PT de Fortaleza (CE) confirma apoio a Sarto; definição complica mais a situação de Wagner Sousa, apoiado por Bolsonaro

O PT anunciou apoio por unanimidade ao candidato pedetista, José Sarto, no segundo turno das eleições em Fortaleza. O partido destaca a expressão “unanimidade” em nota divulgada hoje (17.11, terça-feira), deixando claro que até a ala comandada pela deputada federal Luizianne Lins, ex-prefeita que terminou o primeiro turno em terceiro lugar, deve ser incluída na decisão.

O Partido dos Trabalhadores definiu a orientação de filiados e simpatizantes a votar na candidatura do Partido Democrático Trabalhista (PDT), em apoio aos candidatos José Sarto e Élcio Batista (PSB). Com isso, torna mais complicada uma reação do candidato apoiado por Jair Bolsonaro, o deputado federal Wagner Sousa (Pros).

Segundo pesquisa Datafolha, Wagner tem apenas 41% das intenções de voto no segundo turno, contra 49% de Sarto. Ontem, diante de críticas do governador Camilo Santana – que é o petista mais graduado no Ceará, com alto índice de aprovação na gestão -, Wagner o atacou, chamando-o de “garganta de aluguel de Ciro Gomes”.

Na deliberação petista, é ressaltado o volume de 227.470 votos dados a Luizianne Lins, destacando também a eleição de três vereadores (Guilherme Sampaio, Larissa Gaspar e Ronivaldo Maia, que participaram da coletiva para apresentação da iniciativa) para a Câmara de Fortaleza.

O texto indica que “a dimensão desse resultado impõe ao PT Fortaleza a responsabilidade política de apontar rumos para o futuro da nossa cidade”. Incisiva, a sigla explica na nota que “acima de tudo (…) tem a responsabilidade política de combater o projeto fascista de Bolsonaro e seus retrocessos para a classe trabalhadora. Não nos omitiremos dessa tarefa”.

Deixe uma resposta