Grupo empresarial atinge faturamento de R$ 1 bilhão este ano no País

O Grupo All Nations, que reivindica a posição de uma das maiores distribuidoras de produtos e equipamentos nos mais variados segmentos da tecnologia no Brasil, acaba de atingir R$ 1 bilhão de faturamento este ano no País. O resultado é fruto de uma reengenharia da atuação das unidades negócios com foco em vendas eletrônicas tanto no atacado quando no varejo.

A organização é detentora das marcas HiCorp, Mania Virtual, Pctop, Aqui Pneus, Win Energias Renováveis e Prizi, que compõem um portfolio bastante variado de produtos e equipamentos nas áreas de segurança, energia solar, informática, mobiliário de escritório, telefonia, impressão e games.

Para enfrentar a crise econômica causada pela pandemia e manter a performance das unidades de negócios, o Grupo All Nations promoveu mudanças estratégicas na relação com clientes, fornecedores e consumidores finais, com investimentos em vendas pela internet e ganho de escala, além de estabelecer novos modelos de trabalho para o corpo de colaboradores, incluindo sistema híbrido de teletrabalho e atuação presencial pontual para os mais de 210 profissionais da empresa.

Segundo Michael Castro, diretor comercial da All Nations, o faturamento recorde deste ano é a materialização dos esforços diários de toda a equipe. “Sem dúvidas, é uma satisfação ver o fruto do trabalho que nosso time realiza e das parcerias que fazemos. Nossos esforços são para manter todas as unidades de negócios performando de maneira homogênea”, acrescenta.

Segundo o executivo, em função da pandemia, a área de tecnologia conseguiu crescer além do esperado, muito em função do home office que estabelecemos. “Reagimos rapidamente quando a crise sanitária se instalou Nesse cenário de pandemia, nós tínhamos de manter nosso time e negócios em segurança e, por isso, contamos com as parcerias construídas até aqui”, diz.

“Hoje todos os colaboradores podem trabalhar de suas casas e esse modelo tem dado muito certo. A implementação do home office nos possibilitou fazer a mudança de nossa matriz para um espaço que atende muito melhor as necessidades do grupo. Também tivemos um ganho de produtividade, que impactou positivamente no negócio da organização”, conclui.

Deixe uma resposta