Nordeste

Ceará lidera na exportação de água de coco

Posted on Updated on

Em 2018, assim como no ano passado, o Ceará tem a posição de terceiro maior exportador de bebidas do País – perdendo somente para São Paulo e Paraná. As vendas externas cearenses do setor de janeiro a abril, porém, foram no sentido contrário à tendência nacional de crescimento, registrando uma discreta retração de 5,0% em relação ao ano de 2017, alcançando no acumulado do ano o montante de US$ 23,2 milhões. Já nas importações, o estado exibiu uma queda de 36,7% em relação ao ano anterior, bem acima da média nacional que foi de 1,5%. Os dados são do estudo Ceará de maio, produzidos pelo Centro Internacional de Negócios da Fiec, com base em informações obtidas de janeiro a abril de 2018.

Os produtos pertencentes à classificação de água de coco são os principais nas relações comerciais do Ceará com o mundo. Foram os mais exportados, com um valor de US$ 13,8 milhões em 2018, colocando o Ceará na liderança entre os estados brasileiros exportadores de água de coco. Destaca-se, todavia, a queda significante nas exportações de “sucos (sumo) de outras frutas, não fermentado, sem adição de açúcar”, que reduziram suas vendas em 80,4% do último ano para o atual. O suco de acerola ganha o destaque pela performance positiva no mesmo período, saindo de US$ 1,3 milhão em 2017, para US$ 3,3 milhões em 2018.

Do lado das importações, lidera também a água de coco, contabilizando US$ 2,9 milhões. Principal destino das exportações cearenses, os EUA reduziram as compras de bebidas do Estado em 17%, mas ainda são responsáveis por 60% do total exportado. A Holanda assumiu a segunda colocação nessa lista exibindo crescimento de 202,3%, saindo de US$ 944,7 mil para US$ 2,9 milhões entre 2017 e 2018.

Talento e sucesso são temas de palestra na Fiec

Posted on Updated on

Vinculado à Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), o Instituto Euvaldo Lodi Ceará promove hoje (26.6), a partir das 19h, na sede da Fiec, a palestra “Descubra seu talento e transforme em sucesso”, com o analista comportamental Almir Gadelha. Graduado pelo Instituto Nacional de Excelência Humana e pela Escola de palestrantes, facilitadores e oradoras da MRH, Almir é criador do “Programa 365 PRO”, na qual trabalha o desenvolvimento humano e emocional, gerando atitude e autoconhecimento, especialmente para estudantes com dúvidas na futura carreira profissional.

As inscrições estão abertas – clique aqui. A palestra – voltada para líderes de empresas, profissionais e pessoas que buscam trabalhar liderança, produtividade, rendimento e desenvolvimento profissional – tem objetivo de apresentar, através de 5 princípios básicos, o caminho para uma alta performance pessoal e profissional com resultados rápidos.

O Instituto Euvaldo Lodi – IEL Ceará tem a missão de proporcionar soluções para o desenvolvimento empresarial e de carreiras, contribuindo para a competitividade da indústria cearense.

Tempo de Justiça, projeto do Ceará, ganhará projeção nacional

Posted on Updated on

O projeto “Tempo de Justiça” foi selecionado para apresentação na I Mostra de Projetos do Ministério Público. Iniciativa do Conselho Nacional do Ministério do Público, por meio da Comissão de Planejamento Estratégico, em parceria com o Ministério Público do Estado da Bahia, o evento pretende disseminar conhecimento e fomentar a cultura de gestão de projetos. A Mostra será realizada nos dias 4 e 5 de julho, em Salvador. O tema do evento é “Inovação e Resultados”. Na ocasião, serão apresentados projetos bem-sucedidos voltados para resultados das unidades e ramos do Ministério Público e a troca de experiência e a cooperação entre as unidades ministeriais. Um balanço dos projetos da Mostra indica que serão apresentados na 2ª Reunião Ordinária do FNG-MP, em setembro de 2018.

Iniciado em 2016, o “Tempo de Justiça” é uma parceria entre MPCE, Vice-Governadoria do Estado, Tribunal de Justiça do Ceará , Defensoria Pública e Secretaria da Segurança Pública, e uma ação do “Pacto por um Ceará Pacífico”. As instituições parceiras estabeleceram ações conjuntas para reduzir os índices de criminalidade no Estado e disseminar a cultura de paz na sociedade cearense, através do aumento da celeridade dos processos judiciais de crimes contra a vida ocorridos em Fortaleza. O projeto conta com uma ferramenta virtual de monitoramento, medindo o tempo que os processos permanecem em cada fase, desde o início da investigação até o julgamento. Mensalmente, um comitê gestor se reúne para avaliar pontos em que são observados atrasos e buscar soluções de casos pontuais. Nos encontros são identificados quais são os entraves para os procedimentos terem mais celeridade e apontadas soluções para que as instituições realizem ajustes a serem reavaliados.

