Composição partidária da @Assembleia_CE muda com efetivação de cinco deputados suplentes

Com cinco deputados estaduais eleitos para prefeituras no pleito municipal deste ano, a Assembleia Legislativa terá mudanças em sua composição partidária no período 2021/2022. O partido Patriota, que atualmente estava sem representante na Casa, passa a contar com um parlamentar.

Eleito para assumir a prefeitura de Aquiraz, Bruno Gonçalves (PL) foi o primeiro dos prefeitos eleitos a apresentar pedido de renúncia do mandato de deputado. O suplente a ser efetivado será Gordim Araújo (Patriota), que exerceu suplência quando Bruno se licenciou do cargo, em 2019.

Outros quatro deputados têm até 31 de dezembro para renunciar ao mandato e assumir as prefeituras, em 1º de janeiro: José Sarto (PDT), deve assumir a titularidade Manoel Duca (PDT); Patrícia Aguiar (PSD), assume David de Raimundão (MDB); Vitor Valim (Pros) com efetivação de Toni Brito (Pros); Nezinho Farias (PDT), assume como titular Lucílvio Girão (PP). Com essa mudança, será convocado o suplente Oriel Nunes Filho (PDT).

As efetivações dos suplentes alteram a composição numérica de algumas bancadas do Poder Legislativo. O PDT, com um parlamentar a menos, seguirá com a maior bancada, com 13 deputados efetivos: Antônio Granja, Evandro Leitão, Guilherme Landim, Jeová Mota, Marcos Sobreira, Osmar Baquit, Queiroz Filho, Romeu Aldigueri, Salmito, Sérgio Aguiar, Tin Gomes, Manoel Duca e Zezinho Albuquerque (licenciado).

Dois partidos passarão a contar com um parlamentar a mais e estarão empatados em segundo lugar, com cinco deputados cada: PP e MDB. O primeiro contará com os deputados Apóstolo Luiz Henrique, Bruno Pedrosa, Fernando Hugo, Leonardo Pinheiro e Lucílvio Girão, que se efetiva; enquanto o segundo será representado por Agenor Neto, Danniel Oliveira, Leonardo Araújo, Walter Cavalcante e Davi de Raimundão, que também é efetivado.

Partido do governador Camilo Santana, o PT segue na terceira colocação, com quatro parlamentares: Acrísio Sena, Elmano Freitas, Fernando Santana e Moisés Braz.

Seis partidos seguem com dois deputados: Republicanos (André Fernandes e David Durand), SD (Aderlânia Noronha e Heitor Férrer), PSB (Audic Mota e Nizo Costa), PCdoB (Augusta Brito e Carlos Felipe), PSDB (Fernanda Pessoa e Nelinho Freitas) e Pros (Soldado Noélio e Toni Brito).

O PL e o PSD que antes tinham dois deputados cada ficarão com um, respectivamente, Dra. Silvana e Érika Amorim. Outros quatro partidos continuam com um representante na Assembleia Legislativa: PSL (Delegado Cavalcante), DEM (João Jaime), Cidadania (Júlio César Filho), Psol (Renato Roseno). E o Patriota ganha representação com a efetivação de Gordim Araújo.

Deixe uma resposta