Nordeste

Seagri de Juazeiro do Norte (CE) distribui raquetes de palma

Posted on Updated on

A Prefeitura de Juazeiro do Norte (CE), por meio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Seagri), iniciou a distribuição na zona rural de raquetes de palma forrageira, usadas na alimentação do gado. As raquetes foram encaminhadas para a Seagri pelo Governo do Ceará, pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão rural do Estado do Ceará (Ematerce), no programa Hora de Plantar.

A Seagri de Juazeiro recebeu 26 mil raquetes e além dos produtores que vão buscar peças na sede da Secretaria. A distribuição pela Zona rural foi iniciada pela comunidade do Sítio Jurema. As raquetes de palma serão repassadas para os criadores que estiverem cadastrados no programa Hora de Plantar, com a ADAP ativa, em dia com as fichas sanitárias do gado, e possuir no mínimo cinco animais.

Cada raquete de palma é repassada para os criadores pelo valor de vinte centavos e o comprador tem o prazo de dois anos para quitar o valor investido. Os criadores interessados em adquirir as raquetes e que não estão cadastrados no programa Hora de Plantar, devem se dirigir a sede da Ematerce ou a Seagri e procurar os técnicos responsáveis.

Para o Secretário Romão França, o trabalho novo é de suma importância para Juazeiro do Norte. “Ano passado não tínhamos este serviço. Este ano conseguimos em parceria com a Ematerce, oferecer a baixo custo a raquete de palma para os criadores do nosso Município. É mais um recurso que a gente consegue para melhorar a vida do homem do campo. Um produto de qualidade, por um preço simbólico e que os benefícios são superiores ao valor que será investido”, destacou.

Instalação de fábrica de fotovoltaicos no RN é tema de reunião

Posted on Updated on

O governador Robinson Faria reuniu dirigentes da indústria Chint Eletrics Co. e a governadora eleita, senadora Fátima Bezerra, para tratar da instalação da fábrica de placas e componentes para produção de energia fotovoltaica no Rio Grande do Norte.

O investimento foi captado na gestão Robinson Faria e significará a produção no Estado de placas, inversores e componentes para produção de energia através da captação da irradiação solar.

A previsão inicial é de que a fábrica ofereça inicialmente 750 empregos diretos funcionando em três turno. Robinson Faria ressaltou que o Governo do Estado “captou e trabalhou para oferecer as condições necessárias à instalação da fábrica. Este é um empreendimento da maior importância e vai demandar a criação de empregos e oportunidades de trabalho de forma direta e indireta, beneficiando ainda mais a nossa população”.

A governadora eleita Fátima Bezerra reforçou o compromisso da nova gestão em manter as condições para o funcionamento da fábrica da Chint Eletrics no RN. “O setor da energia é um dos que mais crescem em todo o mundo. Aqui temos um forte potencial e vamos trabalhar para consolidar os investimentos também neste setor”, afirmou Fátima.

A Chint Eletrics Co. foi representada na reunião pelo diretor para a América Latina, Jakie Xiang e por Alcides Sotério. A Chint é uma das maiores produtoras de placas e componentes fotovoltaicos do mundo, possui nove fábricas na China, Alemanha, Índia, Malásia e Vietnã. A unidade no Rio Grande do Norte tem o objetivo de abastecer todo o mercado da América Latina.

Ceará 2050 promove oficinas de ideação de projetos

Posted on Updated on

Para pensar os projetos que nortearão o desenvolvimento do Ceará nos próximos 30 anos, a plataforma Ceará 2050 realiza de amanhã a quarta-feira (10, 11 e 12 de dezembro de 2018), das 8h às 14h, no auditório da Sinduscon, oficinas de ideação de projetos. Os temas das oficinas são: Cadeias Produtivas (10/12), Serviços aos Cidadãos (11/12) e Governança (12/12). Participam da atividade gestores, professores, profissionais da sociedade civil, empresários e sociedade em geral.

O Ceará 2050 tem como intuito principal traçar alternativas para o desenvolvimento econômico, sustentável e social do Ceará. A Plataforma busca delinear o planejamento de ações que possam ser executadas a médio e longo prazo.

