Pandemia acelera transformação digital no setor público

Os desafios para a sociedade com a chegada da covid-19 atingiram a vida de todos e não foi diferente com os órgãos públicos. Antes, responsáveis por receber em seus espaços milhões de pessoas todos os dias para realização de procedimentos desde triviais, como tirar um documento de identidade, até os mais complexos, que exigiam uma ida e vinda em diferentes setores e locais de atendimento, essas entidades tiveram que acelerar sua transformação digital, levando para a palma da mão muitos serviços antes executados apenas presencialmente. 

Este cenário foi propício para que a Certsys, empresa especializada em inovação e transformação digital, pudesse ajudar muitos órgãos das esferas estaduais e federais a promoverem suas transformações digitais, para se adequarem aos novos tempos de mudanças tão drásticas. Órgãos como FIEP e Furnas foram alguns exemplos. Além de equipes inteiras de desenvolvedores, consultores digitais e outros que passaram a ter dedicação total a esses clientes, a Certsys dedicou treinamento específico para que muitas dessas empresas públicas tivessem a oportunidade de manter o contato com os cidadãos e outros atores sociais que necessitam de seus serviços. 

Na atuação junto a uma entidade pública do Estado de São Paulo, por exemplo, a solução da Certsys já facilitou a interação de 3,3 milhões de pessoas. “Foi um grande desafio trazer toda uma operação que, antes da pandemia, se dava de forma física, para o digital”, conta João Teixeira, CGO e head de inovação da Certsys. “Conseguimos implantar jornadas completas para certificações, aquisições de documentos e outros serviços que o cidadão comum necessita todos os dias desses órgãos. Foi possível, em tempo recorde e com muita dedicação, participarmos dessa transformação”, conta Georgio Santos, head da área de setor público da Certsys, que diz que são integrações complexas e que algumas delas possuem interações com milhões de usuários todos os dias.

Parte dessas atividades de balcão passaram para a palma da mão, via smartphone, com um desafio também para vencer alguns pontos burocráticos, já que com um orçamento público cada vez mais enxuto, alguns desses contratos visavam a inserção de sistemas de RPA (robotização) e chatbots que fossem implementados visando dinamismo e baixo custo. 

“Adaptamos o atendimento dentro desses padrões e conseguimos obter sucesso nas licitações. Posso afirmar que hoje estamos prontos para os desafios dentro da esfera pública em seus dois cenários, sendo o primeiro que inclui uma mentoria para saber da viabilidade de se implantar um sistema de transformação digital e um outro quando temos uma RFP de licitação pré-definida, quando conseguimos nos adequar e ser competitivos para ganhar e executar o que está delimitado”, completa Georgio Santos. 

Em 2020, a Certsys acumulou 34 projetos ativos no setor público, tendo contratado 201 funcionários, sendo que 140 deles estão operando em tempo integral com os órgãos e promovendo in loco a transformação digital necessária para dar conta da alta demanda, em tempos de isolamento social. Para 2021 a empresa projeta crescimento no setor, além de um aumento no número de contratações especificamente para operar essas demandas. 

A expectativa é de que haja uma aceleração desses processos em 2021, uma vez que as demandas por Segurança da Informação, especialmente alavancada pela implantação da nova LGPD (Lei Geral de Processamento de Dados), sugere a implementação de processos que a própria Certsys já vem realizando há tempos em empresas e parceiros privados. A Análise de Dados para operações mais digitais e a multicanalidade são outros pontos que devem ter impactos importantes dentro do trabalho da Certsys, que tem participado de concorrências dentro da esfera pública para bancos e outros órgãos. 

Deixe uma resposta