O “Tempo de Justiça” foi um dos projetos inscritos pela Assessoria de Planejamento da Procuradoria Geral de Justiça (Asplan/PGJ) na Mostra. Além deles, foram cadastrados também os projetos SIMPCE e Juizados Sociais. De acordo com a coordenadora da Asplan, Ticiana Sampaio, a Mostra evidencia a importância do monitoramento com foco nos resultados, e sua capacidade de replicação nos demais Ministérios Públicos. Ticiana Sampaio explica a importância do MPCE ter um projeto classificado para a mostra: “Significa, antes de tudo, que o projeto foi bem elaborado e executado. É de fundamental importância para a seleção o fato de trazer resultados que podem ser replicados em outros Ministérios Públicos, além de incentivar a produção de novos projetos utilizando as boas práticas de gestão.”

Entidades industriais pressionam Temer

Posted on Updated on

Presidentes de duas entidades do setor industrial se reuniram com o presidente Michel Temer para apresentar demandas referentes às consequências da paralisação dos caminhoneiros, que durou 11 dias.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), Eduardo Vieira, criticou o que chamou de “rigidez do preço” da tabela de fretes mínimos proposta pelo governo para chegar a um acordo com os caminhoneiros. “Entendemos perfeitamente o problema dos caminhoneiros, mas entendemos também que [com] a rigidez de preço as indústrias vão incorrer em mais custos e esses custos terão que ser repassados para o produto”, disse.

Vieira sugeriu que os contratos prevejam uma alteração nos preços em caso de mudança nos custos do transporte. Com isso, segundo ele, não haveria prejuízo para transportadores nem para a indústria.

Para José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o problema maior não é a tabela de frete, e sim a política de reajustes diários da Petrobras, que também foi alvo de reclamações dos caminhoneiros. Para ele, a estatal, apesar de trabalhar com preços do mercado, não tem uma concorrência local, o que deixa a empresa mais confortável para trabalhar com aumentos.

“A Petrobras domina o mercado de combustíveis no Brasil. Ela não pode se comportar como uma empresa que vive à mercê da concorrência. Em qualquer lugar do mundo o preço é liberado, mas existe concorrência. Aqui não tem concorrência”, disse. Para ele, as mudanças constantes de preço nos combustíveis traz prejuízos para o setor da construção, uma vez que nessa área não pode haver reajustes diários.

“Contratamos uma obra que vai ficar três, quatro anos em construção e eu tenho que ter o mínimo de previsibilidade naquele meu contrato. Se eu começar a prever variações de 20%, 30%, 40% não vai ter contrato que se sustente”, disse.

BNB supera em 2018 R$ 830 milhões em aplicações para micro e pequenas empresas

Posted on Updated on

Responsável por grande parte dos empregos formais no país, o segmento de micro e pequenas empresas (MPE) ultrapassou R$ 830 milhões em aplicações com o Banco do Nordeste em 2018. Desse montante, R$ 764 milhões foram contratados com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), que oferece taxas de juros reduzidas e prazos mais alongados.

Em todo o Nordeste e norte do Espírito Santo e de Minas Gerais, área de atuação do BNB, milhares de empreendedores foram beneficiados. Somente no Ceará, já foram contratados mais de R$ 120 milhões em quase 2 mil operações para investimento e capital de giro.

O Banco tem investido na ampliação da aplicação dos recursos e na modernização do acesso ao crédito. Hoje, os clientes já contam com diversas soluções digitais: conta digital, cadastro pela internet, giro digital, simuladores e vários serviços pelo celular, tornando mais fácil a obtenção dos recursos.

As taxas de juros em financiamentos para o segmento de MPE podem variar de 4,89% ao ano (investimento) e 5,58% ao ano (giro), já incluindo a projeção de Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Já os prazos para pagamento podem chegar a 12 anos, com quatro de carência.

As linhas de crédito permitem o financiamento de projetos de expansão, modernização e relocalização de empreendimentos; aquisição de máquinas, equipamentos e veículos utilitários; compra de matérias-primas e formação de estoques, entre outros itens.

