Projeção de inflação este ano sobe para 7,26%

Posted on

dinheiro3A projeção de instituições financeiras para a inflação este ano continua a subir. No quinto ajuste seguido, a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passou de 7,23% para 7,26%. Para 2017, a estimativa sobe por três semanas consecutivas – desta vez, passou de 5,65% para 5,80%. Essas projeções fazem parte do boletim Focus, uma publicação semanal elaborada pelo Banco Central (BC).

As estimativas de inflação estão distantes do centro da meta, de 4,5%, e neste ano supera o teto, de 6,5%. O limite superior da meta em 2017 é 6%.

Depois da última decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC de manter a taxa básica de juros, a Selic, em 14,25% ao ano, os analistas não esperam mais por aumento dos juros básicos em 2016. A mediana das expectativas (que desconsidera os extremos nas projeções) para o final de 2016 caiu de 14,64% para 14,25% ao ano. Em 2017, a expectativa é de que a Selic seja reduzida e encerre o ano em 12,75% ao ano.

A taxa é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve como referência para as demais taxas de juros da economia. Ao reajustá-la para cima, o BC contém o excesso de demanda que pressiona os preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Quando reduz os juros básicos, o Copom barateia o crédito e incentiva a produção e o consumo, mas alivia o controle sobre a inflação.

As instuições financeiras também projetam retração da economia em 2016. A estimativa para a queda do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, foi levemente ajustada de 3% para 3,01%. Para 2017, as instituições financeiras esperam por recuperação da economia, com crescimento de 0,7%. A estimativa anterior de expansão era 0,8%.

A produção industrial deve apresentar retração de 3,8% este ano, contra 3,57%, previstos na semana passada. Em 2017, o setor deve se recuperar, mas a projeção de crescimento foi mantida em 1,5%.

A projeção para a cotação do dólar subiu de R$ 4,30 para R$ 4,35, ao final de 2016, e foi mantida em R$ 4,40, ao fim de 2017.

Da Agência Brasil.

Prefeitura de Fortaleza oferece capacitação gratuita para empreendedores

Posted on

capacitacaoCom o objetivo de promover o fortalecimento dos pequenos negócios, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico (SDE), oferece, mensalmente, capacitações de fomento ao empreendedorismo. A iniciativa faz parte do Programa de Empreendedorismo Sustentável, que busca orientar os micro e pequenos empreendedores na administração e melhoria de seu negócio.

O Programa envolve uma gama de serviços e projetos em prol do empreendedorismo nos eixos de comercialização de produtos e serviços, acesso facilitado ao microcrédito, capacitação gerencial, consultoria e formalização de negócios. Em 2015, foram realizadas mais de 200 capacitações, beneficiando 3.140 micro e pequenos empreendedores da cidade.

Para a microempreendedora Suelen Ferreira, o apoio da Prefeitura contribuiu para que ela administrasse melhor seu negócio. “As capacitações me ajudam bastante, porque ao receber orientação, adquiro mais conhecimento e cresço melhor no mercado. A partir do momento que recebi o apoio da Prefeitura, ampliei minha visão, comecei a administrar melhor minha empresa, me organizar e crescer.”, conta.

Com carga horária entre 2h/a e 12h/a, as capacitações disseminam conhecimento nas áreas de gestão, crédito e marketing, dentre outros relacionados ao empreendedorismo. Para o mês de fevereiro, estão previstas cinco capacitações que abordarão os seguintes temas: Conversando sobre Cores, Criatividade e Cores – Páscoa, Embalagens, Conhecendo as Cores e Como Montar seu Próprio Negócio.

Para mais informações ou inscrição, os interessados devem se dirigir às Salas do Empreendedor, localizadas nas Secretarias Regionais, e no Vapt Vupt da Messejana (Av. Jornalista Tomaz Coelho, 602 – Messejana) ou, ainda, à unidade móvel do Programa. Para isso, é necessário apresentar os seguintes documentos: Identidade (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF) e Comprovante de Residência.

Mais informações: 0800.081.4141.

Confira a programação aqui.

Inflação na saída das fábricas fechou 2015 em 8,84%

Posted on

fabricaA inflação dos produtos na saída das fábricas, medida pelo Índice de Preços ao Produtor (IPP) fechou 2015 com uma taxa de 8,84%. Em 2014, o IPP registrou alta de preços de apenas 2,66%. Os dados foram divulgados hoje (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

As indústrias extrativas fecharam o ano com uma deflação (queda de preços) de 9,33%, enquanto nas indústrias da transformação a inflação chegou a 9,46%.

