Cotação alta do dólar não retrai mercado de intercâmbio, que segue aquecido

Posted on Updated on

Em tempos de dólar alto, os brasileiros não parecem ter deixado de lado o desejo de investir num programa de intercâmbio. De acordo com a Associação Brasileira de Agências de Intercâmbio (Belta), o mercado brasileiro de educação internacional se reinventa a cada dia e cresceu 20,86% em número de embarques em 2018: 365 mil pessoas foram para outros países estudar ou estudar e trabalhar ao mesmo tempo. O valor movimentado pelo segmento chegou a US$ 1,2 bilhão.

Sediada em Campinas (SP), a Studying Programas de Intercâmbio, tem como foco aqueles que desejam aprimorar ou ampliar o conhecimento de um determinado idioma num país onde ele é a língua nativa. “Já está mais que comprovado que esta estratégia é muito eficiente”, diz Walmir Castanha, diretor da empresa. “A imersão e o contato diário com as pessoas não só na escola são potencializadores do aprendizado”.

O intercâmbio com cursos de idiomas é um dos programas mais procurados pelos brasileiros. “É um mercado atrativo, o que nos fez desenvolver uma política comercial para formar uma rede de representantes em todo o Brasil”, declara Castanha. “Buscamos não só pessoas físicas que queiram oferecer programas de intercâmbio, mas também escolas de idiomas e agências de viagens que queiram aumentar seu mix de produtos e, claro, o faturamento”.

A Studying oferece aos representantes treinamento presencial e online, além de materiais variados para aprimorar a prática comercial e, consequentemente, atingir os objetivos de vendas. A remuneração se dá por comissionamento e a porcentagem varia de acordo com o pacote, tempo de curso e país escolhido. Interessados podem obter mais informações pelo site www.studying.com.br, pelo e-mail iam@studying.com.br ou pelos telefones (19) 2121 2840 e (19) 9 8966-6953.

Deixe uma resposta