Nordeste

Belchior Blues

Posted on Updated on

Completa-se hoje um ano da morte do cantor e compositor cearense Antonio Carlos Belchior. Representante da música e do pensamento nordestinos, Belchior definiu com imagens fortes e letras bem-trabalhadas a vida, as aflições, os amores e mesmo as frustrações de gerações seguidas.

E fez bem.

O Portal InvestNE presta, então homenagem à memória e à obra do menestrel sobralense, trazendo para os leitores a íntegra do CD Belchior Blues, um tributo elaborado em 2011 pelos jornalistas Roberto Maciel, cearense, e Luiz Carlos de Carvalho, piauiense de nascimento, mas cearense por adoção, e pelo músico carioca Jefferson Gonçalves, que marcou na época os 65 anos de idade do artista e os 40 anos de lançamento do clássico “Na Hora do Almoço”.

Cinquenta e sete músicos do País todo se uniram no disco, com interpretações especialíssimas que foram distribuídas gratuitamente na Internet.

Empresa de Fortaleza ganha 11º selo da Associação Brasileira de Franchising

Posted on Updated on

A rede de fast food Bebelu Sanduíches, sediada em Fortaleza, conquista, pela décima primeira vez seguida, o Selo de Excelência em Franchising (SEF), concedido pela ABF – Associação Brasileira de Franchising.

A certificação visa a incentivar as boas práticas nas redes de franquia e é obtido pelas melhores marcas após uma pesquisa feita com seus franqueados.

Desde 2016, a ABF homenageia com um troféu especial as marcas detentoras de selos por vários anos e a Bebelu foi homenageada por 11 chancelas em 2018.

Um Farol para a economia cearense

Posted on Updated on

Informações da assessoria de imprensa do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará:

A economia cearense tem demonstrado recuperação mais intensa que a do Brasil, com crescimento de 1,87% em 2017, com destaque para a agropecuária e os serviços (especialmente o comércio). A previsão é que a economia cearense cresça 3,5% em 2018. A boa notícia está na “Síntese das Análises e Perspectivas”, último capítulo do Farol da Economia Cearense (nº 02) – 2018, que acaba de ser publicado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), órgão vinculado à Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado.

De acordo com o diretor de Estudos de Gestão Pública do Ipece, Cláudio André Gondim Nogueira, um dos autores do trabalho, o Ceará também tem apresentado recentemente uma boa performance na atração de investimentos privados e tem mantido elevados níveis de investimentos públicos, embora seja importante continuar o esforço para manter as finanças estaduais sob controle. Nas análises setoriais específicas e, também, numa perspectiva mais agregada, ainda se verificam alguns resultados oscilantes. Isto mostra que o ajuste da economia cearense, também, será gradual e difícil ao longo dos próximos anos.

Cláudio André explica que o Farol, nesta edição, está dividido em sete partes: a primeira apresenta o cenário internacional, enquanto a segunda é mostrado o cenário macroeconômico brasileiro e cearense de forma geral, observando alguns aspectos econômicos como PIB, atividade econômica, mercado de trabalho (emprego e desemprego), inflação, taxa de juros, consumo das famílias, confiança dos consumidores, confiança dos empresários, investimentos e balança comercial; a terceira aborda a situação das finanças públicas do Ceará.

Na quarta parte são apresentados os fatores de incerteza que mais afetam a economia do Brasil e do Ceará. Na quinta são consideradas as expectativas de mercado para o Brasil em 2018 e na sexta é feita uma análise setorial com informações sobre indústria, comércio e serviços. O estudo encerra na sétima parte, onde é feita uma síntese das análises e são delineadas perspectivas futuras da economia. O Farol tem como autores, além de Cláudio André, os analistas de Políticas Públicas Paulo Araújo Pontes, Alexsandre Lira Cavalcante e Daniel Cirilo Suliano; os assessores Técnicos Aprígio Botelho Lócio e Ana Cristina Lima Maia e ainda como colaborador Tiago Emanuel Gomes dos Santos.

Código Comercial em debate

Posted on Updated on

Sob a presidência do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), a Comissão Temporária para Reforma do Código Comercial (CCC) realizou audiência pública para o aprimoramento de projeto que propõe a atualização do Código. No debate, acadêmicos e especialistas no tema defenderam uma “legislação mais flexível” em defesa dos interesses das empresas e da sociedade, “que vivem constantes processos de mudanças e demandam por decisões rápidas”, destacou o professor catedrático de Direito Civil da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Arnoldo Wald

Wald noto, ainda, a importância de mecanismos para a solução célere de conflitos neste segmento, como os institutos da conciliação, mediação e arbitragem. “O tempo da economia não é o tempo do Judiciário”, observou.

