Assembleia Legislativa do Ceará participa de campanha de vacinação contra #covid19

Vinte profissionais de Enfermagem da Assembleia Legislativa do Ceará estão participando da campanha de vacinação contra a covid-19. As equipes estão atuando no serviço no estacionamento do Shopping Iguatemi e no RioMar Kennedy.

“Temos aprovado matérias relacionadas ao combate ao coronavírus, além de pautar o assunto nas sessões da Casa. É uma satisfação poder firmar essa parceria para ajudar nesse enfrentamento de forma efetiva, cedendo profissionais qualificados que atuam diariamente na Assembleia para salvar vidas”, afirma o presidente do Parlamento Estadual, deputado Evandro Leitão (PDT).

Para o diretor do DSAS, Luís Edson Corrêa, “é uma ação de grande relevância, que visa a proteção da nossa população, então é muito bom para todos nós que estamos realizando esse trabalho participar e realizar esse gesto tão humanitário”.

Segundo ele, a cessão dos profissionais para fortalecer a campanha foi iniciativa do presidente da AL, deputado Evandro Leitão (PDT), em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesa) e a Prefeitura de Fortaleza. “Até o momento, temos uma equipe com cinco profissionais, sendo quatro enfermeiras e um técnico de enfermagem a postos no Drive de Vacinação do Shopping Iguatemi. Nas próximas semanas, deslocaremos outra equipe para atender em outro drive de vacinação, ainda a definir”, acrescenta.

A diretora da célula de Enfermagem do DSAS, Odete Sampaio, explica que os profissionais da AL estarão à disposição até o fim da campanha de vacinação. Ela esclarece que, no momento, estão sendo vacinados idosos com mais de 75 anos cadastrados e com agendamento realizado pelo site Vacine Já (https://vacineja.sepog.fortaleza.ce.gov.br) ou pelo aplicativo Mais Saúde Fortaleza, e também aqueles idosos com mais de 90 anos que não puderam realizar agendamento. Estes, de acordo com ela, passarão por uma triagem no atendimento do drive e então direcionados para o contêiner de vacina.

A vacina foi produzida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca. Conforme informações da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a segurança e a produção de anticorpos pelo imunizante em pessoas da terceira idade são garantidas.

Deixe uma resposta