Senai Ceará apoia empresas para submeter projetos a editais de inovação da Finep

Posted on Updated on

Acreditando no profissional da indústria como principal fonte de ideias inovadoras para o desenvolvimento geral do setor industrial, o Instituto Senai de Eletrometalmecânica oferece serviços de apoio para empresas interessadas em inscrever projetos de inovação em editais da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). Os editais são voltados tanto para empresas iniciantes e em busca de crescimento, com o edital “Finep Startup”, quanto para grupos maiores, com projetos inovadores de apelo internacional, com os editais “Finep Israel” e “Finep Brasil – Espanha”. Para os editais completos, assim como mais informações, clique neste link.

Confira mais sobre cada edital:

FINEP Startup – 2° rodada

Edital voltado para empresas nascentes intensivas em conhecimento, no objetivo de apoiar  as mesmas através do aporte de recursos financeiros para execução de seus planos de crescimento. As inscrições para o edital FINEP Startup vão até 28/2. Para mais informações clique aqui.

FINEP Israel (1° Chamada Pública)

A chamada tem por objetivo geral o de promover maior colaboração entre empresas e pesquisadores brasileiros e israelenses em projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação industrial. As inscrições para o edital seguem até 18/4. Para mais informações clique aqui.

FINEP Brasil – Espanha

Edital conceitualizado para apoiar a colaboração efetiva entre as empresas brasileiras e espanholas, que representem inovações para ambos os países, ou para o mundo. As empresas brasileiras inovadoras serão apoiadas por meio de crédito. Escala piloto ou escala protótipo. É necessária participação de ao menos uma empresa brasileira e espanhola. As inscrições para o edital Brasil – Espanha vão até 30/6. Para mais informações clique aqui.

Fenafisco aborda retirada de R$ 600 bilhões do Orçamento Fiscal e da Seguridade Social da União

Posted on Updated on

Nota da Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital se posicionando sobre movimentações orçamentárias determinadas pelo governo federal:

Em razão do decreto presidencial assinado na última sexta-feira (08), que transfere mais de R$ 600 bilhões do Orçamento Fiscal e da Seguridade Social da União para pagamentos de encargos financeiros da União e para transferência a Estados, Distrito Federal e Municípios, a Fenafisco (…) vem a público manifestar a sua extrema preocupação. “Não bastasse o já depredado orçamento da Seguridade Social, sobretudo por conta da DRU, que lhe subtrai 30%, o País é tomado de assalto com o ato presidencial que autoriza a retirada de R$ 600 bilhões também para cobrir encargos financeiros do governo, um valor que deve ir em grande parte para o mercado financeiro”, afirma o presidente da entidade, Charles Alcantara.

A par de sua responsabilidade com os seus 32 sindicatos filiados das 27 unidades federadas, que representam mais de 35 mil servidores fiscais tributários estaduais e distritais e com o País, a Fenafisco se coloca aberta ao diálogo permanente e construtivo em defesa do Estado Social e, como tal, em defesa do fortalecimento da Previdência Pública. Contudo, afirma que não medirá esforços na articulação com o Congresso, dentro da carreira e com a sociedade para frear a retirada de direitos que estão garantidos na Constituição de 1988. “Não seremos espectadores apáticos de práticas que prejudiquem os trabalhadores, sejam da iniciativa pública ou privada. Caso seja necessário, articularemos uma grande agenda de mobilização nas ruas”, detalha Alcantara.  

Fórum de Políticas Digitais traz diálogos sobre a transformação e desafios para novo modelo de governança

Posted on Updated on

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), a Feira da Música e o Mutirão convidam para o Fórum de Políticas Digitais que acontece amanhã, 14 de fevereiro de 2019, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em Fortaleza, e tem como objetivo reunir governos, academia, empresas e sociedade em geral para conhecer, refletir e dialogar sobre o potencial da transformação digital a fim de institucionalizar a colaboração em rede como forma de governança do bem comum.

A abertura do evento será realizada às 9h com fala do Claudio Prado (produtor cultural e teórico da contracultura e da cultura digital), com discussão sobre o HUB Tecnológico do Ceará, Mostra de Soluções e Políticas Digitais, públicas e privadas, com cases de tecnologias digitais aplicadas ao interesse público e GTs. O evento integra a Interface  de Conversação da Feira da Música.