Conforme o senador Fernando Bezerra, o Código Comercial Brasileiro irá garantir segurança, previsibilidade e, principalmente, o reconhecimento do papel da empresa no país. “Questões que não estão mais asseguradas pelo Código Civil, como atestam diferentes especialistas já ouvidos por esta comissão especial”, afirmou o vice-líder do governo no Senado.

Convidado para o debate – que analisou o “fortalecimento das normas consuetudinárias, autorregulação, soluções de conflitos empresariais e títulos de crédito” – o professor de Direito Comercial da Uerj, Sérgio Campinho, também apoiou uma nova legislação com flexibilidade. “Que permita que as partes interessadas, na medida do possível, possam regular seus direitos e deveres”, disse.

Projeto de transporte em Salvador (BA) faz transplante de árvores

Posted on Updated on

O Consórcio BRT Salvador iniciou o transplante das primeiras três árvores em função das obras de implantação dos corredores exclusivos do “ônibus rápido”. Os preparativos para a operação tiveram início quando os operários, orientados por especialistas da área florestal, começaram a cavar no entorno de coqueiros que serão removidos e a preparar o terreno para receber as árvores, no gramado do Parque da Cidade. A operação, no entanto, depende do tempo.

No total, serão transplantadas 169 árvores. O entorno dos corredores do BRT também irá receber vegetais transplantados, além de 1,7 mil novas espécies de Mata Atlântica como compensação as 154 árvores que precisarão ser suprimidas em função das obras. Nesta primeira etapa, serão implantados os corredores que irão ligar o Parque da Cidade à região da rodoviária.

Neste trecho, o projeto do BRT prevê, além da implantação dos corredores exclusivos por onde irão trafegar os veículos do novo modal (ônibus articulados, climatizados, e com capacidade para transportar 31 mil pessoas por hora), a construção de três viadutos, que permitirão a eliminação de sinaleiras, cruzamentos e retornos, e dois elevados para a implantação de estações seguras e modernas, além de obras de drenagem para resolver definitivamente problemas de alagamento nas vias.

Fortaleza fará concurso com 2.467 vagas na área da saúde

Posted on Updated on

A Prefeitura de Fortaleza lançou editais de seleção pública para contratação de profissionais de Saúde. São ofertadas 2.467 vagas, sendo 1.168 para profissionais de nível médio e fundamental, 1.009 para nível superior e 290 para médicos. As inscrições podem ser feitas até 6 de maio pela internet.

Para se inscrever, os interessados devem preencher o formulário eletrônico disponível no Canal de Concursos e Seleções da Prefeitura de Fortaleza. A taxa de inscrição é de R$ 90 para nível médio e fundamental, R$ 130 para nível superior e R$ 160 para médicos.

As vagas para nível médio e fundamental são para motorista socorrista, massoterapeuta, auxiliar nas especialidades de farmácia, prótese dentária e saúde bucal e técnico nas especialidades de enfermagem, imobilização, laboratório, prótese dentária e radiologia. Para o nível superior, as vagas são para assistente social, bioquímico, educador físico, enfermeiro, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, médico, nutricionista, psicólogo e terapeuta ocupacional.

A seleção será realizada em única etapa para todas as áreas, composta por prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, exceto para os candidatos da especialidade motorista socorrista que também passarão por prova de prática de direção.

A aplicação da prova objetiva para os cargos de nível fundamental, médio e superior está prevista para ser realizada em 27 de maio. Já para os candidatos ao cargo de médico, a previsão é para 3 de junho.

Fecomércio/Sesc pedalando no Ceará

Posted on

O Serviço Social do Comércio (Sesc) do Ceará está nos preparativos finais para um dos maiores passeios ciclísticos do Estado. O ClicloSesc  será realizado terça-feira, (1º de maio), Dia do Trabalhador, em mais de 50 cidades cearenses. Em Fortaleza, a expectativa é de reunir cerca de 4 mil participantes de todas as idades para iniciar o feriado priorizando a saúde e se exercitando.

A concentração começa às 6h30min e o passeio tem início às 8 horas na Unidade Fortaleza do Sesc, na Rua Clarindo de Queiroz, no Centro da cidade. Ao longo da programação, há sorteio de bicicletas e ginástica ao ar livre.

O percurso tem cerca de 20km, passando pelas principais ruas e avenidas de Fortaleza, entre as quais, Humberto Castelo Branco, Historiador Raimundo Girão, Av. Beira Mar, Abolição, Rui Barbosa, Tenente Benévolo, Dom Manuel e Duque de Caxias. Os participantes precisam ter bicicleta própria, pois o Sesc não disponibilizará e não fará aluguel.

