ABDI assume estar em “relacionamento sério” com a economia digital

Posted on Updated on

O amor está no ar! Em sua página no Facebook, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) divulgou estar em um “relacionamento sério” com a economia digital. Para comemorar o romance e torná-lo mais duradouro, a Agência está pedindo a colaboração dos interessados – empreendedores, instituições, acadêmicos, centros de pesquisa e pessoas físicas -, na construção de um diálogo que é muito positivo para o avanço da indústria brasileira. Basta entrar no site da ABDI e responder uma consulta pública sobre o tema. As respostas levam no máximo 10 minutos e o questionário ficará aberto até o dia 19 de julho.

O interesse na economia digital cresce quando pensamos nos possíveis benefícios à produção industrial brasileira. “Uma economia digital é mais do que promover a adoção de novas tecnologias pelas empresas, pessoas ou Estado, é garantir que o ‘digital’ promova o bem-estar da sociedade”, diz Rodrigo Rodrigues, coordenador de Economia Digital da ABDI. Segundo estudo da Accenture, Consultoria de Tecnologia, a economia digital representou 22% do Produto Interno Bruto brasileiro em 2016 e deve chegar a 25%, um quarto do PIB, até 2021.

Muitos problemas encontrados na economia tradicional podem ser abrandados ou solucionados pelo desenvolvimento da tecnologia digital. “Queremos identificar os gargalos que impedem a digitalização da economia e, a partir dessa discussão, propormos políticas públicas voltadas para a transformação digital do país”, comenta Rodrigues. A consulta pública sobre Economia Digital promovida pela ABDI tem como objetivo gerar subsídios sobre 7 pilares: Infraestrutura; Capital Humano; Privacidade e segurança Cibernética; Financiamento e Tributação; Regulação e Institucionalidade; Tecnologia; e Cultura Organizacional.

Empresas inauguram complexo fotovoltaico de autoprodução

Posted on Updated on

A EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico brasileiro, por meio da EDP Smart, divisão que reúne o portfólio de soluções em energia da Companhia, inaugura nesta semana, em Itacarambi, no norte de Minas Gerais, o maior complexo de energia solar já implementado pela Empresa. Construído para a Multiplan, um dos principais grupos do ramo de shopping centers do País, o conjunto de duas usinas totalizará a capacidade de 8,33 MWp. Concebido na modalidade de  autoprodução, ele será responsável por 100% do abastecimento energético do VillageMall, centro comercial localizado no Rio de Janeiro. Segundo a Multiplan, o empreendimento proporcionará uma economia anual de R$ 5,5 milhões ao shopping, ou R$ 55 milhões ao longo de 10 anos.

Com 25.440 módulos fotovoltaicos, o complexo abrange uma área de 240 mil metros quadrados, o equivalente a 24 campos de futebol, e contará com a tecnologia tracking – estrutura que se move de acordo com as mudanças no ângulo dos raios solares, permitindo a maior absorção possível de radiação. O projeto conta, ainda, com uma linha de transmissão de 9,5 km de extensão para conectar as usinas à rede de distribuição e já recebeu a autorização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para início da operação em teste.

O sistema vai gerar 17,5 GWh por ano, o suficiente para abastecer cerca de 9.700 residências. Além disso, evitará a emissão de 227.655 toneladas de gás carbônico ao longo de 25 anos de operação. Isso corrresponde, por exemplo, ao plantio de mais de 418 mil árvores.

 “É um empreendimento que, por sua dimensão, reflete a capacidade de entrega da EDP também em grandes projetos no segmento de energia solar, que, seguramente, será uma das áreas de expansão da Companhia no País”, afirma Miguel Setas, presidente da EDP no Brasil.

“Para a Multiplan, além de contribuir para a economia de energia, o complexo irá reforçar suas políticas de desenvolvimento que buscam por soluções focadas no uso eficaz de recursos renováveis. Esta novidade, além de representar substancial redução de despesas para nossos lojistas, reforça a nossa missão de promover, através do desenvolvimento sustentável de nossos shopping centers e empreendimentos imobiliários, qualidade de vida, conveniência e geração de valor”, afirma Vander Giordano, vice-presidente institucional da Multiplan.

Potencial solar

De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Minas Gerais é o estado que mais tem aproveitado essa fonte de energia renovável, com 151 MWp de capacidade em projetos de geração distribuída.