Saiba mais
Parte essencial do desafio das políticas digitais é lidar com as várias interseções entre políticas, programas, projetos, ações, sistemas, bancos de dados etc. A convocação do Fórum é um primeiro passo para a construção de um novo modelo de governança que enfrente esse e outros desafios da era digital.

Convidamos toda a sociedade – governos, empresas e cidadania em rede – a refletir, debater e agir no contexto das transformações digitais na democracia, onde mudanças culturais, de hábito, econômicas, políticas e tecnológicas estão transformando tudo o que sabemos sobre comunicação, relacionamento, direitos, privacidade, humanidade, verdade e realidade.

Ceará amplia número de brinquedopraças em municípios

Posted on Updated on

Mais uma brinquedopraça foi entregue no Maciço de Baturité. A cidade de Pacoti recebeu do Governo do Ceará o equipamento de lazer para as crianças de 3 a 12 anos. A ação faz parte do Programa Mais Infância Ceará, idealizado pela primeira-dama do Estado, Onélia Santana, que estará presente na solenidade de inauguração acompanhada da titular Secretaria de Proteção Social, Justiça, Mulheres e Direitos Humanos, Socorro França.

Pacoti será contemplada com 71ª brinquedopraça no Estado. A contrapartida da prefeitura é garantir a praça em bom estado de conservação para o uso e manutenção dos brinquedos. Outros municípios do Maciço de Baturité também já foram beneficiados com o equipamento: Palmácia, Guaramiranga, Ocara, Redenção (2) e Baturité (2).

O investimento realizado na brinquedopraça é na ordem de R$ 180.000,00. O espaço é cercado e com área de 230m² com piso anti-impacto e oito brinquedos como: uma casinha dupla com ponte de playground, uma casinha dupla com ponte de eucalipto, dois escorregadores com balanço triplo, duas gangorras e dois brinquedos em mola.

A ação integra o pilar Tempo de Brincar do Programa Mais Infância Ceará, idealizado pela primeira-dama do Ceará, Onélia Santana, que assegura o direito das crianças ao desenvolvimento de suas capacidades físicas, cognitivas e psicológicas através do ato de brincar.

O Governo do Ceará já entregou 70 brinquedopraças nos municípios de Altaneira, Alto Santo, Aracati, Araripe, Assaré, Banabuiú, Barro, Brejo Santo, Campos Sales, Caridade, Caririaçu, Cedro, Chorozinho, Coreaú, Crato, Farias Brito, Fortim, Granjeiro, Guaramiranga, Ibiapina, Ibicuitinga, Independência, Ipueiras, Iracema, Irauçuba, Itaitinga, Itatira, Jaguaribe, Jaguaruana, Jardim, Jati, Juazeiro do Norte, Jucás, Missão Velha, Mauriti, Marco, Milagres, Mombaça, Monsenhor Tabosa, Moraújo, Morrinhos, Nova Olinda, Nova Russas, Novo Oriente, Ocara, Orós, Palmácia, Paraipaba, Pedra Branca, Porteiras, Quixadá, Reriutaba, Russas, Santana do Cariri, Saboeiro, Senador Pompeu, Tamboril, Tarrafas, Tejuçuoca, Ubajara, Várzea Alegre, além de duas unidades em Redenção, duas em Baturité e cinco em Fortaleza.

Deputada articula inclusão de municípios em programa estadual do Ceará

Posted on Updated on

A deputada estadual Aderlânia Noronha (SD), em reunião na tarde desta quarta-feira (13), com o secretário Rogério Pinheiro, do Esporte e Juventude (Sejuv), solicitou a inclusão dos municípios de Parambu, Quiterianópolis, Arneiroz, Independência, bem como de Pedra Branca e Quixeré, no Programa Campos do Ceará.

O Programa tem como intuito investir e aprimorar os campos esportivos de várzea do interior do Estado, tendo o futebol como meio saudável de mitigar a violência, incentivando as práticas solidárias, influindo diretamente na minimização dos problemas ligados à juventude.

“Nosso objetivo é levar o lazer e o esporte recreativo aos municípios do nosso Estado. Com campos reformados, material esportivo completo, a população cearense, em especial nossos jovens, terão motivação para praticar esportes com mais qualidade e dignidade”, finalizou a deputada.