De acordo com o Coordenador Geral da Plataforma Estratégica de Desenvolvimento de Longo Prazo do Estado do Ceará – Ceará 2050, José de Paula Barros Neto, “a proposta da atividade é fazer com que as pessoas, nas mais diversas áreas, possam contribuir com experiências e ideias para o desenvolvimento de atividades que contribuirão com o desenvolvimento do nosso estado. Pensando juntos, será possível conseguirmos as melhores propostas para o crescimento do Ceará”, salienta.

O material coletado durante as oficinas será sistematizado e utilizado na etapa de elaboração do portfólio de projetos da Plataforma Ceará 2050.

A Plataforma Estratégica de Desenvolvimento de Longo Prazo – Ceará 2050 tem por objetivo discutir alternativas para o desenvolvimento econômico, sustentável e social do Ceará nos próximos 30 anos.

Iniciativa do Governo do Estado, a Plataforma está sob a coordenação da Universidade Federal do Ceará (UFC), nas pessoas de José de Paula Barros Neto, Expedito Parente Jr, Antônio Miranda, Lima Matos e Airton Montenegro.

O Ceará 2050 busca traçar o planejamento de ações que possam ser executadas a médio e longo prazo.Para isso, em primeiro momento, foi realizado um diagnóstico do Estado nas dimensões social, econômica, ambiental, territorial e de governança. Os dados levantados sobre as últimas três décadas somam-se ao processo de ambiência externa e construção de cenários para projetar o Ceará dos próximos trinta anos.

Caucaia investe R$ 4,49 em nova iluminação da BR-020

Posted on Updated on

A Secretaria Municipal de Patrimônio Serviços Públicos e Transporte (SPSPTrans) de Caucaia (CE) está instalando o novo parque de iluminação pública da rodovia Presidente Juscelino Kubitschek (BR-020). A obra é um anseio antigo da população e trará mais segurança a motoristas, pedestres e moradores das proximidades. O investimento da Prefeitura é de R$ 4.497.766,60.

A obra foi inicia na descida do viaduto da BR-020, entrada do bairro Parque Potira, e segue até a rotatória do acesso ao Aterro Sanitário Metropolitano Oeste de Caucaia (Asmoc). No primeiro momento, os postes estão sendo instalados às margens da rodovia, nas proximidades do trecho entre o Potira e o Conjunto Nova Metrópole.

Serão instaladas 488 unidades de luminárias de LED com suporte de 480 braços ornamentais simples e outros quatro duplos. A nova iluminação também contará com 484 postes divididos entre concreto tubular (468), ferro galvanizado (12) e de concreto duplo (4).

Moradora há dez anos de uma casa em frente à via, dona Maria de Sousa diz que “o momento é de muita alegria não apenas para nós que vivemos no local, mas para dar mais segurança para motoristas, ciclistas, pedestres e nós, que vivemos aqui.”

A instalação está sendo executada pela Enpecel Engenharia LTDA. A Enel (antiga Coelce) será responsável pela instalação de dois transformadores.

Ceará participa de evento de artesanato em Milão (Itália)

Posted on Updated on

Onélia Santana: apoio ao artesanato cearense

Segue até hoje (9.12), em Milão, na Itália, a “L’ Artigiano on Feira”, 23ª Mostra Mercado Internacional do Artesanato. O artesanato cearense está sendo exposto e comercializado na feira, o maior evento mundial do segmento, somando, ainda, gastronomia e turismo. A participação do Ceará visa a promover e divulgar o trabalho dos artesãos do Estado com foco na ampliação de mercado, principalmente o europeu. A primeira-dama do Estado, Onélia Santana, o secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social, Francisco Ibiapina, o secretário adjunto do Esporte, Marcos Lage, e a coordenadora do Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Estado do Ceará (PDA), Amanaci Diógenes, estiveram na abertura do evento.

“Como cearense e filha do Cariri, berço da cultura do nosso Estado, fico muito orgulhosa em saber que nosso artesanato está ganhando o mundo. Esse reconhecimento é graças a uma política de investimentos do Governo do Ceará ao segmento artesanal. Para nós é uma responsabilidade grande dá continuidade ao sucesso que conquistamos durante esses quatros anos de gestão do governador Camilo Santana”, destaca Onélia Santana.