A energia solar já ocupa a sétima posição como maior fonte de energia no Brasil, com o total de 2.819 MW de potência instalada operacional, o equivalente a 1,2% da matriz energética nacional, superando a fonte nuclear, com 1.990 MW.

Foco em soluções de energia

A EDP possui uma unidade dedicada à implementação de empreendimentos solares de autoprodução e geração distribuída, sendo a responsável pela construção, operação e manutenção dos sistemas. Entre 2017 e 2018, a Companhia negociou 15 projetos de energia solar com aproximadamente 25 MWp de capacidade contratada. Um deles é uma usina com 15 mil painéis fotovoltaicos e 5,6 MWp para atender 88 agências do Banco do Brasil, em Minas Gerais. A iniciativa permitirá uma economia de cerca de R$ 82 milhões em um período de 15 anos para o BB.

A Empresa ainda executou uma das maiores instalações do Brasil de cobertura fotovoltaica, com capacidade instalada de 1,33 MWp, implementada no telhado do ParkShopping Canoas, também da Multiplan, no Rio Grande do Sul.

No primeiro trimestre, a EDP anunciou a construção de uma usina solar para a Brametal, companhia dona de uma das maiores fábricas do mundo em produção de estruturas metálicas galvanizadas a fogo para geração e transmissão de energia elétrica. O empreendimento vai gerar 2.409 MWh por ano. Trata-se da maior usina solar do Espírito Santo em potência instalada.

Empresa aborda a gestão do conhecimento por meio da inteligência artificial

Posted on Updated on

Os chatbots estão automatizando as demandas mais simples nas empresas. Em virtude disso, os assuntos mais complexos são derivados para o atendimento humano e, desta forma, gerando impacto no dia a dia das equipes de atendimento.

Diante deste cenário, torna-se fundamental gerenciar a comunicação, conteúdos e o conhecimento da empresa. Atenta a esta necessidade, a XGEN, especializada em plataformas de Inteligência Artificial para canais de atendimento, apresentará o webinar Gestão Estratégica do Conhecimento – A tecnologia combinada com o poder da Inteligência Artificial.

O webinar, que será realizado hoje (13 de junho), às 14h, mostrará também como é possível ir além da área de atendimento, disponibilizando a Gestão do Conhecimento para outros setores da empresa com foco na solução de problemas relacionados a Compliance, Certificação ISO, Governança e padronização de procedimentos.

A inscrição gratuita pode ser realizada neste link

Sobre a XGEN
Há 18 anos no mercado de soluções de atendimento, a XGEN ultrapassou a marca de 180 milhões de interações digitais entre empresas e clientes. A Plataforma Digital XGEN, multichannel e omnichannel, proporciona gestão unificada dos atendimentos em todos os canais digitais: chat, e-mail, Instant Messages, Facebook, Twitter, WhatsApp e outros, integrando as informações dos clientes e os indicadores da operação. Por meio de um painel intuitivo, o usuário gerencia sua demanda de atendimento, controla agentes de atendimento, monitora e recupera conversas, tem acesso a informações em tempo real e mais de 30 relatórios com dashboard friendly. As soluções são direcionadas para aumentar a eficiência operacional, reduzir custos e maximizar vendas. Dentre seus clientes estão Mercedes-Benz, Cielo, Grupo Boticário, Grupo Fleury, Fidelity, entre outros.

Barragens de rejeito e os desafios de uma mineração sustentável são temas de conferência Brasil-Alemanha de Mineração

Posted on Updated on

Desde os recentes acontecimentos nas cidades de Mariana e Brumadinho, ambas em Minas Gerais, os temas relacionados à mineração sustentável e à segurança de barragens de rejeito têm ocupado um espaço amplo também na grande mídia.

Com o objetivo de criar uma plataforma rica em troca de experiências entre profissionais que atuam no segmento tanto no Brasil quanto na Alemanha, a AHK São Paulo montou uma programação robusta para a 4ª edição da Conferência Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais, no próximo dia 18.6, em Nova Lima (MG). Contando com o patrocínio ouro das empresas Gebr. Pfeiffer, Haver & Boecker, HLT e RWE Technology International e o patrocínio prata da Ohrdrufer SchlauchWeberei Eschbach GmbH o evento promete ser mais um grande encontro com discussões de alto nível. 

