O comentário do Deodato Ramalho (segunda-feira, 29.06)

O advogado Deodato Ramalho comenta sobre fascículos da “Folha de S. Paulo” sobre a ditadura forçada aos brasileiros pelos militares, com “sofrimentos, dor, torturas e mortes, além de censura” entre o povo, e lembra que a Imprensa precisa aprender com os erros que cometeu – como é o caso da própria Folha, apoiadora do regime de exceção.

Deixe uma resposta