Notícias nacionais

Safra de café do Brasil pode subir 20% em 2016 e bater recorde, diz Conab

Posted on

caféA colheita de café do Brasil poderá crescer até 20 por cento em 2016 ante 2015, registrando um volume recorde, com uma melhoria das condições dos cafezais após regularização das chuvas e em um ano de alta no ciclo bianual de produtividade na maior parte das regiões do país, disse nesta quarta-feira a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) em sua primeira previsão para a nova temporada.

A safra do país foi estimada entre 49,13 milhões e 51,94 milhões de sacas, ante 43,24 milhões em 2015, ano bastante afetado por seca nas principais regiões cafeeiras.

Se confirmada a projeção mais elevada, será a maior safra da história, superando os 50,8 milhões de sacas colhidos em 2012, disse a Conab.

“As condições climáticas favoráveis nas principais regiões produtoras de arábica, aliadas ao ciclo de bienalidade positiva, favorecem as lavouras e justificam os ganhos de produtividade na maioria dos Estados, exceção do Paraná, e na Zona da Mata de Minas Gerais. Os maiores ganhos são observados na região do Triângulo mineiro, em São Paulo e no Sul/Centro-Oeste mineiro”, destacou a Conab.

Para o arábica, variedade da qual o Brasil é o maior produtor e exportador mundial, a estimativa é de uma safra entre 37,74 milhões e 39,87 milhões de sacas, ante 32,05 milhões em 2015.

Para o robusta, café com maior concentração de cafeína, muito utilizado na fabricação de solúveis, a previsão é de uma colheita em 2016 entre 11,39 milhões e 12,08 milhões de sacas, ante 11,19 milhões em 2015.

“O café conilon (robusta) apresenta um ganho de produtividade entre 4,7 por cento e 11 por cento. As reduções observadas em Minas Gerais e Rondônia são compensadas pelos ganhos observados na Bahia (região do Atlântico)”, afirmou a companhia, em seu relatório.

A Conab destacou que, em Minas Gerais, principal Estado produtor, ocorreram duas floradas principais, a primeira por volta do início de setembro e a segunda em final de outubro ou início de novembro.

 

Da Agência Reuters.

 

 

Carnaval intensifica necessidade de doações de sangue

Posted on Updated on

sangueO período carnavalesco se aproxima e o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), da rede pública do Governo do Estado do Ceará, ressalta a importância das doações de sangue neste período que antecede ao feriado prolongado. Durante o carnaval aumenta a necessidade de mais bolsas de sangue. “Pedimos à população que realize doações de sangue com antecedência, para que o estoque esteja abastecido para qualquer eventualidade já que uma bolsa de sangue tem validade de 42 dias”, disse Nágela Lima, coordenadora da captação de doadores do Hemoce.

Para facilitar o acesso da população aos locais de doação, além dos pontos fixos de coleta de sangue, o Hemoce realiza todos os dias o serviço de coleta externa em parceria com empresas, órgãos públicos, igrejas, faculdade e outras organizações. No serviço de coleta externa, uma equipe formada por médico, enfermeiros e técnicos de enfermagem vai até o local agendado para que sejam realizadas as doações de sangue. O serviço de coleta externa atende também Fortaleza e municípios do Estado. Confira aqui o calendário e a programação deste mês.

Quem trabalha ou circula no centro de Fortaleza tem a opção de antecipar as doações em dois locais. O posto de coleta no IJF, na Rua Barão do Rio Branco, 1816, que funciona todos os dias, e o posto provisório na Praça do Ferreira, que funciona até o dia 30 de janeiro de segunda a sexta-feira das 8 às 16 e aos sábados das 8 às 14 horas. No interior do Estado também é possível participar do carnaval solidário. Os voluntários podem doar nos hemocentros regionais nas cidades de Sobral, Iguatu, Quixadá, Crato e Juazeiro do Norte.

Ainda como parte da programação de carnaval, nos dias 7, 8 e 9 de fevereiro o Hemoce vai participar do evento religioso Renascer, no ginásio Paulo Sarasate. A unidade móvel do Hemoce ficará estacionada próximo à entrada do portão Jaguaretama, recebendo os doadores das 9 às 18h. “Além de alegria, o carnaval também pode ser sinônimo de solidariedade, pois com apenas uma bolsa de sangue o voluntário pode salvar até 4 vidas”, informa Nágela Lima.

Para ser um doador de sangue, é necessário estar saudável, bem alimentado, ter entre 16 e 69 anos e possuir mais de 50 kg. Os menores de idade devem apresentar o termo de consentimento assinado pelos pais ou responsável legal e anexar a cópia de documento oficial com foto do representante legal. O termo de consentimento está disponível no site www.hemoce.ce.gov.br.