22° edição do Congresso Mega Brasil debate propósito e cidadania na comunicação

Posted on Updated on

Nos dias 28 e 29 de maio, o Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo, recebe o 22° Congresso Mega Brasil de Comunicação, Inovação e Estratégias Corporativas. Este ano, o tema central é A Comunicação na Era do Propósito e das Empresas Cidadãs, sendo, um dos objetivos, a compreensão de como a comunicação relaciona-se com tecnologia, firmando suas estratégias de negócio, mas também fixando em suas diretrizes o fator humano. As inscrições estão abertas no site www.congressomegabrasil.com, onde pode ser conferida a programação completa.  

O evento reúne o apoio institucional de Aberje, Abracom, Abrarec e Conrerp 2ª e 4ª Região e os questionamentos referentes ao tema central do Congresso são debatidos em palestras, mesas redondas e conferências por profissionais nacionais e internacionais, sempre buscando o viés da inovação, das boas práticas e das tendências contemporâneas. Tudo isso acrescido de um ambiente focado em networking e novos negócios.

O tema cresce em um momento de engajamento cada vez maior da sociedade e do desejo de apoiar causas éticas, sociais e ambientais. Unir tecnologia e humanização, promover a comunicação personalizada, atuar a favor de causas e propósitos relevantes, ter uma atuação sustentável sob todos os aspectos estão entre os grandes desafios hoje colocados para quem atua na área, sobretudo na construção de uma boa reputação e imagem.

O Congresso também abrirá espaço para a Arena de Inovação e para o Fórum do Pensamento, iniciativas que ampliam os debates e interações para além da comunicação, mas com forte presença no mundo corporativo. A Arena da Inovação tem buscado uma permanente reflexão sobre o impacto da tecnologia nos processos de comunicação e no cotidiano do mundo corporativo. E o Fórum do Pensamento a cada ano abre espaço para um tema de interesse social, caso do Pacto pela Educação, que centralizará os debates na edição deste ano.

Startup avança no mercado de soluções financeiras para gestões

Posted on Updated on

Com pouco mais de dois anos no mercado, a startup Celero Gestão Financeira tem se destacado com soluções inovadoras para empresas de diversos segmentos. A proposta principal da empresa é otimizar as atividades financeiras dos clientes, para que eles possam se dedicar ao que realmente importa: o crescimento da empresa. 

Um dos destaques da plataforma é a facilidade do usuário em lançar despesas apenas enviando um arquivo de imagem ou pdf, o restante do processo é todo automatizado e executado pela Celero, que também realiza a conciliação bancária e disponibiliza relatórios em tempo real com todas as informações que muitas vezes são deixadas de lado pelas empresas por falta de conhecimento ou tempo hábil de administrar da forma correta e que, por diversas vezes, resultam em grandes prejuízos para a corporação.

No último ano a empresa conquistou notoriedade no setor, recebendo um investimento milionário da Harvard Business School Alumni Angels of Brazil e registrando crescimento de quase 100% na equipe e faturamento. Um dos importantes momentos da empresa em 2018 foi vencer o Prêmio Nacional Ozires Silva, na categoria Micro e Pequeno Porte com o projeto Terceirização Financeira e o Empreendedorismo Responsável.

Além da dimensão do prêmio por si só, a empresa possui uma ligação de motivação relacionada ao Ozires Silva que se tornou uma grande inspiração para os sócios antes mesmo da fundação da Celero. O CEO João Tosin comemora a evolução dos negócios e afirma: “É uma grande honra ter participado do prêmio e realizar esse sonho que nasceu na sala de aula e hoje está concretizado e em crescimento”.

Agência do BNB em Granja (CE) é relocalizada e ganha modernas instalações

Posted on Updated on

A agência do Banco do Nordeste no município de Granja, no Ceará, ganhou novas e modernas instalações. A partir desta semana, a população é atendida na Rua Conrado Porto, número 320, no Centro da cidade.

A unidade agora conta com novo leiaute e novo mobiliário, inteiramente renovado, climatizado e iluminado com eficiência energética, que proporcionam mais conforto a clientes e funcionários. A agência atende clientes dos municípios de Granja, Barroquinha, Camocim, Chaval, Martinópole e Uruoca, além de Jijoca de Jericoacoara, um dos mais importantes polos turísticos do Ceará e do Nordeste.

Todos os serviços que a unidade oferecia foram mantidos. As principais atividades financiadas são comércio, artesanato, carnaúba, fruticultura, pecuária, pesca e turismo.

Em 2018, o BNB aplicou mais de R$ 25,4 milhões na jurisdição da agência Granja com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), operado exclusivamente pela instituição. Em todo o Estado, foram contratados R$ 2,1 bilhões com o FNE no ano.