No stand cearense, o visitante tem acesso ao trabalho ao vivo do xilógrafo José Lourenço, além de produtos em diversas tipologias como areia colorida, argila, fibras vegetais, madeira, papel, metais, fios e tecidos (renda de bilro, labirinto, filé, tecelagem, crochê e bordado), entre outras que serão comercializadas durante os dias de evento. Cerca de 1.800 artesãos e entidades artesanais de todas as regiões do Estado serão beneficiados com as vendas das peças.

Para melhorar a qualidade do legítimo artesanato cearense, os produtos passaram pela Certificação da Autenticidade dos Produtos Artesanais e de Reconhecimento das Obras de Arte Popular Cearenses (Selo Ceart), que foi implantado em 2015. Entre os benefícios do Selo Ceart estão a garantia da autenticidade da produção artesanal e o reconhecimento das obras de arte popular; a consolidação dos canais de comercialização; o aumento da competitividade da produção artesanal; diferenciação dos produtos artesanais das peças elaboradas industrialmente, reconhecendo seu valor de tradição e cultura; proteção do artesanato cearense da falsificação e da concorrência desigual de produtos similares, além da promoção da confiança do consumidor facilitando a identificação do artesanato cearense. Foram certificados com o Selo Ceart 5.259 produtos artesanais, beneficiando diretamente 9.860 artesãos.

A Central de Artesanato do Ceará (Ceart) é vinculada à Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), órgão do Governo do Ceará, e responsável pelo Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Estado do Ceará (PDA), que é a política pública do Governo do Ceará destinada ao setor e tem o objetivo de valorizar o artesanato cearense preservando a cultura, o talento, a tradição e a arte popular de cada região do Estado. Dessa forma, desenvolve ações e projetos para qualificação de artesãos, apoia a comercialização, realiza a gestão da Central de Artesanato do Ceará (Ceart) e gerencia o Fundo Especial de Desenvolvimento e Comercialização do Artesanato (Fundart).

Tem como objetivo promover o artesanato cearense com foco na geração de ocupação e renda e a inclusão social e produtiva do artesão. O setor artesanal promove ainda a inserção da mulher e do jovem na cadeia produtiva e comercial, fixa o artesão em seu lugar de origem e consolida a identidade cultural cearense. O programa hoje atende artesãos, grupos de produção e entidades artesanais em 90% dos municípios do Ceará, totalizando cerca de 42 mil cadastrados na Ceart.

O artesanato cearense é destaque no Brasil e tem o reconhecimento do governador Camilo Santana. Em 2015, o governador assegurou ao artesão cearense a isenção fiscal do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Foram beneficiados com a isenção fiscal mais de 40 mil artesãos no Estado. Em dezembro de 2017, o Ceará ganhou o novo Centro de Renderias da Prainha, em Aquiraz, mais um ponto comercialização do artesanato cearense, que também está em três lojas de Fortaleza: na Matriz, na Praça Luíza Távora; no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e no Shopping Rio Mar, além da loja localizada em Guaramiranga.

O Estado também garantiu a participação de artesãos em feiras locais, estaduais e nacionais e ainda internacional, quando o Ceará esteve na Feira Nacional de Artesanato de Vila do Conde, em Portugal, em 2017. A Ceart esteve em cerca de 240 eventos de promoção e comercialização do artesanato cearense deste 2015. Os artesãos cearenses passam por processo de capacitação constante. Foram capacitados e assessorados 14.919 artesãos com o intuito de aperfeiçoar o design dos produtos.

O investimento em capacitação e em ações e projetos que apoiam a comercialização estimulam as vendas dos produtos artesanais. No triênio 2015/2017 e até agosto de 2018 foram comercializados 257.066 peças artesanais, beneficiando diretamente 26.600 artesãos.

Fortaleza doa mais de 5 mil mudas

Posted on Updated on

A Prefeitura de Fortaleza, por meio do Horto Florestal Municipal Falconete Fialho (na foto), doou mais de 5 mil mudas para empresas e entidades distribuírem em eventos comemorativos e ações sociais em alusão ao meio ambiente e consciência ambiental durante o ano de 2018.