FMI estima queda da economia brasileira de 3,5% este ano

Posted on

dinheiro3O Fundo Monetário Internacional (FMI) piorou a projeção de queda da economia brasileira este ano. A estimativa para a retração do Produto Interno Bruto (PIB) passou de 1% para 3,5%. Para o FMI, será o segundo ano consecutivo de queda da economia. Em 2015, de acordo com o fundo, houve retração de 3,8%.

Em 2017, a expectativa é de estabilidade, com estimativa de crescimento zero para o PIB. Em outubro do ano passado, o FMI projetava crescimento de 2,3%, em 2017.

A retração do Brasil puxou o resultado negativo para a economia da América Latina. A expectativa para os países da região é de retração de 0,3% este ano. Para 2017, a previsão é de crescimento de 1,6%.

No relatório Perspectiva Econômica Global, o Fundo Monetário Internacional diz que no Brasil a recessão é causada pela incerteza política, em meio às contínuas repercussões das investigações da Operação Lava Jato. O FMI acrescenta que as investigações na Petrobras estão sendo mais profundas e prolongadas do que se esperava.

Para o fundo, a economia global deve crescer 3,4% este ano e 3,6% no próximo, dois décimos a menos do que o previsto em outubro.

Na atualização feita ao relatório, o FMI justifica a revisão para baixo do crescimento mundial tanto em 2016 quanto em 2017 principalmente com o desempenho econômico dos mercados emergentes e das economias em desenvolvimento, como o Brasil.

 

Da Agência Brasil.

Sisu divulga resultado nesta segunda-feira (18)

Posted on Updated on

sisu1O resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) será divulgado hoje (18). Ao todo, 2.712.937 candidatos se inscreveram para 228.071 vagas em 131 instituições públicas de ensino superior. Os candidatos selecionados deverão fazer a matrícula nos dias 22, 25 e 26 de janeiro.

O Sisu usa as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para selecionar candidatos às vagas em instituições públicas de educação superior em todo o país. Podem participar os estudantes que tenham participado do exame em 2015 e não tenham tirado nota 0 na redação.

O resultado estará disponível na página do Sisu.

Lista de espera

Aqueles que não foram selecionados na primeira opção de curso poderão participar da lista de espera, também a partir de hoje (18). O prazo para que isso seja feito vai até 29 de janeiro. Basta acessar o portal do Sisu e clicar na opção que confirma a inscrição na lista de espera.

O resultado dos selecionados pela lista será divulgado no dia 4 de fevereiro. Caberá ao estudante procurar a instituição de ensino e fazer a matrícula.

Número de autônomos aumenta 17,9%

Posted on

untitledA proporção de pessoas que trabalham por conta própria entre o total de ocupados aumentou de 17,9%, em janeiro de 2013, para 19,8% em novembro de 2015, segundo cálculos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), com base na Pesquisa Mensal de Emprego (PME) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O levantamento cobre as seis principais regiões metropolitanas brasileiras (Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife e Salvador). Na avaliação do economista e pesquisador do Ipea Miguel Foguel, o aumento do trabalho por conta própria está relacionado à crise econômica e à consequente redução dos empregos formais.

Segundo Foguel, os trabalhadores por conta própria podem ser divididos em dois grupos: os que contribuem para a Previdência Social e os que não contribuem. Em 2013, os autônomos do primeiro grupo eram 5,2% do total de ocupados nessas seis regiões. Esse percentual subiu para 7,4%, em novembro de 2015. Já os trabalhadores por conta própria não contribuintes permaneceram estáveis: 12,8%, em janeiro de 2013; e 12,4%, em novembro de 2015.

De acordo com o economista do Ipea, provavelmente, esse fenômeno tem a ver com a reação defensiva do trabalhador diante de um mercado de trabalho em crise, em que as empresas estão demitindo e deixando de contratar. “Aí, a reação deles ante a dificuldade de encontrar emprego é buscar algum tipo de renda por meio de um microempreendimento ou alguma atividade que se configura como por conta própria, e continuar contribuindo para a Previdência Social, mas agora não mais como um empregado formal”.

Já o professor de educação física Pedro Copelli, também autônomo, começou recentemente a contribuir para o INSS como forma de se preparar para a aposentadoria. Embora tenha curso superior e não enfrente dificuldades em arranjar emprego, ele preferiu trabalhar por conta própria, mas não descarta a possibilidade de retorno ao mercado formal. “Se aparecer algum emprego legal com carteira assinada eu pego porque, na nossa área, é difícil você trabalhar em um só lugar”, disse.

Copelli dá cursos de exercícios funcionais e aulas de futebol feminino há seis anos em um clube em Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro. No mesmo bairro, dá aulas de futsal em um colégio e está pensando em ampliar o trabalho, com a abertura de turmas de futevôlei, na praia. Segundo ele,  trabalhar por conta própria está sendo compensador e, até agora, a crise econômica não afetou suas atividades.