Vinte e uma das 23 atividades das indústrias da transformação pesquisadas pelo IBGE apresentaram alta nos preços em 2015, com destaque para fabricação de outros equipamentos de transporte (33,62% de inflação), produtos de fumo (32,02%), celulose, papel e produtos de papel (21,21%) e produtos alimentícios (14,28%).

Entre as grandes categorias de uso, a maior inflação foi observada nos bens de capital (12,38%), seguidos de bens de consumo semi e não duráveis (9,69%), bens intermediários (8,33%) e bens de consumo duráveis (6,08%).

Apesar da alta da inflação em relação a 2014, o IPP terminou 2015 em tendência de queda, com deflações registradas nos últimos dois meses do ano: novembro (-0,42%) e dezembro (-0,32%). A queda de preços em dezembro foi sentida nas indústrias extrativas (-6,07%) e nas indústrias de transformação (-0,15%).

Construtora Magis conquista primeiro lugar em vendas por unidades em 2015

Posted on

Deda Studart, Diretor Presidente da Construtora Magis, colhe os bons resultados de 2015. A empresa alcançou a primeira posição em vendas de unidades entre as construtoras do Ceará no último ano, em ranking divulgado pela Lopes Immobilis. Com Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 169 milhões, a Magis comercializou 392 unidades, superando resultados e se posicionando entre as maiores construtoras locais, com oito anos de atuação no mercado.

Para chegar a tal resultado, além da qualidade dos seus empreendimentos, compromisso com o cliente e inovação dos projetos, a Magis trabalhou com facilidades para aquisição de imóveis, como a campanha Max Negociação Magis, que ofereceu parcelas mensais fixas sem o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) e flexibilidade no pagamento.

Sobre a Magis

Fundada em 2007, a Magis é uma empresa atuante na construção civil com empreendimentos acessíveis a diversos grupos sociais, oferecendo imóveis com alto padrão de qualidade e economia. ​

Beira-Mar de Fortaleza terá espaço para esportes adaptados

Posted on

praia.acessivelPessoas com deficiência ou mobilidade reduzida em Fortaleza estão em contagem regressiva para a implantação do Projeto Praia Acessível. Fruto de uma parceria da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria de Turismo (Setfor), e Governo do Estado do Ceará, a iniciativa, que será implantada no próximo dia 17, vai oferecer uma estrutura de vôlei e frescobol adaptados.

Além destes espaços, serão oferecidas cadeiras anfíbias para banho de mar, esteiras, piscinas, mesas, banheiro acessível e itens de segurança. Uma equipe formada por monitores, assistentes sociais e enfermeiras estará disponível na Praia de Iracema, de quarta a domingo, de 9h às 14h. Já na alta estação, o projeto deve se estender para todos os dias.

O Praia Acessível beneficiará muitos cearenses. Segundo dados do Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), são 2.340.150 pessoas com deficiência no Ceará, ou seja, 27,69% da população residente no Estado possui algum tipo de deficiência. Ainda de acordo com a pesquisa, existem quase 840 mil idosos, o que representa 10% da população cearense.

Para o secretário de Turismo, Elpídio Nogueira, o projeto, além de ter um cunho social, ainda ganha destaque no cenário do turismo. “Mais um grande passo que o prefeito Roberto Cláudio está dando para Fortaleza. Viajamos pelo Brasil e constatamos que pouquíssimas cidades oferecem este serviço. Com certeza, o Praia Acessível será um item decisivo na hora de um portador de deficiência e familiares escolherem seus próximos destinos para passarem as férias”, afirma.

“A Prefeitura de Fortaleza está preparando toda a infraestrutura do local para dar acessibilidade. Já rebaixamos a calçada, vamos colocar sinal sonoro, pontos de energia e de água. Vamos oferecer um pequeno oásis no meio do deserto, que é a praia para o cadeirante”, pontuou o secretário.

Theatro José de Alencar sedia novo projeto “Sexta Rock”

Posted on

ThrundaUm novo projeto permanente abrindo espaço para bandas de rock cearenses e promovendo seu encontro com o público. Assim é o “Sexta Rock”, que a partir desta sexta-feira, 29 de janeiro, passa a acontecer no Theatro José de Alencar, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), sempre às 18h e com entrada franca. Os shows acontecem na Praça Mestre Boca Rica, um dos espaços do grande complexo cultural do TJA, reforçando a movimentação do espaço no final de tarde de sexta-feira, também como uma primeira opção para quem sai do trabalho e se prepara para sair e se divertir.