Além das autoridades que estarão presentes na abertura do evento, como Philipp Schiemer, Presidente da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo; Klaus Zillikens, Cônsul Geral da Alemanha do Rio de Janeiro e responsável por Minas Gerais; Dr. Esteves Pedro Colnago, Diretor-Presidente do Serviço Geológico do Brasil (CPRM); Dr. Reinhold Festge, Presidente da Iniciativa Econômica Alemã para a América Latina (LAI) e Daniel Alves Lima, Coordenador-Geral de Mineração da Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia (MME), os palestrantes convidados também compõem uma série de painéis especiais.

A Conferência contará também com palestras de representantes do Ministério de Minas e Energia do Brasil, da Agência Nacional de Mineração e da Agência Alemã de Recursos Minerais (DERA) que abordarão a situação político-legal da mineração no Brasil.

Os temas centrais sobre barragens de rejeito e os desafios para uma mineração sustentável ficam por conta de especialistas de empresas como a Vale, CSN e das empresas patrocinadoras que oferecem soluções tecnológicas.

Para finalizar a programação, os painelistas Eduardo Leão, Diretor da Agência Nacional de Mineração, Paulo Misk (Largo Resources), Rolf Fuchs (Integratio), Tadeu Antônio Torquato de Souza Junior (CSN), Tobias Metzger (RWE Technology Internacional) discutirão o gerenciamento correto de riscos na mineração com a moderação de Alessandro Colucci, Diretor do Centro de Competência de Mineração e Recursos Minerais da Câmara Brasil-Alemanha.

“Esta edição da Conferência ressalta o tema da sustentabilidade, que é de importância primordial para que a mineração não perca a licença social e volte a ser um motor para a economia brasileira” observa Colucci.

Todas as palestras contarão com tradução simultânea (alemão/português).

As inscrições para o evento já estão abertas e podem ser feitas até hoje (13 de junho), em . As inscrições estão sujeitas a uma avaliação prévia.

Fortaleza terá aplicativo para contratação de diaristas

Posted on Updated on

Em pouco menos de um mês, os moradores de Fortaleza poderão usufruir de uma novidade que está chegando para facilitar a vida de quem precisa contratar os serviços das diaristas. É que um aplicativo, desenvolvido com esse objetivo, começará a funcionar na capital cearense prometendo ser a solução para quem precisa “cuidar” da casa e não tem tempo para isso. Denominado de Broomy, o App permite o agendamento de profissionais para até oito horas de limpeza doméstica residencial, garantindo segurança a quem contrata e a quem é contratada. O cadastramento das interessadas no trabalho está sendo feito pelo site: http://broomy.com.br/cadastro.   

A tecnologia, que oferece às diaristas um valor de até R$ 97 por limpeza, estará com desconto de lançamento para quem solicitar o serviço nos primeiros 30 dias. Inicialmente, os usuários poderão solicitar as diárias por até R$ 75, mas as diaristas receberão normalmente, de R$ 85 a R$ 97 a depender da demanda. O desconto é apenas para os clientes e a diferença para as diaristas será paga pelo Broomy, como bônus de lançamento.

         O aplicativo já funciona nos estados de Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Alagoas. “No Ceará, estamos na fase de captação de diaristas. Depois disso, na primeira semana de julho, o funcionamento estará liberado para atender às solicitações dos clientes. Destacou Daniel Barros, um dos idealizadores do Broomy. Ele explica que, para preencher o cadastro, a diarista precisa de um celular próprio com internet (Android e iOS), fazer o download da versão de cadastramento de profissionais “Broomy PRO” e seguir os seguintes passos: ter em mãos CPF, RG, comprovante de residência atualizado e dados bancários (conta corrente ou poupança); preencher e enviar o formulário: http://broomy.com.br/cadastro; após a aprovação de seus dados, entrar no aplicativo utilizando o CPF para verificar ofertas disponíveis próximas à sua casa.

Quando aceitar uma diária, a diarista deve comparecer à casa do cliente no horário marcado para realizar a limpeza residencial e receberá, semanalmente, os pagamentos diretamente na conta bancária.

Funcionamento

Diogo Catão, outro idealizador do App, diz que o sistema é parecido com os aplicativos que são usados por motoristas. “O cliente solicita o serviço da diarista e agenda um horário com uma das profissionais que aceitar o pedido”, falou. Ele destaca que a segurança é um dos pontos fundamentais do App. “As diaristas são avaliadas pela documentação, antecedentes criminais e considerações resultantes de serviços anteriores”, complementou.