“Tenho um número razoável de alunos porque não tenho muito concorrente. Com o fechamento das escolas de futebol feminino do Fluminense e do Flamengo, muitas meninas migraram para nós”, disse o professor.

Do Portal Fenacon.

Prefeitura de Fortaleza lança aplicativo Rede Cuca

Posted on

rede cucaA Coordenadoria de Juventude de Fortaleza lança uma novidade que vai deixar os jovens mais conectados aos Cucas e às atividades desenvolvidas neles: o aplicativo Rede Cuca. A nova ferramenta tem o objetivo de informar e gerar interatividade.

Dentre as principais funcionalidades do app, está a possibilidade de conferir a programação mensal das três unidades da Rede Cuca (Barra do Ceará, Mondubim e Jangurussu), compreendendo cursos de formação, horários de práticas esportivas e agenda cultural. A novidade já está disponível nos sistemas Android e iOS.

Estimular a convivência e aproximação entre os alunos e funcionários também faz parte do aplicativo, pois ele oferece a possibilidade de compilar as fotos que forem postadas nas redes sociais com a hashtag #SouCuca. O app também disponibiliza dados, contatos e acessibilidade, como números de telefone para mais informações, além de uma lista com as linhas de ônibus que oferecem acesso aos Cucas.

O lançamento do aplicativo Rede Cuca representa mais uma inciativa da Coordenadoria de Juventude envolvendo tecnologia. A novidade é mais um passo para a modernização e transparência do setor público de Fortaleza. Para o secretário de Juventude, Júlio Brizzi, o app é mais um instrumento de interação entre a Rede Cuca e a sociedade. “O nosso objetivo com o aplicativo da Rede Cuca é fazer com que as atividades realizadas nos equipamentos sejam de conhecimento de todos. Com esse novo instrumento, estamos construindo uma rede de conexão entre os alunos, profissionais e população em geral que tenha interesse em participar da construção da política de juventude da cidade de Fortaleza”, ressalta.

O designer da Coordenadoria de Juventude e criador do aplicativo, Yuri Pezeta, explica que esta é apenas a primeira versão da ferramenta. “Já temos alguns instrumentos de convergência e informação sobre os Cucas no aplicativo, mas buscamos mais inovação. Neste ano, iremos adicionar outros recursos de interatividade”, afirma.

O que posso ver no aplicativo?
Informações sobre os espaços dos Cucas, chats, vídeos, músicas, postagens da fanpage, notícias do site, linhas de ônibus que passam nos equipamentos, agendas, lista de cursos e práticas esportivas.

Atividade econômica cai 0,52% em novembro

Posted on

dinheiro3O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) apresentou queda de 0,52% em novembro de 2015 na comparação com outubro. O dado é dessazonalizado (ajustado para o período). O IBC-Br foi divulgado hoje (15) pelo Banco Central (BC). Segundo os dados revisados, em 2015 só houve crescimento em fevereiro (0,53%).

Em novembro, comparado ao mesmo mês de 2014, houve queda de 6,14%, de acordo os dados sem ajustes, já que a comparação é feita entre meses iguais. Nos onze meses do ano, contra igual período de 2014, houve queda de 3,85%. Em 12 meses encerrados em novembro, a retração chegou a 3,53% (dados sem ajuste).

O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira a cada mês. Mas o indicador oficial sobre o desempenho da economia é o Produto Interno Bruto (PIB), elaborado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgado trimestralmente.

 

Da Agência Brasil.

Divulgadas últimas notas de corte do Sisu

Posted on

sisu1As últimas notas de corte do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foram divulgadas hoje (14) pelo Ministério da Educação (MEC) no portal do Sisu. A nota de corte é a mínima necessária para o estudante ter a chance de ficar entre os potencialmente selecionados para o curso.

As inscrições para o Sisu serão encerradas hoje às 23h59, no horário de Brasília. Nesta edição, são ofertadas 228 mil vagas em 131 instituições públicas de educação superior.

A nota de corte é calculada com base no número de vagas disponíveis e no total de candidatos inscritos para aquele curso e deve servir apenas de referência para ajudar o participante no monitoramento da inscrição, não sendo garantia de seleção para a vaga.

O resultado da chamada regular do Sisu será divulgado no dia 18 de janeiro. Os selecionados deverão fazer a matrícula na instituição nos dias 22, 25 e 26 de janeiro. Assim como na edição anterior, só haverá uma chamada regular.

Quem não conseguiu uma vaga pode participar da lista de espera, que estará disponível na página do Sisu na internet de 18 a 29 de janeiro.

O Sisu é o sistema informatizado do MEC por meio do qual os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) concorrem a vagas de ensino superior em instituições públicas. As inscrições são feitas exclusivamente pela internet. Pode se inscrever o estudante que participou da edição de 2015 do Enem e obteve nota acima de 0 na prova de redação. É necessário informar o número de inscrição e a senha usados no Enem.