Nesta sexta-feira, estreia do projeto, as atrações são as bandas Masmorra, Thrunda e Betrayal, com o som pesado chamando o público para o novo espaço musical, cuja realização começou a ser discutida em 2015 pela Associação Cultural Cearense do Rock (ACR) e pela direção do Theatro José de Alencar, durante uma das edições do programa “E agora, José”, de diálogo e debate com a comunidade em geral sobre os desafios e potenciais do TJA.

“Todos estão convidados a ocupar este novo e importante espaço, com o projeto ‘Sexta Rock’, no Theatro José de Alencar. Toda última sexta do mês, com entrada franca”, convida a diretora do TJA, Selma Santiago.

“Quero convidar a todos para virem toda última sexta-feira do mês ao Theatro José de Alencar, Praça Boca Rica, o projeto Sexta rock. Uma ocupação do Centro da cidade e parte da programação do Theatro José de Alencar. Começando nesta sexta, com três bandas locais, Masmorra, Thrunda e Betrayal, com entrada franca. Todo mundo convidado”, conclama Amaudson Ximenes, integrante da Associação Cultural Cearense do Rock.

O projeto foi concebido originalmente pela ACR, em 1999, ocorrendo inicialmente no Casarão Cultural.  Agora, o projeto volta renovado e com o respaldo do Theatro José de Alencar, para promover a cada última sexta-feira do mês shows de três grupos, sempre tendo por objetivo a valorização da música autoral e a formação de novas plateias.

Promoção no Facebook

Quem curtir e compartilhar o “flyer” do “Sexta Rock” no Facebook concorre a um “kit rock”, com camiseta e chaveiro do festival Forcaos e CDs das bandas Thrunda e Obskure. O “flyer” também está disponível nas páginas da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e do Theatro José de Alencar no Facebook.

Governo reduz restos a pagar em R$ 41,7 bilhões em 2015

Posted on

dinheiro3O governo federal consegui reduzir a conta de restos a pagar no encerramento de 2015 em R$ 41,7 bilhões. Os restos a pagar são despesas empenhadas, mas não pagas até o dia 31 de dezembro. De acordo com o Tesouro Nacional, no encerramento do exercício, o estoque ficou em R$ 186,3 bilhões de restos a pagar (RAP), o que representa uma redução 18,3% em relação ao observado ao final de 2014 (R$ 228 bilhões).

Segundo o Tesouro Nacional, o resultado, que reflete o esforço do governo federal para redução dessa rubrica, altera a trajetória crescente verificada desde 2007.

O Tesouro informou também que, em relação ao total do Orçamento do ano, a proporção de RAP está em trajetória declinante desde o final de 2013. Além disso, a queda no estoque pode ser atribuída a esforços feitos em 2015 em três aspectos: aumento do cancelamento dos RAP, aumento dos pagamentos de RAP e redução das novas inscrições em RAP, devido à melhora na gestão das despesas empenhadas.

“Enquanto o pagamento e o cancelamento controlam o estoque prévio de restos a pagar, o aperfeiçoamento da administração do empenho de despesas no ano é relevante para o controle do fluxo, diminuindo inscrições de despesas do exercício em RAP para o exercício seguinte”, destaca nota do Tesouro.

Causas

Dessa forma, explica o Tesouro Nacional, a diminuição de R$ 41,7 bilhões no valor nominal inscrito em 2015/2016 pode ser creditada à redução de R$ 14,5 bilhões em reinscrição (valores que já eram restos a pagar de exercícios anteriores), resultado dos esforços de cancelamento e pagamento dos RAP em 2015 (controle do estoque), e à diminuição da inscrição de despesas empenhadas no ano anterior em R$ 27,2 bilhões, “fruto do aperfeiçoamento na gestão do empenho destas despesas”.

Bancos Públicos

De acordo com o Tesouro, para quitação dos passivos referentes ao acórdão com Tribunal de Contas da União incluindo regularização de passivos do governo com bancos públicos, foram realizados pagamentos no montante de R$ 72,4 bilhões. Os pagamentos mais expressivos de RAP estão relacionados a passivos de despesas registradas nos bancos públicos – Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Banco do Brasil –, respectivamente. Foram registrados ainda cancelamentos no valor total de R$ 8 bilhões, grande parte referente a adiantamentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para o Programa Minha Casa, Minha Vida.