O principal objetivo desta ação da Prefeitura é levar às pessoas a oportunidade de ter mais contato com o verde realizando um plantio. “A doação de mudas virou uma tradição que os fortalezenses abraçaram. Planejamos toda a ação com a felicidade de saber que as mudas levarão mais verde e mais cuidado com a natureza para a vida de cada uma dessas pessoas”, afirma o superintendente da Autarquia de Urbanismo e Paisagismo de Fortaleza (UrbFor), Regis Tavares.

Entre as empresas e entidades que receberam as mudas temos a Ecofor Ambiental, Extra Farma, Instituto Beatriz e Laura Fiuza, Escola Daulia Bringel, Escola Paulo Freire, Óticas Vem Ver, diversas escolas estaduais e municipais, Banco Palmas, Projeto Social Pé na Rua, Paróquia Jesus, Maria, José, dentre outas.

Entre as mudas mais procuradas, estão as espécies ornamentais, utilizadas para embelezar jardins e interiores, como o mini lacre, jasmim branco, tumbérgia azul. Os interessados em retirar até duas mudas devem se dirigir ao Horto Florestal Municipal munidos de documento de identidade e escolher as espécies disponíveis.

Para receber a doação de mais de duas mudas, a pessoa deve entrar em contato com a UrbFor pelo telefone 3131-7660. Após avaliação do pedido, as mudas são doadas.

Bahia arrecada R$ 2,7 milhões com leilão

Posted on Updated on

O Governo da Bahia arrecadou R$ 2,7 milhões com a venda de bens públicos no Leilão 06/2018, realizado pela Secretaria da Administração (Saeb), em Patamares. Foram leiloados 283 lotes compostos por máquinas, móveis, material eletrônico e veículos. Todo valor arrecadado será transferido para o Tesouro do Estado e será utilizado para novos investimentos.

O certame foi comandado pelo leiloeiro Adilson Guimarães Araújo, escolhido por sorteio. O Leilão começou as 9h30 e terminou no final da tarde. Cerca de 300 pessoas interessadas participaram do leilão. Os itens vendidos alcançaram um ágio de mais de 80% em relação ao valor de avaliação dos produtos.

Os bens leiloados não estavam sendo utilizados pelo Estado. “O resultado deste leilão é fruto de todo o esforço feito para otimizar a gestão dos bens públicos”, destacou o secretário da Administração, Edelvino Góes.

O certame foi regido na modalidade maior oferta, ou seja, o participante que oferecer o maior lance arremata o bem. Os vencedores pagaram 20% do valor do bem, no momento do arremate, enquanto os 80% restantes devem ser quitados no prazo de dois dias úteis. Os ganhadores pagaram, ainda, a comissão do leiloeiro no correspondente a 5% sobre o valor do arremate.

Leilão solidário conclui campanha de doações

Posted on Updated on

Para marcar encerramento da Campanha Amigos em Ação 2018, a Alessandro Belchior Imóveis realiza hoje (8.12), a 15ª edição do tradicional Leilão Filantrópico de Obras de Arte Amigos em Ação, no Hotel Gran Marquise, a partir das 12 horas, sob a condução do leiloeiro João Paulo Ferreira da Montenegro Leilões. Durante o evento serão leiloadas as 88 obras de arte que estão expostas desde o dia 14 de novembro e segue até 06 de dezembro na CDL de Fortaleza.

O leilão tem o objetivo de arrecadar fundos para manutenção das obras assistenciais do projeto Amigos em Ação, que beneficia anualmente entidades filantrópicas cearenses com doações de alimentos. O leilão valoriza artistas já celebrados, mas também abre espaço para talentos recém-descobertos das artes plásticas cearenses, todos unidos em prol da solidariedade. Entre os nomes que contribuíram neste ano, estão artistas como Arivânio Alves, Cecília Bichucher, Milton da Costa, Mano Alencar, Vando Figueirêdo,Totonho Laprovítera, Ascal, Sergei de Castro, Francisco Bandeira, Almeida Leite, Adriano Paz, Hirma Castro, Tarciso Viriato, Vlamir de Sousa, Welton Silva, Expedito Lima, J. Pinheiro, Geraldo Sérgio Teixeira, Fabiano Chaves, Ferreirinha, Sandra Montenegro, entre outros.