“Com a linha FNE Sol, também é possível financiar placas de geração de energia solar, de maneira que o empreendedor possa montar seu próprio sistema de minigeração de energia e reduzir custos com energia elétrica”, destacou o superintendente de Negócios de Varejo e Agronegócio do BNB, Luiz Sérgio Farias Machado.

Em 2017, o Banco do Nordeste contratou R$ 2,7 bilhões com o segmento de MPE, números superiores aos R$ 2 bilhões aplicados no ano anterior. Foram mais de 49 mil operações de crédito, recursos destinados não só para garantir investimentos de longo prazo, mas também capital de giro e aquisição de insumos às empresas atendidas.

Bicicletas compartilhadas se consolidam em Fortaleza

Posted on Updated on

O sistema de compartilhamento de bicicletas de Fortaleza já superou 2 milhões de viagens e, para comemorar a marca, a Prefeitura premiou três usuários do Bicicletar.

Foram contemplados com uma bicicleta, cada um, os usuários José Adriano Rodrigues, por ter feito a viagem de número 2.000.000; Cilene Damasceno e Romério de Oliveira, por terem sido os usuários que mais utilizaram o Bicicletar, com 1.400 e 1.992 viagens respectivamente. As bicicletas foram adquiridas numa parceria entre a Unimed Fortaleza e Serttel, empresas patrocinadora e operadora do sistema Bicicletar.

A atendente de telemarketing Cilene Rodrigues foi a mulher que mais utilizou o sistema de compartilhamento. Foram 1.400 viagens feitas por quem nunca tinha tido uma bicicleta. “Quando a Prefeitura lançou o bicicletar, eu resolvi fazer pequenos testes para ver se conseguiria. Hoje, é muito difícil eu ir para o trabalho ou para a casa, se não for de bicicleta. Deixarei essa que ganhei para os meus passeios no fim de semana e não abandonarei a verdinha”, disse a usuária.

Além da premiação, para incentivar que mais pessoas se locomovam utilizando bikes, os usuários do sistema poderão solicitar, a partir desta sexta-feira (08/06) até a sexta-feira da próxima semana (15/06), um passe semanal por um valor 80% menor que o passe diário normal. Os novos usuários ou aqueles já cadastrados no sistema poderão solicitar um passe semanal de utilização por apenas R$ 1,00. Para adquirir, basta que os interessados acessem www.bicicletar.com.br ou o aplicativo para celular, disponível para Android (https://goo.gl/X4orti) e iOS (https://goo.gl/AvWqFr).

“A bicicleta é o meio de transporte de vários cidadãos, e a premiação é uma forma de reconhecer as pessoas que acreditaram nessa política que começou pequena e conquistou a Cidade. Foram mais de 2 milhões de viagens e muitas outras serão feitas já que, até 2020, inúmeras outras ações serão realizadas para aumentar e melhorar a estrutura cicloviária da Cidade”, explicou o prefeito Roberto Cláudio.

*** *** ***

Para aumentar o número de usuários e de bicicletas, a Prefeitura de Fortaleza, criou um fundo para arrecadar valores do estacionamento da Zona Azul da Cidade. A expectativa é que, ainda neste semestre, a Câmara dos Vereadores aprove e sancione a lei. De acordo com a mensagem, os recursos servirão como um fundo que, além de aumentar o número de ciclofaixas e ciclovias, vai permitir a implantação de estações do bicicletar em locais onde é mais difícil conseguir patrocinador.

Com projeto desenvolvido pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos, por meio do Plano de Ações Imediatas de Transporte e Trânsito de Fortaleza, o Bicicletar realizou 2.003.309 viagens e também deixaram de ser emitidas mais de 724 toneladas de gás carbônico na atmosfera com a utilização das bicicletas compartilhadas, já que esse seria o montante produzido caso essas viagens tivessem sido realizadas por carros.

Outro projeto que incentiva o uso de bicicletas foi desenvolvido pela Prefeitura em março deste ano. A Política de Mobilidade Corporativa é destinada a empresas e começou a funcionar experimentalmente em seis prédios do Município, incluindo o Paço Municipal. No modelo, que serve aos funcionários públicos municipais, as bicicletas são brancas, georreferenciadas e têm travamento eletrônico.

Para retirá-las da estação, não precisa de internet. Basta se cadastrar, ter o aplicativo instalado no celular, informar a estação e fazer a leitura digital do código de barras exposto no guidão e na traseira da bicicleta. “Não podemos obrigar as empresas, mas estamos incentivando o setor privado a investir nesse sistema. Estamos num período de teste de seis meses para avaliar o impacto direto nos usuários, mas todos sabemos que funcionário saudával é mais eficiente”, ressaltou o secretário-executivo da Conservação e Serviços Públicos, Luiz Alberto Sabóia.