Da Agência Brasil.

Operações de crédito crescem 6,6% em 2015

Posted on

inflaçãoO saldo de todas as operações de crédito concedido pelos bancos cresceu 6,6%, em 2015, de acordo com dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (27). O crescimento ficou abaixo da projeção do BC para ano, de 7%. O saldo fechou o ano em R$ 3,216 trilhões, o que correspondeu a 54,2% de tudo o que o país produz – Produto Interno Bruto (PIB). No final de 2014, essa relação ficou em 53,1%.

O saldo do crédito livre, em que os bancos têm autonomia para aplicar o dinheiro captado no mercado e definir as taxas de juros, chegou a R$ 1,635 trilhão, com crescimento de 3,7% no ano passado.

A inadimplência do crédito, considerados atrasos acima de 90 dias, para pessoas físicas encerrou o ano em 6,1%, alta de 0,1 ponto percentual em relação a novembro e 0,8 ponto percentual na comparação com dezembro de 2014. No caso das empresas, a inadimplência ficou estável de novembro para dezembro em 4,5%. Na comparação com dezembro, houve alta de 1,1 ponto percentual.

Juros

A taxa média de juros para as pessoas físicas encerrou 2015 em 63,7% ao ano, com queda em relação a novembro de 1,1 ponto percentual. Na comparação com dezembro de 2014, houve alta de 14,1 pontos percentuais. Em dezembro, comparado a novembro, a taxa de juros cobrada das empresas também caiu, ao passar de 30,2% para 30% ao ano. Em relação a dezembro de 2014, houve alta de 5,8 pontos percentuais.

Crédito direcionado

No caso do crédito direcionado (empréstimos com regras definidas pelo governo, destinados, basicamente, aos setores habitacional, rural e de infraestrutura), o saldo chegou a R$ 1,581 trilhão, alta de 9,8% em 2015. A taxa de juros para as empresas caiu 0,5 ponto percentual, de novembro para dezembro e ficou em 10,1% ao ano. No caso das famílias, houve queda de 0,3 ponto percentual, com taxa em 9,7% ao ano. Em relação a dezembro de 2014, houve alta de 2,5 pontos percentuais para as empresas e 1,8 ponto percentual para as famílias. A inadimplência das famílias chegou a 2% em dezembro, com queda de 0,2 ponto percentual em relação a novembro. No caso das empresas, ficou estável em 0,9%.

Movimento do comércio tem o pior resultado desde 2010, diz Boa Vista SCPC

Posted on

comercioO Movimento do Comércio caiu 3,1% em 2015, de acordo com os dados do varejo apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Em dezembro, houve retração de 1,3% na comparação contra novembro na análise dos dados nacionais dessazonalizados Já na avaliação contra o mesmo mês do ano anterior, a queda observada foi de 7,0%.

O resultado de 2015 foi o pior já registrado na série histórica do indicador, iniciada em 2010. Dezembro somente consolidou a tendência de queda mostrada pelo varejo, que desde julho deste ano já se encontrava em território negativo. Fatores como elevação de juros, piora do mercado de trabalho, queda no consumo das famílias e inflação em patamar elevado podem ser considerados como os principais condicionantes deste cenário. Para 2016, o cenário econômico já começa com as mesmas adversidades vivenciadas no ano passado, fator que deverá influenciar negativamente a confiança do consumidor e consequentemente as vendas do varejo para o ano, que possivelmente registrará outro ano de perdas.

Setores

Na análise mensal, dentre os principais setores, o setor de “Móveis e Eletrodomésticos” apresentou queda de 3,5% entre novembro e dezembro, descontados os efeitos sazonais. Nos dados sem ajuste sazonal, a variação acumulada em 12 meses foi de -4,2%.

A categoria de “Tecidos, Vestuários e Calçados” caiu 2,4% no mês, expurgados os efeitos sazonais. Já na comparação da série sazonal, nos dados acumulados em 12 meses houve recuo de 6,1%.

A atividade do setor de “Supermercados, Alimentos e Bebidas” tornou a cair, com variação de -1,5% no mês na série dessazonalizada. Na série sem ajuste acumulada em 12 meses houve queda de 2,5%.

