A Coluna do Roberto Maciel (extra – segunda-feira, 16.11): O troco de Luizianne pode ser uma lição para Ciro Gomes

“Luizianne já comprou a passagem para Paris?”
A pergunta que serve de título a este texto circulou ontem em redes sociais na Internet. É uma ironia política forte. Diz respeito à possibilidade de que a deputada federal e ex-prefeita de Fortaleza se refugie em outros ares para não se envolver no segundo turno da disputa eleitoral da cidade – da qual foi excluída por decisão dos votantes. Dessa forma, adotaria a mesma postura que o ex-prefeito, ex-governador, ex-ministro e ex-deputado Ciro Gomes, adversário dos petistas, teve quando, em 2018, poderia ter dado apoio a Fernando Haddad (PT) no segundo turno do pleito para presidente da República – o autoexílio de Ciro na França teria deixado menos árduo o caminho de Jair Bolsonaro até o Planalto. Se Luizianne se omitir, como se viu dois anos atrás, pode, como Ciro, facilitar os planos de extrema-direita.

Um lado e o outro

Sarto retoma campanha de rua em carreata hoje com RC | Farol | OPOVO+


José Sarto (PDT, acima)), com 35,72% dos votos, e o bolsonarista Wagner Sousa (Pros, abaixo), com 33,32%, se reencontrarão nas urnas de Fortaleza no próximo dia 29. Será no segundo turno. Sarto, apoiado pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT), pelo governador Camilo Santana (PT), pelos irmãos Ciro e Cid Gomes (PDT) e pelo senador Tasso Jereissati (PSDB), num arco que engaja também DEM e PSB, entre outros partidos menos expressivos, terminou o primeiro turno com 457.622 votos. Wagner, que é apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), pelo ex-governador Lúcio Alcântara (PL) e pelo prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (PSDB, reeleito ontem), pelo senador Luís Eduardo Girão (Podemos) e por partidos menores, do espectro da direita, como Republicanos, Avante, PSC, PMN, DC, PTC e PMB, obteve 426.803 votos.

Soldado Noelio - UM RECADO DO CAPITÃO WAGNER E DO CAPITÃO BOLSONARO |  Facebook

Um ano esquisito
A política reservou para o estranho 2020 situações diferentes das habituais. Algumas bem curiosas, como o fato de o prefeito de Eusébio (CE), Acilon Gonçalves, ter sido reeleito com 67,30% dos votos, somando 24.158 votos, ter conseguido articular a eleição do filho, o deputado Bruno Gonçalves, no vizinho município de Aquiraz, e colocado a esposa, Marta, como suplente de vereadora em Fortaleza. Outro destaque foi a vitória de Ednaldo Lavor em Iguatu (PSD, 54,25% das indicações, somando 29.103 votos), encerrando o longo período de poder da família do deputado Agenor Neto (MDB, 43,12% das indicações, somando 23.136 votos). Sim, 2020 é de fato um ano estranho. Desde março é estranhamente incômodo ou supreendente. Nas eleições não poderia ser diferente.

Por fora
Já em Juazeiro do Norte, o mais votado pode ganhar mas não levar. É que Glêdson Bezerra (Podemos) está sub júdice. Há uma decisão judicial que o afastou da disputa, uma vez que, segundo o Ministério Público Eleitoral, o candidato não havia se afastado da função pública que exerce profissionalmente no tempo devido. conquistou 38,18% dos votos (50.715) contra 36,20% do prefeito atual, Arnon Bezerra, do PTB (36,20% dos votos, somando 48.079). Glêdson pode recorrer da decisão.

Mano a mano

Dr. Elpidio Nogueira - Posts | Facebook


A família Nogueira não está festejando só a ida de José Sarto para o segundo turno. O irmão dele, que também é médico, foi reeleito mais uma vez para vereador na Câmara Municipal de Fortaleza. Elpídio Nogueira (PDT) conquistou com 9.528 votos o direito de mais uma temporada parlamentar – a sexta. Político muito ligado às causas da saúde, mas também às da cultura e do turismo, já é cotado para o gabinete do mano, caso Sarto saia vitorioso das urnas de 29 de novembro.

As cadeiras
Ficou assim a distribuição de posições na Câmara Municipal de Fortaleza:

Cidadania (3 vagas)
Michel Lins Cavalcante de Almeira (5.932 votos)
Francisco Enilson de Sousa Soares (3.785 votos)
Kátia Maria Rodrigues de Sousa (3.706 votos)

Democratas – DEM (1 vaga)
Regina Cláudia Tabosa Ferreira Gomes (8.614 votos)

Partido Democrático Brasileiro – PDT (10 vagas)
Lúcio Albuquerque Bruno Figueiredo (23.867 votos)
Júlio Brizzi Neto (16.379 votos)
Antônio Henrique da Silva (15.471 votos)
Adail Fernandes Vieira Júnior (13.974 votos)
Gardel Ferreira Rolim (11.527 votos)
Paulo Victor Araújo Martins (10.557 votos)
Ana Paula Brandão da Silva Farias (10.084 votos)
Elpídio Nogueira Moreira (9.528 votos)
Renan Ehrich Colares (9.508 votos)
Raimundo Cunha Filho (8.739 votos)

