Escolas privadas terão grupo de suporte gratuito para aprenderem EAD

Posted on Updated on

Resultado de imagem para escolas

Em meio ao avanço do coronavírus pelo País, diretores e proprietários de escolas foram obrigados a suspender as atividades presenciais. Os alunos e professores, agora, passaram a migrar para o ensino à distância. Para a maioria das instituições, o principal desafio tem sido transformar digitalmente o conteúdo das disciplinas.

Diante disso, Bruno Pinheiro, da Be Academy, criou um grupo no Telegram para ajudar donos de escolas, professores, coordenadores e profissionais de educação a contornar os efeitos da pandemia de coronavírus.

Chamado informalmente de SOS Escolas Online, o grupo conta com aproximadamente 250 participantes, sendo 85% deles proprietários de instituições de ensino.

Os encontros acontecem todas terças e quintas, sempre às 20 horas, dentro do próprio grupo na rede social. “A ideia é transmitir minha experiência e de outros empreendedores à frente de um negócio virtual, dar algumas diretrizes e mostrar que é possível seguir com as atividades, mesmo com algumas limitações”, explica Bruno Pinheiro.

O empresário ainda acredita que os donos de escolas ainda não conseguem avançar com o EAD por ainda estarem presos às salas de aula. “Minha primeira preocupação é destravar a mente deles com relação a isso. E, a partir da mudança de mindset, propor ações simples, fáceis de implementar e baratas”.

Para os próximos encontros, o grupo já tem confirmado as participações de Gustavo Caetano, CEO da Sambatech, Arno Krug CEO da Mapple Bear e Daniel Cavalcante, que atende os grandes grupos educacionais no Brasil e criou um comitê de crise para a instituições de ensino.

Quem quiser fazer parte do grupo SOS Escolas Online precisa criar uma conta no Telegram e acessar o endereço: bit.ly/donodeescola.

Deixe uma resposta