Startup lança pesquisa sobre o uso de marketing por profissionais da saúde

Para ter um consultório bem sucedido nos dias de hoje, é necessário muito mais do que um espaço para atendimento, e um dos principais pilares para construir uma carreira é conseguir usar a comunicação e o marketing para a divulgação dos seus serviços de maneira assertiva e sem transformar as profissões da área da saúde em algo mercantilista ou gerar descrédito de colegas. 

A Livance, startup que oferece infraestrutura como serviço para profissionais da área da saúde, percebeu que ações de marketing podem ser a principal variável para que um consultório tenha sucesso, e por isso realizou uma pesquisa com mais de 150 membros de suas sete unidades para entender, de fato, quais os efeitos que o marketing podem causar no volume de atendimento do seu consultório e quais são as melhores maneiras para elaborar uma estratégia de acordo com cada especialidade.

O Painel vem para agregar ainda mais valor a uma série de ferramentas que a startup oferece aos seus membros, como o serviço de agendamento de consultas por telefone ou via Whatsapp, um site customizável, onde é possível não só agendar consultas como promover ações de marketing digital.

“A Livance tem como visão auxiliar o profissional da área da saúde muito além do espaço físico apenas, e ao constatarmos que após abrirem seu consultório, muito deles tinham dificuldades em criar uma estratégia de divulgação, decidimos dar todo o suporte necessário, não só elaborando essa pesquisa, como também fazendo mentorias e painéis com agências especializadas. Essa ação, somada a uma série de outras que oferecemos aos nossos membros, contribuem para que o profissional de saúde que possua um consultório na Livance obtenha um diferencial estratégico e melhore a experiência de seu atendimento”, disse o CEO da Livance Claudio Mifano.

Confira os resultados da pesquisa abaixo:

Mais da metade dos profissionais não fazem ações de marketing – a pesquisa contou com as respostas de 155 profissionais da saúde; 55% dos médicos ainda não fazem investimento em marketing. A maior dificuldade apontada por eles foi a falta de conhecimento na área (40%). Contudo houve um crescimento de 60%, em relação a 2019, no número de pessoas que passaram a fazer marketing.

Há pouca participação de profissionais de marketing para fazer as estratégias – 46,7% conta com a ajuda de amigos para fazer as ações; 21,3% dos profissionais fazem cursos on-line para se aprimorar. Apenas 10,7% buscam por agências.  

Meio de divulgação – Instagram é o preferido dos profissionais, vide gráfico abaixo:

Créditos: Livance

Investir em marketing não é necessariamente caro – 61,9 dos entrevistados gastam, no máximo, R$ 500 em campanhas de marketing; 16,7% dizem investir até R$ 1.500 em divulgação; 4,8% investem acima de R$ 3 mil e cerca 11,9% preferiu não responder. A pesquisa ainda mostrou que 62% dos respondentes estão satisfeitos com os resultados obtidos até o momento. 

Quem realiza ações de marketing atende mais – A Livance comparou o volume de atendimento em seus consultórios e identificou que os profissionais que realizam ações de marketing de maneira constante atendem em média 147% a mais comparado aos que ainda não fazem. 

Deixe uma resposta