Todos os anos um artista plástico doa o direito do uso de imagem de uma obra de arte para a identidade visual da campanha. Esse ano, a obra tema desenvolvida foi um abstrato óleo sobre tela do artista plástico cearense Antônio Bandeira, datado de 1956. A homenagem ao artista, que deixou sua marca na história da arte nacional, acontece no ano seguinte em que se completou cinco décadas de sua morte. “Sem-título” de Antônio Bandeira ilustra todas as peças de divulgação, folders, cartazes, camisas e convites da campanha.

Em paralelo ao Leilão Filantrópico, a Campanha Amigos em Ação vem mobilizando os conselheiros e associados para a arrecadação de gêneros alimentícios. A expectativa dos organizadores é atingir a meta de 25 toneladas de alimentos não perecíveis. Este ano, cinco instituições serão beneficiadas com as doações: Lar Torres de Melo, Creche São Judas Tadeu, Associação Maria Mãe da Vida, Santa Casa da Misericórdia de Fortaleza e Lar Amigos de Jesus que receberão um troféu de reconhecimento de seus trabalhos.

Como forma de agradecimento, o Amigos em Ação irá revelar e homenagear com o Troféu Amigos em Ação, os três maiores doadores da campanha em 2018. O movimento Amigos em Ação conta com a colaboração de 1600 empresários de diversos setores e a dedicação voluntária dos diretores e conselheiros do projeto no desenvolvimento da campanha. Cada participante tem que doar, no mínimo, 60 Kg de alimentos não perecíveis. Nos seus 27 anos de existência, o Amigos em Ação já arrecadou e doou mais de 420 toneladas de alimentos não perecíveis beneficiando mais de 100 entidades filantrópicas e comunidades carentes. Nas edições de 2015, 2016 e 2017 foram arrecadados quase 73 toneladas de alimentos.

Prefeitura de Fortaleza capacita micros e pequenos empreendedores

Posted on Updated on

Para apoiar micros e pequenos empreendedores locais no aperfeiçoamento dos negócios, a Prefeitura de Fortaleza promove mensalmente, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), capacitações gratuitas como parte do Programa de Empreendedorismo Sustentável.

Neste mês de dezembro, são ofertadas capacitações para áreas como: Marketing e Vendas; Empreendimentos Econômicos Solidários; Primeiros Passos para Montar seu Negócio; Liderança e Gestão de Pessoas; Como Precificar Seu Produto; Como Aumentar e Gerenciar Suas Vendas; Empreendedorismo e MEI; Estratégias Mercadológicas entre outras. Cada oficina tem duração de duas a três horas, com até 20 vagas por turma.

Para participar, basta apresentar identidade (RG), CPF e comprovante de residência. Os interessados devem se dirigir às Salas do Empreendedor nas Secretarias Regionais Vapt Vupt Messejana e Antônio Bezerra, Casa de Economia Solidária (Ecosol) ou no Espaço do Artesanato da SDE, que fica localizado na avenida Santos Dumont, 2.500, loja 17, bairro Aldeota.

Esta é mais uma ação do Programa Fortaleza Competitiva, que engloba um pacote de medidas de estímulo à criação de um cenário qualificado para novos negócios, desenvolvimento econômico, geração de emprego e rend apoiar os micros e pequenos empreendedores locais no aperfeiçoamento do seu negócio, a Prefeitura de Fortaleza promove mensalmente, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), capacitações gratuitas como parte do Programa de Empreendedorismo Sustentável.

Artesanato do Ceará busca mais espaços na Europa

Posted on Updated on

Onélia: artitulação pelo artesanato

Começou sábado (1º) e segue até domingo (9.12), em Milão, na Itália, a “L’ Artigiano on Feira”, 23ª Mostra Mercado Internacional do Artesanato. O rico e legítimo artesanato cearense está sendo exposto e comercializado nessa que é a maior feira mundial dedicada ao segmento artesanal, gastronômico e de turismo. A participação do Ceará no evento tem o intuito de promover e divulgar o trabalho dos artesãos do Estado com foco na ampliação de mercado, principalmente o europeu.

A primeira-dama do Estado, Onélia Santana, o secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social, Francisco Ibiapina, o secretário adjunto do Esporte, Marcos Lage, e a coordenadora do Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Estado do Ceará (PDA), Amanaci Diógenes, estiveram na abertura do evento.

