Projeto inovador da 3 Corações destaca cafés cultivados por comunidades indígenas na floresta amazônica

A empresa 3 Corações está convidando os apaixonados por café a não só conhecerem detalhes do projeto com cafés especiais sustentáveis, 100% Robusta Amazônico, cultivados por indígenas em meio a floresta amazônica, mas também a fazerem parte.

No próximo dia 12 (quinta-feira), às 19h, será transmitido o lançamento pelo canal do Youtube da marca, com participações especiais e a celebração da Cerimônia de Premiação do Concurso Tribos. O café foi plantado pelo homem branco nas terras indígenas Sete de Setembro e Rio Branco, nas cidades de Cacoal e Alta Floresta D’Oeste (RO), há cerca de 35 anos.

Após a demarcação, as terras foram devolvidas às comunidades indígenas e a partir de então eles iniciaram o envolvimento no cultivo desta cultura. Em 2018, o Grupo 3corações, maior empresa de café do Brasil, conheceu de perto mais sobre esta história e, neste momento, se deu início a um trabalho de empreendedorismo social. 

O Projeto Tribos foi idealizado pela 3 Corações em conjunto com importantes parceiros: Funai, Embrapa Rondônia, Câmara Setorial do Café, Emater-RO, Secretarias de Agricultura de Cacoal e Alta Floresta, Consultoria AGROCAF, além das cooperativas indígenas Garah Itxá, Coopaiter, Doá Txatô e Coopsur.

Criado com o objetivo de promover desenvolvimento sustentável, o Projeto Tribos é fortemente embasado em três importantes Pilares Indissociáveis e Interdependentes, são eles: Protagonismo do Indígena, Proteção da Floresta e Produção de Café de Alta Qualidade.

Com esta visão única e com objetivos claros, iniciou-se então um projeto em prol de valorizar o trabalho dos indígenas cafeicultores, trazer diversidade para cadeia do café, promover novas experiências com raros cafés especiais 100% Robusta Amazônico, gerando assim valor a todos os envolvidos, da produção ao consumo, por meio de uma iniciativa a favor da convivência harmônica entre o cultivo de café, o protagonismo do indígena e a floresta amazônica. 

Deixe uma resposta