Governo do Estado paga mês de fevereiro do Cartão Mais Infância Ceará

Cerca de 45 mil famílias beneficiadas com o Cartão Mais Infância recebem nesta segunda-feira (15.02) a transferência de renda mensal do Governo do Ceará, no valor de R$ 85. Neste mês, aproximadamente R$ 4 milhões foram investidos pelo Estado para garantir o auxílio aos núcleos familiares cearenses com crianças de 0 a 5 anos e 11 meses, em situação de extrema pobreza. Em 2021 o investimento total é de R$ 74 milhões assegurados para cerca de 70 mil pessoas.

“Seguimos atendendo as necessidades de quem vive em situação de vulnerabilidade social. Por meio do Cartão Mais Infância Ceará, o Estado está garantindo que mães tenham condições de alimentar seus filhos e, com isso, dar assistência às famílias cearenses”, destaca a primeira-dama do Ceará, Onélia Santana.

Nos últimos anos, desde 2017, o Estado realizou o investimento de cerca de R$ 109,5 milhões, destinado para pessoas que se enquadrem na situação de alta vulnerabilidade social: residentes de zona rural, em propriedades sem banheiro ou sanitário de estrutura inapropriada, além de residências urbanas sem água canalizada em, pelo menos, um cômodo; domicílios improvisados, adaptados para servir de moradia; e domicílios coletivos, como abrigos, pensões, alojamentos, dentre outros. Para conceder o benefício, a família deve estar escrita no Cadastro Único Para Programas Sociais (CadÚnico).

A mãe da pequena Dávylla Lorrane (2), a dona de casa Marinês Sousa (35), que mora na cidade do Crato, disse que o benefício auxilia nas despesas de casa. “Esse dinheiro é fundamental nos gastos que tenho com minha filha, pois ajuda bastante na alimentação dela. Sou muito grata por fazer parte das pessoas que recebem esse cartão porque é graças a ele que ainda consigo bancar as necessidades”, salienta.

O aumento no número de famílias beneficiadas com o Cartão Mais Infância Ceará foi anunciado no início do ano pelo governador Camilo Santana durante sanção da lei que atualiza e consolida o Programa Mais Infância Ceará como política pública de Estado. Uma ampliação de 45% em relação às 48 mil famílias atendidas em 2020. A iniciativa faz parte das ações do Programa Mais Infância Ceará e é executada pela Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS).

Deixe uma resposta