Para melhor comodidade e segurança dos participantes, em todo o trajeto há o acompanhamento da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, com apoio da Escolinha de Ciclismo do Ceará. Também são oferecidos serviços médicos e carros de apoio para garantir a segurança e a tranquilidade dos ciclistas.

A proposta é a de “Viver mais a cidade”, atividade que é organizada há 24 anos na capital pelo Sesc, braço social do Sistema Fecomércio-CE.

Educação alimentar vai integrar currículos

Posted on Updated on

Os currículos dos ensinos fundamental e médio deverão incluir o assunto educação alimentar e nutricional nas disciplinas de ciências e biologia, respectivamente. É o que estabelece projeto de lei da Câmara, aprovado no Plenário do Senado.

O texto passou na forma de substitutivo do senador Pedro Chaves (PRB-MS). Por entender que a legislação não permite que um mesmo assunto seja disciplinado por mais de uma lei, ele transformou o projeto em um artigo a ser incluído no corpo da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, que trata do currículo da educação básica.

As novas regras entram em vigor 180 dias depois da sanção do projeto.

São disciplinas obrigatórias do ensino básico: português, matemática, “conhecimento do mundo físico e natural e da realidade social e política, especialmente do Brasil” (ciências e estudos sociais), além de arte e educação física.

Entre os conteúdos transversais previstos, estão: direitos humanos e prevenção à violência contra crianças e adolescentes, estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena. A partir do sexto ano do ensino fundamental é ofertada a língua inglesa. Os currículos têm uma base nacional comum, que é complementada por uma parte diversificada, de acordo com características regionais e locais.

Como foi alterado no Senado, o projeto volta para análise da Câmara dos Deputados.

Guiné-Bissau conhece experiências agrárias bem-sucedidas no Ceará

Posted on

Representantes do governo da Guiné-Bissau,na África, se reuniram com o secretário adjunto do Desenvolvimento Agrário do Ceará, Wilson Brandão, e com os coordenadores do projeto São José, Lafayette Almeida, Paulo Freire e Íris Tavares. Foram apresentadas experiências de sucesso realizadas pela SDA, como o combate à pobreza no campo (Paulo Freire) e de apoio à integração da agricultura familiar com as grandes produtivas do Estado (São José).

A Guiné-Bissau, país da costa Ocidental do continente africano, tem na agricultura sua principal fonte de riqueza. Entretanto, trata-se de um setor muito concentrado no arroz e caju, com baixíssimo valor agregado e com a alta presença de atravessadores que comercializam os produtos com países vizinhos.

Nesse sentido, a delegação veio ao Brasil, e em especial ao Ceará, em busca de conhecer experiências voltadas à: agregação de valor, associativismo, compras públicas da produção local e parcerias com organizações internacionais, como o Banco Mundial e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

Na opinião de Íris Tavares, um dos pontos a ser observado no combate à extrema pobreza é a capacitação dos agricultores familiares, inclusive para que não mais “dependam tanto dos atravessadores”.

Representaram o país africano a diretora-geral do Plano do Ministério da Administração Territorial, Monica Buaro; a diretora-geral da Escola Nacional de Administração, Braima Sanhá; a professora da Escola Nacional de Administração, Samora Costa; e o assistente de Planificação Estratégica do Ministério de Economia e Finanças, Agostinho Moisés. Além desses a representante da Sociedade Civil da Região de Cacheu, Tânia Gomes; o representante da Cooperativa Agrícola de Jovens Quadros, João Sanhá; e o Ponto Focal do projeto de Governação e Desenvolvimento Local do PNUD Guiné-Bissau, Raphael Esteves.

Senado proíbe cobrança por cadastro em compras parceladas de imóveis

Posted on Updated on

A Comissão de Assuntos Sociais do Senado aprovou projeto do senador Valdir Raupp (PMDB-RO) que proíbe a cobrança da taxa de cadastro em contratos de compra e venda de móveis ou imóveis mediante pagamento em prestações.

O relatório pontua que sequer a alegação de que a instituição financeira está “prestando um serviço” ao consultar os dados do consumidor junto aos órgãos de proteção ao crédito se sustenta como argumento para justificar esse tipo de cobrança.

“É inerente à atividade da instituição o risco e, se quiser afastá-lo, é de sua livre iniciativa a consulta. Não é justo transferir esse ônus ao consumidor. E muito menos se justifica sustentar que a eliminação da taxa vai resultar em insegurança jurídica. Sendo proibida por lei, sua previsão e cobrança deixa automaticamente de fazer parte de futuros contratos”, destacou o senador Dalírio Beber (PSDB-SC) na leitura do relatório.

O projeto segue para análise da Comissão de Constituição e Justiça.