CDC de Pernambuco tem entrada prorrogada em 90 dias pela OAB e órgãos de defesa do consumidor

Posted on Updated on

Artigo de Roberta Forlani, advogada Pós-Graduada em Administração de Negócios pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, Pós-Graduanda “Lato-Senso” em Especialização em Gestão de Risco e Fraude Compliance pela Fundação Instituto de Administração (FIA), possui dez anos de atuação nas áreas do contencioso cível e consumerista, especialista em gestão estratégica do contencioso, atuação com destaque na controladoria jurídica, experiência em escritórios de advocacia reconhecidos nacionalmente, atualmente é advogada do Neves, De Rosso e Fonseca Advogados Associados.

Com pioneirismo, Pernambuco foi o primeiro estado brasileiro a instituir seu próprio Código de Defesa do Consumidor. O Estado de Pernambuco, valendo-se da competência concorrente para legislar sobre consumo Prevista nos artigos 24, V e VII e 170, IV da Constituição Federal, publicou em 15 de janeiro de 2019 o Primeiro Código de Defesa do Consumidor Estadual, para vigorar a partir de 16 de abril de 2019, mas sua entrada em vigor foi adiada por mais 90 dias, a pedido da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB-PE e órgãos da defesa do consumidor. A decisão de adiar a entrada foi estipulada posterior a uma audiência pública, realizada no dia 29 de março de 2019. Embora, no meu entender, seja juridicamente incorreto estabelecer Código de Defesa do Consumidor Estaduais, já que um novo CDC para um estado pode desenvolver margem de insegurança jurídica adjunta ao Código Federal já existente, gerando a possibilidade de outros estados construírem para si também um novo CDC, e termos um código distinto para cada Estado.

Para a OAB do estado de Pernambuco, é necessário se aprofundar mais em alguns pontos, para garantir a segurança jurídica dos consumidores e fornecedores. Na tentativa de evitar que o código já entre em atividade desgastado, pedem um prazo maior para analisar e realizar ajustes e aperfeiçoamentos.

Esse Código Estadual traz uma visão mais objetiva das relações de consumo com ideias inovadoras, como a obrigatoriedade das concessionárias de veículos fornecerem carro reserva no caso de o automóvel ficar parado por mais de dez dias úteis no conserto por falta de peças, ou por qualquer outro impedimento. Essa obrigatoriedade foi objeto de ação judicial e o STF julgou pela inconstitucionalidade, da qual transitou em julgado no dia 28 de fevereiro de 2019, e não mais produzirá efeitos quando o código entrar em vigor.

Outro aspecto é a regulamentação de setores que, até hoje, tinham regras turvas, tais como instituições financeiras, call center, bares, farmácias e outras. Isso poderá evitar conflitos e mais processos na Justiça.

Contudo, as empresas devem ficar atentas. Por exemplo, o CDC de Pernambuco estipula que instituições financeiras ficam proibidas de cobrar por serviços acessórios, pelas aberturas de crédito e estão obrigadas a descontar débitos contestados na fatura atual e não mais na próxima fatura. A vedação de cobranças de taxas por perda de cartão e por emissão de carnê ou boleto também se encontram no Código.

Mais ainda, esse novo CDC conduz à proibição da exigência de valor mínimo para pagamentos em cartão de crédito e débito, à proibição de que concessionárias de água e energia suspendam serviços por falta de pagamento antes de feriados e finais de semana, bem como à atribuição de regras especiais para promoções e liquidação com publicidades direcionadas a cada seguimento, entre outras imposições.

O Código Estadual traz também mudanças para os contratos digitais, o que é um ganho para todos ante o expressivo e diário crescimento do consumo digital. Todo mercado requer uma transformação nas demandas de serviços e produtos, estamos na era da tecnologia e da informação.

Um fato é que o CDC pode incentivar a utilização de meios extrajudiciais de conflitos, gerando maior velocidade nos processos de solução de conflitos nas relações com o consumidor.

Outro ponto merecedor de análise e reanalise é o fato de o Código Estadual ser mais rígido nas penalidades, multas e sanções.

Em suma, que as ideias contidas no Código de Defesa do Consumidor Estadual – que não poderão produzir efeitos por contrariarem o princípio dos princípios constitucionais, qual seja, o princípio da igualdade, posto que o Código Estadual cria inúmeras diferenças injustificadas entre os consumidores e os fornecedores de Pernambuco e os do restante do país – sirvam para nortear as mudanças que precisam ser feitas no Código de Defesa do Consumidor vigente.