Ao se inscrever, o participante pode escolher até duas opções de curso, por ordem de preferência. É possível mudar essas opções durante todo o período de inscrição. Até a noite de ontem (13), 2.217.738 estudantes haviam feito a inscrição, de acordo com balanço do MEC.

MEC divulga novas notas de corte do Sisu

Posted on

sisuOs estudantes já podem conferir na internet a segunda rodada de notas de corte do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), divulgadas na manhã de hoje (13). A nota de corte é a nota mínima necessária para o estudante ter a chance de ficar entre os potencialmente selecionados para o curso.

As primeiras notas de corte foram divulgadas ontem (12) pelo Ministério da Educação e hoje elas foram atualizadas de acordo com a procura dos candidatos. A última nota de corte será divulgada amanhã (14) a partir das 9h. O estudante pode fazer a busca pela nota por instituição, pelo curso ou por município.

Os cursos de medicina e direito estão entre os que têm notas de corte mais elevadas. Na ampla concorrência, a nota de corte para cursar direito durante o dia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) é 787,47; na Universidade Federal do Ceará (UFC) é 756,22; na Universidade de Brasília (UnB) 755,97 e na Universidade Federal do Paraná (UFPR), 795,25. Para Medicina, na UFRJ a nota de corte é 824,53; na UFC é 790,72; na UnB, 831,71 e na UFPR, 8

Divulgada diariamente no portal do Sisu, a nota de corte varia sempre, pois é calculada com base no número de vagas disponíveis e no total de candidatos inscritos para aquele curso, por modalidade de concorrência. O número é apenas uma referência para o candidato monitorar sua inscrição e não garante seleção para as vagas oferecidas.

Durante o período de inscrição, o candidato também pode consultar, em seu boletim, sua classificação parcial na opção de curso escolhido. A classificação parcial é calculada a partir das notas dos candidatos inscritos na mesma opção. Ela também é apenas uma referência para o estudante.

Na primeira edição de 2016 do Sisu foram oferecidas 228 mil vagas em 131 instituições de ensino públicas. Os cursos com maior oferta de vagas são engenharia, pedagogia e administração.

As inscrições para o Sisu encerram às 23h59 de amanhã (14), no horário de Brasília, e podem ser feitas exclusivamente pela internet. Podem participar os estudantes que tenham feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015.

Ao se inscrever o participante pode escolher até duas opções de curso, por ordem de preferência. É possível mudar essas opções durante todo o período de inscrição. O candidato também precisa definir se deseja concorrer às vagas de ampla concorrência, às reservadas à lei federal de cotas ou àquelas destinadas às demais políticas afirmativas das instituições de ensino superior. Até as 19h de ontem (12), o Sisu havia registrado 1.932.580 inscritos.

Produção industrial brasileira tem queda em 9 locais em novembro, aponta IBGE

Posted on

INDUSTRIAA produção industrial caiu em nove dos 14 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na passagem de outubro para novembro de 2015. As principais quedas foram observadas nos Estados do Espírito Santo (-11,1%), Ceará (-4,5%) e de Minas Gerais (-4%). Os dados, da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, foram divulgados nesta terça-feira (12).

Também tiveram quedas acima da média nacional (-2,4%), a Região Nordeste (-2,8%) e São Paulo (-2,6%). Outros locais com queda na produção entre outubro e novembro foram o Amazonas (-2,1%), a Bahia (-2%), o Paraná (-1,3%) e Goiás (-0,9%).

Por outro lado, cinco Estados tiveram alta na produção: Pernambuco (3,5%), Pará (1,9%), Santa Catarina (1,8%), Rio de Janeiro (1,2%) e Rio Grande do Sul (1,1%).

Nos demais tipos de comparação temporal, o IBGE também analisa o comportamento da indústria em Mato Grosso. Na comparação de novembro de 2015 com o mesmo período do ano anterior, 13 dos 15 locais pesquisados tiveram queda, com destaque para o Amazonas (-19,9%) e Espírito Santo (-19,8%). Apenas dois Estados tiveram alta: Mato Grosso (5,9%) e o Pará (5,5%).

No acumulado do ano, 12 dos 15 locais tiveram recuos. As maiores quedas foram registradas no Amazonas (-15,8%), Rio Grande do Sul (-11,8%) e em São Paulo (-10,9%). Apenas três Estados tiveram alta: o Espírito Santo (6,6%), o Pará (5,9%) e Mato Grosso (3,6%).

No acumulado deste ano, também houve reduções na produção em 12 dos 15 locais, entre eles o Amazonas (-14,9%), Rio Grande do Sul (-11%) e São Paulo (-10,7%). Crescimentos na produção industrial foram observados no Espírito Santo (7,1%), Pará (5,4%) e em Mato Grosso (3,9%).