferramentas como essa facilitam a orientação do gestor durante o feedback. O próprio colaborador consegue visualizar melhor seu desempenho, com o objetivo de sempre se aperfeiçoar. Como resultado, seus clientes ficam satisfeitos e os lucros aumentam.

Evite os dados negativos sobre o seu negócio. Utilize os sistemas e estratégias adequadas para proporcionar um atendimento de qualidade. Afinal, imagem é tudo!*

Empresa lança laboratório para promover a co-inovação em recursos humanos

Posted on Updated on

A empresa Orange Business Services inaugurou seu Laboratório de Inovação de RH durante o Orange Business Summit, evento anual para clientes em Paris. O Laboratório está alinhado com seu forte compromisso de co-inovar com os clientes, aproveitando tecnologias e recursos humanos para oferecer suporte às suas necessidades comerciais específicas.

A missão do think-tank experimental é reunir toda a diversidade do ecossistema de RH, desde grandes a pequenos negócios, profissionais autônomos, start-ups e colaboradores. O objetivo é antecipar como as inovações tecnológicas, como 5G, Inteligência Artificial, Análise de Dados, etc., transformarão os recursos humanos – em termos de ferramentas e habilidades – na maneira como trabalhamos, na experiência de nossos funcionários e em nossas culturas.

Graças à sua mentalidade e forma de operar abertas, inspirado no mundo das novas empresas, o HR Innovation Lab avançará com uma abordagem ágil, criativa e empreendedora. Ele também vai medir o impacto da tecnologia nos negócios e identificará projetos de co-inovação e iniciativas experimentais nas quais se concentra. Os resultados das pesquisas e revisões de seus membros serão publicados e compartilhados.

Uma seleção diversificada de interessados, incluindo acadêmicos, sociólogos, especialistas e pesquisadores do Orange Labs discutirá tendências, como o futuro do trabalho, cultura da inovação, atratividade do empregador, gerenciamento de habilidades, aprendizagem de empresas e experiência de funcionários ou até mesmo o engajamento da sociedade a empresa.

Webinars, círculos de RH e expedições de aprendizado também serão organizados nos próximos meses no Vale do Silício (EUA), assim como na Ásia e na Europa.

“O lançamento deste laboratório está alinhado com a nossa estratégia de apoiar nossos funcionários com a evolução de seus empregos e ambientes de trabalho e também nossos clientes, com quem cooperamos para o sucesso em suas transformações digitais”, explica Mechtild Walser Ertel, vice-presidente executivo de Recursos Humanos da Orange Business Services. “O laboratório também é uma ótima oportunidade para o RH trocar e olhar para o futuro, enquanto garante que o aspecto humano esteja sempre no centro de nossas decisões, especialmente quando a tecnologia está em constante aceleração. Estar aberto, compartilhar com nossos pares, apoiar a transformação digital, projetar as organizações de amanhã e planejar com antecedência são desafios para os recursos humanos”.

Cinco motivos para adotar processos corporativos mais humanizados

Posted on Updated on

Ainda que a chamada “Transformação Digital” esteja em pleno curso e trazendo profundas mudanças para o dia a dia das organizações, é também cada vez mais perceptível que há uma demanda crescente, entre profissionais e consumidores, por experiências repletas de sentido, propósito e humanidade. 

“Não se trata de posicionar os elementos “humano” e “digital” em lados opostos, uma vez que essa dicotomia não existe verdadeiramente, mas de perceber que há aspectos obviamente complementares entre esses espectros”, pontua Ivan Corrêa, sócio-diretor da Posiciona Educação & Desenvolvimento, especialista em programas de aprendizagem corporativa voltados para vendas e atendimento. Assim, é preciso extrair o melhor dessa combinação, a fim de que as pessoas se sintam seguras e respeitadas, motivadas a inovar e inspiradas a trabalhar eficientemente. 

Historicamente, as estratégias de negócios sempre giraram em torno da produção e dos resultados, com o capital humano sendo percebido como um recurso importante para atingir esses objetivos. Com o tempo, no entanto, as empresas que realmente posicionaram as pessoas no centro das suas estratégias passaram a se destacar. No âmbito comercial e de atendimento, isso é ainda mais evidente, uma vez que a compensação financeira, por si só, não é suficiente para motivar as pessoas a colocar o melhor de sua energia no dia a dia profissional, e isso traz óbvios impactos no desempenho e nos resultados da companhia como um todo. É frente ao mercado e seus consumidores que uma empresa humanizada se faz notar. Aqui estão os cinco principais pilares a serem levados em conta pelos líderes corporativos que querem humanizar a organização. 

1. Promova a comunicação aberta“Comunicação eficaz é o que ajudará você a estabelecer relacionamentos fortes com pares, líderes organizacionais e também com o consumidor final. Embora as empresas precisem de uma estrutura gerencial, as hierarquias tradicionais geralmente dificultam pensamentos inovadores. Portanto, abra canais de comunicação e incentive os funcionários a participar de conversas importantes e fornecer feedback”, aconselha Correia. 