Progressistas (2 vagas)
Emanuel Acrízio de Freitas (11.351 votos)
Luciano Girão Sales Filho (9.830 votos)

Partido Liberal – PL (2 vagas)
Ana Maria Teixeira Matos de Sousa (5.916 votos)
Francisca das Chagas Silva de Souza (5.791 votos)

Partido Social Democrático – PSD (2 vagas)
Pedro Ferreira Mesquita Filho (7.323 votos)
José da Silva Freires (6.273 votos)

Partido Social Cristão – PSC (2 votos)
Priscila Bezerra da Costa (14.606 votos)
José Erivaldo Xavier Travassos (4.017 votos)

Partido Social Liberal – PSL (uma vaga)
Marcelo Lemos Coelho (candidatura está sub judice) (5.374 votos)

Partido Republicano da Ordem Social – PROS (5 vagas)
José Alberto Bastos Vieira Júnior (7.277 votos)
Julierme Lima de Sena (7.124 votos)
Francisco Márcio Martins Barbosa (6.934 votos)
Bruno Fernandes Mota (6.099 votos)
Reginauro Sousa Nascimento (5.224 votos)

Partido Socialismo e Liberdade – PSol (2 vagas)
Gabriel Lima de Aguiar (9.851 votos)
Adriana Gerônimo Vieira Silva (9.789 votos)

Partido Socialista Brasileiro – PSB (3 vagas)
Leonardo Sales Couto Bezerra (9.399 votos)
Fábio Rubens Marques Ramos (6.819 votos)
Francisco Eudes Ferreira Bringel (5.780 votos)

Partido dos Trabalhadores – PT (3 vagas)
Larissa Maria Fernandes Gaspar da Costa (8.555 votos)
Guilherme de Figueiredo Sampaio (5.816 votos)
Antônio Ronivaldo da Silva Maia (4.981 votos)

Partido da Mulher Brasileira – PMB (2 vagas)
Francisco Wellington Sabóia Vitorino (4.915 votos)
João Germano Medeiros (3.157 votos)

Partido da Social Democracia Brasileira – PSDB (uma vaga)
Jorge Luiz Cavalcante de Brito Pinheiro (8.319 votos)

Podemos (uma vaga)
Danilo Lopes Ferreira Lima (3.782 votos)

Rede Sustentabilidade
Raimunda Claudenira da Rocha Barros (4.928 votos)

Republicanos
Ronaldo Machado Martins (31.840 votos)
Carmelo Silveira Carneiro Leão Neto (8.527 votos)

Articulação

Anuário do Ceará na TV: Antônio Henrique é o vereador mais influente de  Fortaleza - Anuário do Ceará


As urnas de domingo passado consolidaram também a posição de liderança do vereador Antônio Henrique (PDT, acima), presidente da Câmara Municipal de Fortaleza. Reconduzido ao mandato com 15.471 votos, ele se credencia mais uma vez para o comando do Legislativo municipal – e conduzindo um trunfo especial: os espaços privilegiados que conquistou na campanha de José Sarto, sendo o principal interlocutor entre o PDT e os vereadores.

Região

Vereadores de Caucaia aprovam CPI contra o Prefeito Naumi - Blog Edison  Silva


Assim como Fortaleza, Caucaia terá segundo turno. O prefeito Naumi Amorim (PSD, acima) obteve 40,93% dos votos, totalizando 69.262 votos. Apesar desse alto índice, vai para o tira-teima com o deputado estadual Vitor Valim (Pros), que conseguiu 27,87% dos votos, chegando a 47.171 indicações. Caucaia é um dos mais importantes municípios do Ceará, com forte expressão na economia da Região Metropolitana de Fortaleza.

Em vídeo
O canal Coluna da Hora, que resulta de parceria entre mim, a jornalista Eveline Frota e o músico e videomarker André Reis, está veiculando entrevistas sobre temas diversos (https://www.youtube.com/colunadahora). Mas não é só isso. Sempre às terças e quintas-feiras. Eu e Eveline temos lives no Instagram, também com a marca “Coluna da Hora”. Começamos às 17 horas e nossos encontros com internautas duram uma hora. Pode-se acessar e participar da Coluna da Hora no Instagram pelos perfis @evefrota ou @robertoamaciel.

Extra, extra!
Hoje, excepcionalmente, eu e Eveline voltaremos ao Instagram com mais uma live. A política é a tônica. Vamos dissecar o resultado das urnas. E, diferentemente do convencional, iniciaremos às 18h.

Contatos
Dê um olá para o Portal InvestNE. Pode ser pelo e-mail portalinvestne@gmail.com ou pelo WhatsApp, no número +55 85 99855 9789.

2 comentários em “A Coluna do Roberto Maciel (extra – segunda-feira, 16.11): O troco de Luizianne pode ser uma lição para Ciro Gomes”

Deixe uma resposta