Conselho do BNB destitui indicado a presidente pelo Centrão, que havia sido nomeado por Bolsonaro

O Conselho de Administração do BNB decidiu hoje (03.06) destituir da presidência do banco o nome indicado grupo de políticos denominado de “Centrão” e já nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro, Alexandre Borges Cabral. A nomeação seria parte de um “toma-lá-dá-cá” para dar sustentação política ao presidente no Congresso Nacional.

Ontem, ao tomar posse, Alexandre Cabral afirmou que “o grande desafio do BNB é repensar o Nordeste como foco de oportunidades, sobretudo acelerando o processo de desenvolvimento da Região e suprindo falhas de mercado”. Antônio Jorge Guimarães Pontes, diretor financeiro e de crédito, assume as funções.

Funcionário de carreira da instituição, Alexandre havia sido presidente da Casa da Moeda do Brasil em 2018 e há contra ele, no exercício daquele cargo, investigação por supostos desvios que somariam R$ 2,2 bilhões.

Veja abaixo a decisão do Conselho, já comunicada aos acionistas e ao mercado financeiro.

Deixe uma resposta