Por fim, o segmento de “Combustíveis e Lubrificantes” apresentou pequena elevação de 0,5% no mês – considerando dados dessazonalizados. Na série sem ajuste por sazonalidade, no acumulado de 2015 o segmento caiu 3,5%.

Ceará, Maranhão e Piauí firmam parceria para turismo da Rota das Emoções

Posted on Updated on

JERICOACOARA_6O governador Camilo Santana e os governadores do Maranhão, Flávio Dino, e do Piauí, Wellington Dias, assinaram nesta terça-feira (26), em São Luís, o contrato de rateio para a reativação da Agência de Desenvolvimento Regional Sustentável (ADRS). Criada para desenvolver o turismo da Rota das Emoções, a entidade é um consórcio público que compõe destinos dos três estados. A assinatura inicia as ações para a efetiva retomada do desenvolvimento do roteiro que abrange paraísos naturais e passa por 14 cidades dos três estados.

A atuação da ADRS compreende a promoção e o apoio a comercialização de produtos turísticos, a qualificação da mão de obra do setor, e o fortalecimento dos municípios integrantes. “Estamos falando de regiões – Jeri, Delta do Parnaíba e Lençóis Maranhenses – que estão entre as mais belas do planeta. De forma integrada, podemos transformá-las entre as mais visitadas também”, destacou o governador Camilo Santana.

Camilo ressaltou que essa pactuação entre os estados é muito importante para que se possa preservar e divulgar a região para o mundo. “Além disso, a Rota das Emoções vai ajudar a melhorar a infraestrutura, estimular o turismo e qualificar a mão de obra entre os municípios envolvidos”, disse o governador, que citou ainda a construção do Aeroporto de Jericoacoara, em Cruz, que será inaugurado este ano.

A efetivação do contrato é o resultado das discussões iniciadas durante o Salão da Rota das Emoções, em Jericoacoara (CE), em 2015. Em setembro, o Maranhão sediou o encontro de apresentação do novo plano de ação da agência, que é um braço executivo do Consórcio Público do Norte dos Estados do Maranhão, Piauí e Ceará, criado em 2007.

“Foi um evento muito importante para que a agência possa reativar um calendário de atividades para a Rota das Emoções. Acreditamos muito que temos um grande caminho de aquecer o mercado interno do turismo. É um destino turístico único, que oferece atrativos que só existem nessa região, desde Jericoacoara, passando pelo Delta do Parnaíba e chegando aos Lençóis Maranhenses”, afirmou Flávio Dino, governador do Maranhão. Ele citou que a Rota das Emoções participará de eventos em Berlim (Alemanha) e São Paulo para divulgar a região.

A Rota

A Rota das Emoções envolve 14 municípios do Maranhão, Piauí e Ceará. No Ceará, o roteiro integra os municípios de Barroquinha, Camocim, Chaval, Cruz e Jijoca de Jericoacoara. No Maranhão, as cidades de Barreirinhas, Paulino Neves, Araioses, Tutóia e Santo Amaro. E no Piauí, Ilha Grande, Parnaíba, Luís Correia e Cajueiro da Praia. “Teremos investimentos importantes em infraestrutura no Piauí, Ceará e Maranhão, como estradas e aeroportos, e em áreas como segurança, saúde e qualificação de mão de obra. Vamos divulgar mais a região para atrair novos turistas”, ressaltou o governador do Piauí, Wellington Dias.

Estrutura

Além da retomada das negociações, o Governo do Ceará também investiu em infraestrutura em prol da Rota das Emoções. Em Barroquinha, a CE-187 foi pavimentada no trecho que vai à Praia de Bitupitá, que também receberá urbanização. Em Camocim e em Chaval, estão em elaboração os projetos do Parque Urbano de Camocim e do Porto dos Mosquitos, respectivamente.

Em Cruz, o acesso entre a CE-085 e a Praia do Preá está sendo pavimentado. Além disso, a Praça de Eventos do Preá deverá ser urbanizada. Para Jijoca, há o projeto da cerca do Parque Nacional de Jericoacoara.

No Maranhão, a construção da estrada que ligará Paulino Neves a Barreirinhas, iniciada em outubro, já atingiu 30% de execução e deve ser entregue em março. A estrada permitirá que os turistas percorram um trajeto menor entre Jericoacoara (CE) e as cidades dos Lençóis Maranhenses.