“Tribunal de Contas do Século XXI” e Revista Técnica do TCE-CE serão lançados em Congresso Internacional

Posted on Updated on

O livro “Tribunal de Contas do Século XXI” e a “Revista Técnica dos Tribunais de Contas (RTTC)” serão lançados no próximo dia 13 de novembro (quarta-feira), às 15h30, durante o I Congresso Internacional dos Tribunais de Contas, que acontecerá de 11 a 14/11, em Foz do Iguaçu (PR). As publicações são coordenadas pelo Vice-Presidente de Ensino, Pesquisa e Extensão do Instituto Rui Barbosa (IRB), conselheiro Edilberto Pontes, presidente do TCE Ceará. 

O livro a ser lançado é o terceiro da Coleção IRB-Fórum. Contém 19 artigos de Conselheiros e Ministros dos Tribunais de Contas (TCs), individuais e em parceria. Os trabalhos envolvem temáticas da administração pública, relacionadas ao controle externo, tais como: papel e relevância dos TCs, combate à corrupção, aplicação dos recursos públicos, prestação de contas, políticas públicas, ética/compliance, auditoria, governança pública, inovação, tecnologia de informação, dentre outros.

A Coleção IRB-Fórum tem por objetivo aproximar a academia dos grandes escritores da área da gestão pública e do direito aos Tribunais de Contas, além de lançar reflexões que levem os órgãos de controle a um crescimento conjunto. Os dois primeiros títulos da Coleção são: “Conflitos Federativos: esperanças e frustrações em busca de novos caminhos para a solução”, de auditoria do Prof. Dr. Fernando Rezende; e “Governança Fiscal e Sustentabilidade Financeira: Os reflexos do Pacto Orçamentário Europeu em Portugal como exemplos para o Brasil”, do Prof. Dr. Marcus Abraham.

A Revista Técnica (Ano 4. Nº 1. Novembro/2019) contém experiências e reflexões acerca de assuntos inerentes ao controle externo, a partir de trabalhos técnicos e científicos de membros, servidores dos Tribunais de Contas e pesquisadores da área de administração pública.

“As publicações ressaltam o uso recorrente dos recursos de tecnologia da informação e sua relação com as aquisições públicas, assim como aplicações de business intelligence e inteligência artificial nos trabalhos dos tribunais de contas”, destacou o presidente Edilberto Pontes.

Deixe uma resposta