Empresa compra aplicativo de transporte e e anuncia novas franquias

Posted on Updated on

O grupo da empresa capixaba Vix Jobs anuncia a compra do aplicativo de passageiros Bella Driver. O acordo foi realizado no último dia 20 de maio. A direção da empresa informou, ainda, que a partir da última semana de junho, entram em operação mais três franquias, duas em capitais do Nordeste, Aracaju (SE) e João Pessoa (PB), e mais uma no estado de São Paulo, na cidade de Santos, que será responsável em atender a demanda das principais cidades da Baixada Santista.

Focado na garantia e segurança dos usuários – principalmente as mulheres – o aplicativo de mobilidade Bella Driver já opera em oito cidades brasileiras: Campinas e Piracicaba, em São Paulo, Natal, no Rio Grande do Norte, Caruaru, em Pernambuco, Fortaleza, no Ceará e Caldas Novas, em Goiás. Segundo Renato de Martins (foto), Diretor Executivo da empresa, no final de junho, mais três importantes cidades do nordeste começam a operar, Aracaju – capital de Sergipe, João Pessoa na Paraíba e Maceió – capital de Alagoas. No estado de São Paulo, foi confirmada a inauguração de Santos, que também inicia a operação no início de julho. A Bella Driver cresce a uma taxa média aproximada de 7% ao mês e foi considerada a franquia de serviços mais atrativa para pequenos e médios investidores, além de retorno em até doze meses, em comparação ao que é oferecido, atualmente, no mercado.

A empresa, que faz parte do Banco 360, investiu no item de maior preocupação, tanto para passageiros quanto motoristas, que é a segurança. O sistema de Business Intelligence (BI) é completo, possui mais 99,9% de assertividade e tem um plano agressivo de marketing em mídia espontânea e depoimentos de satisfação dos clientes para se consolidar nos mercados onde atua.

Para os motoristas, o aplicativo Bella Driver oferece alguns diferenciais: o passageiro passa por um cadastramento rígido que permite sua identificação de maneira segura; há seguro contra acidentes pessoais, inclusive em caso de lesão grave e morte; o percentual cobrado do motorista é fixo de apenas 20%; há descontos nos abastecimentos (5%) e em farmácias de todo o país; sorteio de R$2.500 reais semanais pela loteria federal; as passageiras podem escolher serem transportadas apenas por mulheres motoristas; assistência jurídica aos motoristas para pequenas causas relacionadas às viagens por taxa simbólica; chat em tempo real ligada a central para solução de problemas; e botão de emergência que envia SMS da localização em tempo real e informações do cliente para cinco contatos.

A Bella Driver funciona no modelo de franquia e o investimento inicial é de aproximadamente R$100 mil reais, para as cidades de até 500 mil habitantes, com uma taxa de retorno rápida, transparente e segura. O aplicativo de mobilidade Bella Driver é um dos vários produtos do Banco 360.

Crescimento, geração e distribuição de renda em todo o Brasil

A estimativa é que, no Brasil, existam mais de setecentos mil motoristas de aplicativos. A Bella Driver tem incentivado e promovido novas possibilidades de trabalho a motoristas homens e mulheres, onde atua, garantindo segurança, tanto para o passageiro como para o motorista. A Vix Jobs, nova proprietária da Bella Driver, informa que, até o final deste ano, mais 40 cidades de médio porte devem entrar para o portfólio da empresa. Investimentos em tecnologia, segurança, biometria e apoio científico não param. A empresa estima investir mais de R$1 milhão de reais, para aprimorar ainda mais o aplicativo, que já é considerado por motoristas e usuários como o mais completo e seguro do Brasil.

Ainda no mês de junho de 20019, será lançado o Super App com mais de 50 serviços para os profissionais autônomos, que competirá com a Uber Works americana e com a Singu brasileira.

Faculdade de Medicina aposta em tecnologia 3D como alternativa didática

Posted on Updated on

Os alunos do curso de medicina da Universidade Paranaense (Unipar) acabam da ganhar uma nova tecnologia como método alternativo ao uso de cadáveres em aulas de anatomia. Trata-se da Plataforma Multidisciplinar 3D, que funciona como um simulador digital para treinamento cirúrgico e dissecação virtual.