O compartilhamento corporativo é financiado pelo projeto Cidades Sustentáveis, apoiado pela iniciativa Bloomberg de segurança viária e pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Hoje, o Bicicletar oferece 800 bicicletas distribuídas em 80 estações em diferentes bairros, contabilizando uma média de 6,1 viagens por bicicleta diariamente, apresentando uma maior utilização em dias úteis. O sistema já verificou uma média de 2.600 viagens em dias úteis. Já nos fins de semana e feriados, a maior média verificada foi de 2.100 viagens por dia.

Estudo da equipe do PAITT revela que 88% dos usuários consideram o Bicicletar “Bom” ou “Ótimo”; cerca de 33% dos usuários são mulheres; 75% dos usuários têm entre 15 e 35 anos de idade; 60% escolhem o sistema, pois realiza deslocamento mais rápido; e cerca de 38% dos usuários são estudantes. Atualmente, são mais de 209 mil usuários cadastrados no Bicicletar, sendo 91% desse total utilizando o Bilhete Único.

*** ***

O Bicicletar surgiu em 15 de dezembro de 2014 como uma solução de transporte de pequeno percurso para facilitar o deslocamento das pessoas em Fortaleza, estando as estações localizadas em pontos estratégicos da cidade.

De acordo com levantamento recente, as utilizações do Bicicletar vêm aumentando nos últimos meses, resultado do ciclo de inovações técnicas e modernização do sistema pelos quais o Bicicletar tem passado, como a substituição de bicicletas, além de inovações técnicas, como a interligação das estações por meio de fibra ótica, câmeras de vídeomonitoramento 24 horas e novas funções do aplicativo. De dezembro de 2017 até o início deste mês, foram substituídas 500 bicicletas por outras mais modernas, que possuem um design renovado, o que facilita seu uso, principalmente para mulheres, por ter um quadro rebaixado.

A interligação por meio de fibra ótica das estações do Bicicletar faz com que os usuários das bikes tenham informações mais rápidas e precisas sobre o sistema, como a quantidade de bicicletas disponíveis em cada estação por meio do aplicativo, além de evitar que as estações fiquem fora de serviço. As câmeras de videomonitoramento funcionam 24 horas para que as equipes técnicas acompanhem seu desempenho em tempo real. Além de proporcionar um serviço mais rápido aos usuários, a ação vai possibilitar mais segurança aos usuários do Bicicletar. Todas as estações estão recebendo câmeras progressivamente.

Pernambuco tem vagas de trabalho na área de educação

Posted on Updated on

Com informações do portal de notícias G1 Pernambuco:

Estão abertas inscrições para uma seleção simplificada com 395 vagas para profissionais da área de educação em Pernambuco. As oportunidades são para profissionais dos níveis médio e superior, para atuar no Programa Nacional de inclusão de Jovens (Projovem Urbano). Os salários variam de R$ 1,3 mil a R$ 4,5 mil.

As inscrições podem ser feitas até amanhã (26 de junho) no site da Secretaria Estadual de Educação. As vagas são para assistentes administrativos, pedagógicos jurídicos, técnicos de nível médio, professores e intérpretes de Libras. A seleção é feita em uma etapa única, por meio de análise de experiência profissional e de títulos.

De acordo com o edital, há vagas em municípios da Região Metropolitana do Recife, da Zona da Mata, do Agreste e do Sertão. O documento pode ser encontrado no Diário Oficial do Estado.

A divulgação do resultado preliminar está prevista para o dia 30 de junho. Após o envio de recursos, previsto para acontecer entre os dias 2 e 4 de julho. Já a divulgação do resultado final está prevista para acontecer no dia 5 de julho.

Projeto de Eunício Oliveira incentiva dessalinização

Posted on Updated on

A Comissão de Meio Ambiente do Senado aprovou projeto do senador Eunício Oliveira (MDB-CE) que incentiva a dessalinização da água do mar e das águas salobras subterrâneas para o consumo humano no semiárido e em outros locais com escassez de recursos hídricos. A matéria foi aprovada em caráter terminativo e segue para análise da Câmara dos Deputados.

A dessalinização é o processo de remoção dos sais dissolvidos na água do mar ou nas águas salobras subterrâneas, produzindo água doce, que pode ser utilizada, principalmente, para consumo humano ou para aplicações industriais.