Crediamigo contempla participantes

Posted on Updated on

O comerciante José Pereira da Silva é o primeiro contemplado pela Campanha Sonho Realizado, promovida pelo programa de microcrédito urbano orientado do Banco do Nordeste, Crediamigo, em parceria com a Visa, e receberá prêmio de R$ 30 mil para melhorias no seu empreendimento. Outros três clientes do Nordeste, norte de Minas Gerais e do Espírito Santo serão premiados até o fim da campanha.

José da Silva, de Teresina (PI), foi sorteado entre cerca de 50 mil participantes. Os próximos premiados serão conhecidos em 21/2 e 21/3. Concorrem todos os clientes que efetivarem compras a partir de R$ 10,00 no débito do Cartão Crediamigo Visa. Os resultados estarão disponíveis no site da promoção:www.visa.com.br/crediamigo.

Entre os planos para a utilização do prêmio estão ampliação do estabelecimento, reforma da fachada, aquisição de mobiliário e itens eletrônicos, como câmera de segurança e computador. As reformas serão conduzidas por arquiteto contratado pela Visa. Todo o processo de transformação será registrado para posterior divulgação em redes sociais. 

O diretor de Administração do Banco do Nordeste, Cláudio Freire, destaca a relevância do programa de microcrédito urbano, que é o maior da América do Sul. “O Crediamigo oportuniza a bancarização do microempreendedor, pois o insere desde o início de sua atividade”, frisou.

Em 2018, o Crediamigo aplicou cerca de R$ 9 bilhões na economia da Região, distribuídos em 4 milhões de operações. Somente no Ceará, foram mais de R$ 2,8 bilhões em investimentos e 1,5 milhão de contratos.

O programa financia até R$ 15 mil para investimentos, como compra de máquinas e equipamentos, construções e reformas, e também até R$ 15 mil para capital de giro solidário, a exemplo da aquisição de mercadorias e insumos de produção e da formação e renovação de estoques.

O microcrédito atende pessoas que trabalham por conta própria, individualmente ou reunidos em grupos solidários, que atuam nos setores informal ou formal da economia, no comércio, serviços e indústria. Associado ao recurso financeiro, o Crediamigo oferece aos empreendedores acompanhamento e orientação para melhor aplicação do crédito.

Entidades se posicionam contra pregão de serviços de arquitetura e engenharia

Posted on Updated on

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), além de 35 sindicatos e federações do setor, manifestaram-se de forma consensual junto ao Ministério da Economia contra o uso do pregão na contratação de serviços, tais como projetos, de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia.  A proibição valeria tanto para a modalidade eletrônica como presencial.

A manifestação atende a processo de consulta feito pelo governo sobre proposta para regulamentar e alterar as regras do pregão eletrônico para aquisição de “bens e serviços comuns, inclusive os de engenharia”, em cumprimento ao que determina o Decreto nº 5.450/2005.  Ela foi enviada à Secretário Geral de Gestão do Ministério e à Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério.  

 No entendimento dos Conselhos e entidades, a licitação por pregão seria válida apenas para a aquisição de bens e serviços comuns “cujos padrões de desempenho e qualidade possam ser objetivamente definidos pelo edital, por meio de especificações usuais de mercado”. Ou seja, o chamado “produto de prateleira”, classificação que não enquadra os projetos e demais serviços de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia por serem trabalhos técnicos de natureza intelectual não padronizáveis.

A manifestação, dessa forma, defende que “a modalidade de licitação pregão não se aplica à contratação de serviços de engenharia que exijam a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) instituída pela Lei nº 6.496/1977 e o registro profissional estabelecido pela Lei nº 5.194/1966, bem como serviços de arquitetura e urbanismo que exijam o Registro de Responsabilidade Técnica (RRT) e o registro profissional estabelecidos pela Lei n° 12.378/2010”.

 “O menor preço não é garantia de qualidade, muito ao contrário”, afirma o arquiteto e urbanista Luciano Guimarães, presidente do CAU/BR. A proibição de uso do pregão para serviços técnicos de natureza intelectual já existe na lei de licitações, no entanto tem sido ignorada nas três esferas governamentais. Nesse sentido, diz ele, “é fundamental que o decreto acompanhe o que diz a lei, para que não pairem mais dúvidas ou entendimentos equivocados. O desrespeito dessa proibição por muitos órgãos públicos tem dado motivo para ações Justiça que causam prejuízos financeiros à administração e à sociedade, além de impactos sobre os prazos”.