Utilizado atualmente em cerca de 70 cursos de medicina (humana e veterinária) no Brasil, Estados Unidos, México e Peru, o simulador 3D, desenvolvido pela empresa brasileira da Csanmek, especializada em sistemas e soluções para o mercado educacional, funciona como uma mesa que exibe modelos tridimensionais altamente detalhados e anatomicamente corretos de todos os sistemas do corpo humano para treinamento de cirurgias virtuais.

A plataforma, que pode custar entre R$ 200 mil e R$ 400 mil, possui ainda uma ferramenta de integração entre hospitais e salas de aula e oferece aos alunos a possibilidade de estudar casos clínicos e exames reais de pacientes, pois permite que os professores convertam tomografias e ressonâncias magnéticas em clones virtuais 3D, com acesso total e irrestrito a anatomia real.

Também utiliza algumas linhas de atlas anatômicos e fisiológicos, com mais de 6,55 mil estruturas anatômicas idênticas, incluindo todos os órgãos e sistemas do corpo masculino e feminino, e pode ser usada em cursos de medicina, veterinária e demais áreas da saúde.

Entre as instituições brasileiras que possuem a tecnologia estão Faculdade das Américas (FAM), a Universidade de São Caetano do Sul (USCS), A Uninove (5 unidades em SP), a São Leopoldo Mandic (RJ), uma das principais faculdades de medicina do Brasil, a Universidade Guanambi, na Bahia, e a Faculdade Claretiano, entre outras. 

Segundo o fundador da Csanmek, Claudio Santana, a expectativa para este ano é dobrar de faturamento, à medida em que as instituições de ensino no Brasil estão mais atentas às novas tecnologias de ensino e aos métodos alternativos ao uso de cadáveres no estudo da anatomia. “Apesar de ser um equipamento para educação, a plataforma 3D também é utilizada por médicos e profissionais da saúde no dia a dia, para melhorar o aprendizado e compreensão das estruturas anatômicas reais e modeladas”, comenta Santana.

Sebrae-CE promove encontro de redes e centrais de negócios do Nordeste

Posted on Updated on

Dirigentes, associados e executivos de mais de 100 redes e centrais de negócios dos Estados do Nordeste estarão em Fortaleza, amanhã (quinta, 13) e sexta-feira (14.6), participando do 1º Encontro de Redes e Centrais de Negócios da região. O evento, promovido pelo Sebrae Ceará, terá programação vasta com palestras de especialistas e lideranças de segmentos empresariais, que falarão sobre o futuro das redes e centrais, dos desafios de crescimento no mercado e da profissionalização da gestão.

Estas redes e centrais reúnem empresas de segmentos específicos, com o objetivo de proporcionar o incremento dos negócios das associadas através do acesso a novos mercados, gerando redução de custos e aumento da competitividade e lucratividade. Para tanto as redes e centrais realizam ações conjuntas de compra de mercadorias e insumos, aquisição de equipamentos e sistemas de gestão, além de realizarem propaganda e promoções compartilhadas, capacitação de gestores e colaboradores e outras ações de interesse coletivo.

Em todo o Brasil estão em operação aproximadamente 800 redes e centrais de negócios que congregam micro e pequenas empresas de diversas atividades econômicos como supermercados, farmácias, material de construção, serviços automotivos, salões de beleza, pet shop, óticas, suprimentos de informática, móveis e eletrodoméstico, indústrias de sorvetes e de panificação, empresas de Tecnologia da Informação (TI), entre outros segmentos empresariais.

Já o Ceará é um dos destaques do país em número de redes e centrais de negócios. Conforme levantamento realizado pelo Sebrae, o estado ocupa a quarta colocação no ranking brasileiro e o primeiro do Nordeste com um total de 51 redes associativas de negócios em funcionamento, envolvendo 1.100 empresas associadas e contribuindo para a geração de mais de 18 mil postos de trabalho.

Somente o segmento do varejo alimentar cearense, que é formado por supermercados e pequenos mercadinhos, possui um total de 20 redes e centrais de negócios em funcionamento, com 347 empresas envolvidas, numa média de 17 empresas associadas por Rede/Central.

Seis scale-ups latino-americanas disputam a final de premiação em Londres

Posted on Updated on

O LatAm Edge Award 2019 é a única premiação para scale-ups que desejam expandir seus negócios para o Reino Unido e Europa com faturamento acima de U$ 1 milhão. Neste ano, os finalistas são: ePHealth (Brasil), Plataforma Verde (Brasil), Instacrops (Chile), Sensedia (Brasil), Squid ( Brasil) e Valiu (Colômbia).