2. Deixe espaço para a descompressãoA criatividade é inibida e a alegria por trabalhar desaparece quando as pessoas são privadas da leveza e de algum espaço para “brincar”. De acordo com um estudo do Pew Research Center, divulgado em 2018, conduzido com profissionais que atuam em empresas no Vale do Silício, existe uma ideia bem consolidada de que brincadeiras no trabalho trazem inúmeros benefícios para funcionários, equipes e organizações inteiras, porque todos se sentem menos fatigados e estressados. Este chamado “playtime” pode significar tempo para socializar, uma simples pausa cerebral, ou ainda uma atividade produtiva mais lúdica. “Os benefícios de ações assim são múltiplos, já que há aumento da confiança, interação social e solidariedade, além de diminuir o senso de hierarquia. Ao criar uma atmosfera de trabalho amigável, as empresas estão fazendo crescer os níveis de engajamento e transmitindo a mensagem de que as tomadas de decisão são flexíveis e consentidas”, diz o executivo.

3. Atenção aos pequenos detalhesHumanização é também simplicidade. Você não precisa de processos muito elaborados para humanizar os corporativos. Algo tão simples quanto sextas-feiras casuais ou um código de vestimenta mais descontraído podem trazer ótimos resultados. Ao permitir que os funcionários trabalhem como quiser, você está abrindo espaço para que eles expressem suas personalidades através de suas imagens. 

4. Diversidade como estratégiaUma organização humanizada é aquela que percebe que a diversidade no local de trabalho deve ser promovida para que as oportunidades sejam distribuídas de maneira justa e em prol da pluralidade de pontos de vista. As empresas que dão espaço para a diversidade oferecem melhores soluções para os seus clientes, simplesmente porque fazem da empatia um exercício diário. 

5. Considere as individualidadesAinda que os líderes organizacionais estejam sempre olhando para o todo, dentro e fora da companhia, é preciso ter um olhar para o fato de que as pessoas têm demandas e padrões comportamentais peculiares. Humanização é olhar para a individualidade e entender o que aquele cliente (interno ou externo) específico busca naquele momento. 

Uso de apps de saúde deve avançar nos próximos anos

Posted on Updated on

Termos como inteligência artificial, aprendizado de máquina e análise preditiva são cada vez mais comuns no universo da saúde. Cresce também no mundo todo os investimentos das HealthTechs no desenvolvimento de dispositivos que permitam o melhor gerenciamento da saúde das pessoas, especialmente de informações médicas dos indivíduos.

Mas, apesar disso, dados de uma análise conduzida pela Kantar, nos Estados Unidos, sobre a situação da tecnologia na saúde, apontam que somente 30%dos médicos americanos já recomendaram apps de saúde e bem-estar ou “wearables” aos seus pacientes.

Do lado do usuário, a percepção é outra. Quase metade dos americanos entrevistados entendem como positivo o uso da tecnologia para saúde. O estudo integrou informações de diversas pesquisas conduzidas pelo Instituto no último ano.

No Brasil, 29% das pessoas utilizam aplicativos móveis e dispositivos vestíveis para monitorar a própria saúde. Os dados são de um levantamento internacional feito pela GfK e realizado com mais de 20mil usuários de internet de 16 países. Por aqui, foram 4.900 entrevistados. De acordo com os números, o país já está lado a lado ao Estados Unidos quando o assunto é o uso destes recursos.

E os números tendem a aumentar. De acordo com o Gartner, o mercado dewearables deve crescer 16,7% ao ano, atingindo US$ 34 bilhões em 2020. Estimativas apontam que serão mais de 830 milhões de dispositivos conectados em 2020.

Especialistas afirmam que a utilização adequada dos recursos tecnológicos na saúde pode contribuir para aumentar a prevenção de doenças crônicas, reduzir fatores de risco e melhorar a qualidade e a expectativa de vida dos usuários. A consequência é diminuição da necessidade de cuidados médicos e os custos associados, beneficiando todo o ecossistema de saúde.

“Temos observado cada vez mais que o paciente é o foco do cuidado e o uso destas soluções permitirá maior informação e autonomia para que ele tenha mais recursos para gerenciar sua saúde. Por isso,  desenvolvemos umaplataforma baseada em códigos de linguagem de programação de alto desempenho e API’s (application programming interface) para integrar em único sistema todas as informações de saúde de mais de 70 milhões de vidas em todo o mundo.”, afirma Nicolas Toth Jr., diretor geral da Sharecare na América Latina.

O aplicativo Sharecare, disponível para download na App Store e no Google Play, é o primeiro do Brasil a integrar diversas funcionalidades em um único dispositivo, além de ajudar na tomada de decisões e na adoção de hábitos saudáveis, de forma interativa e personalizada. O app foi desenvolvido para colocar o indivíduo no centro do cuidado.

O app Sharecare permite medir a RealAge, teste que calcula a idade real; Green Day, métrica que ajuda o usuário a acompanhar o progresso diário em direção às próprias metas; análise do estresse pela voz nas ligações, que permite avaliar a saúde emocional; controle de sono, passos, e conteúdos personalizados para engajá-lo a criar novos hábitos saudáveis diariamente na palma da mão.