Como gerar leads em eventos internacionais

A expectativa do profissional da área comercial ao participar de feiras e congressos é sempre conseguir contatos que gerem futuras vendas, os chamados leads. Thomas Raad, trader de commodities e sócio da Raad International Trading, trading company situada em São Paulo, com escritório em Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos, recomenda aos profissionais se capacitarem para fazer bons contatos nesses eventos.

Segundo o trader, as redes sociais, especialmente o YouTube e o Instagram, têm vídeos de especialistas e influenciadores que ensinam a ser um vendedor melhor sem precisar gastar em um curso muito caro que, às vezes, pode não trazer o resultado esperado. “Mas antes de começar a consumir esses conteúdos religiosamente, você precisa analisar o que assiste com um olhar crítico para aprender a utilizar as técnicas que está vendo no seu dia a dia”, adverte.

Outros meios que Raad recomenda para capacitação são livros e de cursos de vendas em vídeo. “Se você gosta de ler, tem muito livro sobre vendas que eu já li e gosto de indicar. Os meus top trê são: ‘Nocaute’, de Gary Vaynerchuk; ‘Spin Selling’, de Neil Rackham e “A Máquina Definitiva de Vendas”, de Chet Holmes”, indica.

Ele ainda ressalta que o processo de venda precisa ser mostrado ao cliente como uma experiência e não apenas a oferta de um produto ou serviço. “As pessoas geralmente entram na loja pensando nos motivos de por que elas não devem gastar e uma das primeiras impressões que fica na nossa mente é como seremos atendidos. Se forem mal atendidas, elas perdem o clima e já saem na hora. Eu mesmo já fiz isso várias vezes. O nosso trabalho é fazê-lo esquecer que vai ‘gastar’ e transformar esse contato numa experiência de melhoria ou investimento”, ensina.

Fomento de negócios de commodities e alimentos do Brasil para o Mundo

Raad vai participar entre os dias 21 e 25 de fevereiro da Gulfood, primeiro evento presencial de abastecimento de alimentos e bebidas de 2021, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A feira terá 20 salões repletos de diversos produtos de 85 países.

Durante a feira, ele pretende reforçar as vendas com os clientes da região e fomentar negócios de commodities e alimentos do Brasil com países do Oriente Médio e Ásia. Entre os produtos que serão expostos pela Raad International Trading, destaque para amostras de gergelim, arroz, café, mel e própolis, além de cacau e chocolate da Bahia.

trader explica que pretende abrir mercados para esses produtos devido à boa aceitação no exterior, embora o mercado de mel e própolis ainda seja pouco explorado, segundo Raad, o que pode abrir boas possibilidades.

Ele ainda informa que intermediou um investimento árabe de US$ 1 milhão para reformar uma fábrica de chocolates em Itajuípe, na Bahia, perto de área de plantação de cacau. Segundo o trader, a obra foi concluída em 2020 e agora estão sendo feitos ajustes na produção para atender demandas de exportação e também garantir o atendimento do mercado interno. “Estou levando gotas de chocolate com cacau 60% e 70% para degustação de potenciais clientes e outros ao redor do mundo”, destaca.

A Raad International Trading atualmente está pivotando a empresa para a integração de tecnologia para melhoria de serviços prestados na área de comércio exterior com o objetivo de diminuir a pulverização da compra de commodities e alimentos do Brasil oferecendo um sistema atendimento personalizado, baseado em dados, inteligência artificial, machine learning, automatização e know-how para clientes do mundo todo.

Segundo Raad, durante o evento será feita uma pesquisa com os clientes para entender melhor suas necessidades com o objetivo de desenvolver uma plataforma para melhorar o serviço e aplicar tecnologia dentro do ramo.

Deixe uma resposta