Cinco curiosidades sobre coliving estudantil, por quem optou pela moradia compartilhada

Posted on Updated on

Os colivings ou moradias compartilhadas são tendências que viraram realidade no Brasil. Afinal, são alternativas práticas, com um bom custo benefício, que oferecem infraestrutura sem burocracias para a locação como, por exemplo, fiador e cheque calção. O formato de moradia consiste no aluguel de um quarto compartilhado ou individual, que pode contemplar serviços como internet, manutenção, participação em eventos, limpeza e outros. Além disso, o morador pode usufruir de espaços comuns como lavanderia, salão de jogos, sala de TV, sala de estudos, cozinha, rooftop e churrasqueira.  

“Os brasileiros, especialmente os estudantes que estavam acostumados as tradicionais repúblicas, têm se interessado cada vez mais por esse formato, muito comum na Europa e nos Estados Unidos. A proposta vai muito além de imóvel: é uma experiência de vida baseada em colaboração, compartilhamento e liberdade”, explica Juliano Antunes, CEO da Uliving, que trouxe o conceito de residência estudantil compartilhada para o Brasil.

O estudante de medicina Lucas Martins, de 25 anos, aderiu ao modelo de moradia. Nascido em Franca, em São Paulo, o jovem precisava de um lugar para morar em Sorocaba, também no interior do estado, local que escolheu para cursar a faculdade. “Analisei todas as opções possíveis. Quando conheci o coliving exclusivo para estudantes e todas as facilidades que ofereciam, decidi que seria a melhor opção para o meu novo momento de vida”, explica.

O jovem, que já mora há quatro anos na Uliving, destacou cinco vantagens de morar em uma residência compartilhada, que só quem vive em coliving pode falar:

Praticidade  


coliving oferece infraestrutura e conforto para o estudante apenas chegar com a mala e se instalar no quarto. “Não precisei pensar e planejar a compra de mobília para a minha nova casa, foi um dos pontos que me fez optar por esse estilo de moraria.”

Despesas 

Lucas explica que todas as contas – locação, água, luz e internet – são cobradas em uma mensalidade única, então o morador sabe exatamente o que vai pagar por mês, o que pode facilitar na organização financeira.

Despreocupação

O serviço de internet está com baixo sinal? A lâmpada queimou? Essas e outras não são preocupações dos moradores, pois há uma equipe de funcionários disposta a resolver esses problemas comuns do dia a dia de uma casa. “Com isso não perdemos tempo e conseguimos focar no que realmente importa nesse momento: os estudos”, conta Lucas.

Ambiente tranquilo e silencioso

Lucas explica que, pelo fato de morar com outros estudantes, todos acabam tendo necessidades em comum. Segundo ele, uma das maiores preocupações é ter um ambiente tranquilo e silencioso para estudar. “Todo mundo respeita os horários na sala de estudos, o que torna o convívio fácil e favorável para a nossa realidade.”

  1. Diferentes culturas

A experiência universitária fica ainda mais rica na convivência com pessoas que têm ‘bagagens’ diferentes. “Debater assuntos do dia a dia e respeitar as diferenças, sejam elas qual forem, me faz crescer como pessoa. Se eu morasse em um apartamento sozinho, seria o meu espaço, na minha zona de conforto. Assim, eu não teria que ser melhor a cada dia para viver em comunidade, o que é essencial para a vida, especialmente em um ambiente profissional, por exemplo” finaliza o estudante.

Deixe uma resposta