“Como cearense e filha do Cariri, berço da cultura do nosso Estado, fico muito orgulhosa em saber que nosso artesanato está ganhando o mundo. Esse reconhecimento é graças a uma política de investimentos do Governo do Ceará ao segmento artesanal. Para nós é uma responsabilidade grande dá continuidade ao sucesso que conquistamos durante esses quatros anos de gestão do governador Camilo Santana”, destaca Onélia Santana.

No estande cearense, o visitante tem acesso ao trabalho ao vivo do xilógrafo José Lourenço, além de produtos em diversas tipologias como areia colorida, argila, fibras vegetais, madeira, papel, metais, fios e tecidos (renda de bilro, labirinto, filé, tecelagem, crochê e bordado), entre outras que serão comercializadas durante os dias de evento. Cerca de 1.800 artesãos e entidades artesanais de todas as regiões do Estado serão beneficiados com as vendas das peças.

Para melhorar a qualidade do legítimo artesanato cearense, os produtos passaram pela Certificação da Autenticidade dos Produtos Artesanais e de Reconhecimento das Obras de Arte Popular Cearenses (Selo Ceart), que foi implantado em 2015. Entre os benefícios do Selo Ceart estão a garantia da autenticidade da produção artesanal e o reconhecimento das obras de arte popular; a consolidação dos canais de comercialização; o aumento da competitividade da produção artesanal; diferenciação dos produtos artesanais das peças elaboradas industrialmente, reconhecendo seu valor de tradição e cultura; proteção do artesanato cearense da falsificação e da concorrência desigual de produtos similares, além da promoção da confiança do consumidor facilitando a identificação do artesanato cearense. Foram certificados com o Selo Ceart 5.259 produtos artesanais, beneficiando diretamente 9.860 artesãos.

A Central de Artesanato do Ceará (Ceart) é vinculada à Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), órgão do Governo do Ceará, e responsável pelo Programa de Desenvolvimento do Artesanato do Estado do Ceará (PDA), que é a política pública do Governo do Ceará destinada ao setor e tem o objetivo de valorizar o artesanato cearense preservando a cultura, o talento, a tradição e a arte popular de cada região do Estado. Dessa forma, desenvolve ações e projetos para qualificação de artesãos, apoia a comercialização, realiza a gestão da Central e do Fundo Especial de Desenvolvimento e Comercialização do Artesanato (Fundart).

Tem o objetivo de promover o artesanato cearense com foco na geração de ocupação e renda e a inclusão social e produtiva do artesão. O setor artesanal promove ainda a inserção da mulher e do jovem na cadeia produtiva e comercial, fixa o artesão em seu lugar de origem e consolida a identidade cultural cearense. O programa hoje atende artesãos, grupos de produção e entidades artesanais em 90% dos municípios do Ceará, totalizando cerca de 42 mil cadastrados na Ceart.

O artesanato cearense é destaque no Brasil e tem o reconhecimento do governo de Camilo Santana (PT). Em 2015, o governador assegurou ao artesão cearense a isenção fiscal do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). Foram beneficiados com a isenção fiscal mais de 40 mil artesãos no Estado. Em dezembro de 2017, o Ceará ganhou o novo Centro de Renderias da Prainha, em Aquiraz, mais um ponto comercialização do artesanato cearense, que também está em três lojas de Fortaleza: na Matriz, na Praça Luíza Távora; no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e no Shopping Rio Mar, além da loja localizada em Guaramiranga.

O Estado também garantiu a participação de artesãos em feiras locais, estaduais e nacionais e ainda internacional, quando o Ceará esteve na Feira Nacional de Artesanato de Vila do Conde, em Portugal, em 2017. A Ceart esteve em cerca de 240 eventos de promoção e comercialização do artesanato cearense deste 2015. Os artesãos cearenses passam por processo de capacitação constante. Foram capacitados e assessorados 14.919 artesãos com o intuito de aperfeiçoar o design dos produtos.

O investimento em capacitação e em ações e projetos que apoiam a comercialização estimulam as vendas dos produtos artesanais. No triênio 2015/2017 e até agosto de 2018 foram comercializados 257.066 peças artesanais, beneficiando diretamente 26.600 artesãos.