As seis finalistas receberão gratuitamente o serviço de mentoria de uma profissional inglesa especializada em preparar empresas globais para pitches. Elas terão três minutos para apresentar sua inovação para a um júri composto por 11 especialistas que votarão através da plataforma https://www.umov.me/ .

O evento de premiação será no Latin American Tech Day, amanhã (13 de junho), entre 9h e 14h, durante a London Tech Week, no Science Museum de Londres.

O vencedor receberá um prêmio equivalente a £100 mil em serviços por um ano: um escritório gratuito no Wework por um ano em Londres, além dos serviços de coaching pela Sapovalova Coaching, desenvolvimento de negócios e contabilidade pela Deloitte, assistência jurídica pela Fieldfisher, marketing digital pela Eydos Digital e Relações Públicas pelo GrupoCASA UK e Brasil. Além disso, a empresa terá o apoio das Câmaras de Comércio latino-americanas em Londres.

Este ano, 119 scale-ups de 19 grandes cidades de 11 países da América Latina se inscreveram para participar da premiação. O Brasil mantém seu posto em primeiro lugar em número de cidades participantes, seguido por Chile, México, Colômbia e Argentina. Houve um aumento considerável de outras cidades, além das já citadas e um incremento significativo de inscrições nas áreas da Educação, Healthtech e Agritech.

“Uma iniciativa como essa é fundamental para fomentar novos negócios inovadores no Brasil, além de ser uma excelente oportunidade para que essas empresas se conectem com grandes corporações e também tenham contato com o ambiente transformador de cidades avançadas como Londres. Apoiar e participar ativamente desse processo é enriquecedor e está alinhado aos nossos valores de que os esforços conjuntos de empreendedores e grandes corporações impactam o presente e irão transformar o futuro”, afirma Gustavo Rotta, co-líder de Inovação da Deloitte no Brasil.

“Ações como esta do Latam Edge Award são importantes para estimular a produção de ideias inovadoras”, afirma Fábio Gandour, ex-cientista chefe da IBM e um dos jurados da premiação. “Outro efeito de importância equivalente são os passos que vão além da boa ideia, como a implementação, viabilidade técnica e exigências comercial, questionados e exigidos pela premiação. Sem isto, a inovação não acontece!”, complementa.

“O evento cresceu ainda mais este ano, pois teremos dois painéis de debates sobre o impacto do Brexit para as empresas de inovação do Reino Unido ou vindas de fora. Além disso, teremos o Latam Edge Award e também reuniões de negócios para empresas latino-americanas”, comenta Gustavo Reulet, Co-Founder do Latam Tech UK. “O fato de estarmos no Museu de Ciências de Londres e também de contar com espaços para a exposição das empresas mais inovadoras de vários países latino-americanos, em paralelo aos eventos, também é uma novidade que marcará a presença dos latino-americanos no maior evento de tecnologia da Europa e no Reino Unido, a London Tech Week”, finaliza ele.

O que é o Latam Edge Award 2019
O Latam Edge Award é a única premiação voltada para empresas inovadoras que desejam atuar nos mercados do Reino Unido e da Europa com faturamento acima de U$ 1 milhão. Desde 2016, ano de sua criação, mais de 400 scale-ups se inscreveram para concorrer ao prêmio. A sua quarta edição, de 2019, é apoiada pela Deloitte, uma das maiores empresas de consultoria tributária e desenvolvedora de negócios; o Department for International Trade, do governo britânico; Softex; a SendPulse, uma das plataformas mais eficazes para o envio de SMS, Web Push e emails via SMTP, o escritório de advocacia FieldFisher, e a F6S, uma das plataformas mais inteligentes de monitoramento e gestão de dados sobre startups.

Além deles, o prêmio conta ainda com o apoio da Abstartup, Endeavor, Mind the Gap, Bleab, New Option, Sterna, Canning House, AngelsNest, Bictia, Mexican Chamber of Commerce, Brazilian Chamber of Commerce, Colombian Chamber of Commerce, Argentina Chamber of Commerce, Red Global Mx, Global Ecosystems Summit, Tech London Advocates Latam, Tech Bogotá Advocates, Sapovalova Coaching, Eydos Digital, Brand Image, LatAm Investor e também das agências latino-americanas de relações públicas da rede LatamPR: GrupoCASA do Brasil, BMR do Chile, Communication Consulting da Guatemala, EM Tourism Marketing, e Smartcom (Venezuela e Panamá) .