O texto foi apresentado por Eunício em razão da permanente preocupação em desenvolver ações e diretrizes que possam auxiliar o Ceará e o Nordeste a implantarem uma política de convivência com a seca.

A proposta estabelece o incentivo como diretriz e objetivo da Política Federal de Saneamento. Eunício argumenta ser fundamental que o país tenha à sua disposição todos os recursos para a garantia do abastecimento de água à população, tendo em vista os grandes prejuízos desencadeados pelos racionamentos. O senador lembra que no semiárido nordestino a água subterrânea disponível para muitas comunidades é salobra. E o elevado índice de salinidade a torna inadequada para o consumo humano. Daí a importância da dessalinização.

O texto também determina que a União deve priorizar o atendimento ao consumo humano no semiárido e em outras localidades com escassez de água quando decidir sobre a alocação de recursos para incentivar a adoção de tecnologias de dessalinização.

Controle externo avalia efetividade da gestão do Ceará em 2017

Posted on Updated on

Qual foi o índice de efetividade da gestão pública estadual no ano de 2017? É o que pretendem calcular, considerando escores de zero a 10, o Tribunal de Contas do Estado do Ceará e o Instituto Rui Barbosa (IRB). É a primeira vez que as entidades encaminham esse procedimento. A pontuação final será uma média das notas que serão obtidas em sete áreas: Saúde, Educação, Segurança Pública, Planejamento, Gestão Fiscal, Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico.

O cálculo do IEG-E, como foi denominado o índice, será feito por meio da análise de questionários que devem ser respondidos até hoje (22.6) pelas respectivas Secretarias. O objetivo é, com o resultado, avaliar a gestão pública e auxiliar ações de fiscalização do Tribunal.

Embora as respostas tenham cunho declaratório, as informações prestadas ao TCE poderão ser validadas mediante auditorias, pesquisas em banco de dados oficiais, prestações de contas e outras fontes.

Os índices apurados nas sete dimensões avaliadas poderão integrar, individualmente, a análise das prestações de contas anuais submetidas pelos correspondentes órgãos à Corte.

A ação conjunta do TCE Ceará e do IRB ocorre enquanto é calculado o Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEG-M), cujos questionários foram respondidos pelos prefeitos até o dia 23 de maio. Na esfera municipal, a pesquisa está em sua terceira edição anual consecutiva. Nos anos de 2015 e 2016 a média manteve-se em 0,54, considerando sete áreas: educação, saúde, planejamento, gestão fiscal, meio ambiente, cidades protegidas e governança de tecnologia da informação.

O IEG-E e o IEG-M foram instituídos no âmbito da Rede Nacional de Indicadores Públicos – Rede Indicon, estabelecida a partir do Acordo de Cooperação Técnica e Operacional celebrado com o IRB. A finalidade é compartilhar instrumentos de medição de desempenho da gestão pública brasileira, boas práticas e o conhecimento deles advindos na avaliação da gestão pública, bem como auxiliar e subsidiar a ação fiscalizatória exercida pelo controle externo.

Crise na pauta

Posted on Updated on

Com o tema “Crise Brasileira e Mundo do Trabalho – desafios para a classe trabalhadora” o Centro de Estudos do Trabalho e Ontologia do Ser Social (Cetros), da Universidade Estadual do Ceará (Uece), realiza o VI Seminário do Cetros. O evento ocorrerá na UECE, no campus Itaperi, entre os dias 22 e 24 de agosto de 2018.

Há duas modalidades de inscrição: para ouvintes e para apresentadores/as de trabalhos. Ambos serão certificados após o evento por meio da Pró-Reitoria de Extensão da Uece. As inscrições para apresentação de trabalho ocorrerão até o dia 30 de junho, e como de ouvintes até o dia 15 de agosto de 2018.

Os/as interessados devem acessar o site http://www.uece.br/eventos/viseminariocetros/
realizar cadastro de login e senha e garantir sua vaga dentre as 300 que serão ofertadas.

Segundo Tainara Alexandre, pesquisadora do Cetros, as inscrições serão homologadas mediante comprovação de pagamento da taxa correspondente à situação do interessado: estudante de graduação, estudantes de pós-graduação, profissionais e outros.

Nesta edição, o encontro conta com a parceria do Mestrado Acadêmico em Serviço Social, Trabalho e Questão Social (MASS) e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas Públicas e Exclusão Social (GEPPES).

Acompanhe as notícias também pela página do evento no facebook:https://www.facebook.com/uece.cetros