Prefeitura de Fortaleza desenvolve projetos de tecnologia para aprimorar serviços da Capital

Posted on Updated on

secretário samuel dias sentado em cabeceira de mesa com pessoas sentadas ao redor conversando

A Prefeitura de Fortaleza promoveu encontro, no Paço Municipal, com representantes do projeto Cientista Chefe para dialogar sobre projetos na área de tecnologia da informação e inteligência artificial para otimizar os serviços prestados aos cidadãos.

Na reunião, o secretário de Governo de Fortaleza, Samuel Dias, destacou a importância da criação de novas ferramentas de desenvolvimento local. “Esse é um programa muito importante para o Município, pois ele junta Prefeitura, Governo do Estado e Funcap no financiamento de pesquisas para questões do serviço público. Nele, desenvolvemos estudos aplicados a programas da Prefeitura para que possamos acompanhar resultados, desenvolver e aprimorar atividades em benefícios de todos, além de fortalecer o conhecimento científico municipal”, declarou.

São diversos projetos voltados a diferentes áreas como Saúde, Educação, Finanças e Desenvolvimento Social. Por meio do uso da tecnologia, estão sendo desenvolvidas ferramentas que podem, por exemplo, realizar atendimento eletrônico aos usuários através de chatbots, promover a análise de dados para o sistema de saúde e, com isso, utilizá-los como instrumento de prevenção de doenças e na oferta de um melhor atendimento à população.

Na educação, essa tecnologia pode contribuir para o acompanhamento e a identificação de gargalos na promoção de ações voltadas para suprir possíveis deficiências, entre outros aspectos.

Além do secretário Samuel Dias, participaram da reunião pesquisadores da Universidade de Fortaleza, do Governo do Estado e das Secretarias da Educação, Saúde, Finanças, Desenvolvimento Social e da Fundação de Ciência, Tecnologia e Inovação de Fortaleza (Citinova).

A expectativa é que o projeto traga resultados em curto e médio prazos e que sejam realizados encontros periódicos para o acompanhamento das atividades.

Deixe uma resposta