WTM Latin America seleciona empresa para desafio em programação especial

Posted on Updated on

Empreendedores do setor de viagens e turismo terão uma oportunidade diferenciada na WTM Latin America deste ano. Com um espaço reservado para start-ups o evento, em parceria com a Campus Party, abre espaço para 12 empresas que poderão apresentar seus projetos na 8ª edição da feira. As inscrições para participar do desafio estão abertas até o dia 04 de março, tendo vagas limitadas a 30 empresas participantes na seleção.

O desafio consiste em duas fases, sendo a primeira referente a seleção de 12 start-ups que participarão da WTM Latin America e apresentarão os projetos durante o evento, a uma comissão julgadora.  

As empresas interessadas em se inscrever no desafio da Travel Forward Start-up Hub devem preencher o formulário neste link e atender aos seguintes perfis| requisitos: empresas em negócios pré-operacionais (sem registro ou faturamento) com protótipo ou versão beta de produto viável ou empresas estabelecidas (com CNPJ) há no máximo cinco anos; ter ou estar desenvolvendo uma solução de base tecnológica (web|software|hardware|mobile)e ser focada no setor de viagens e turismo.

Durante o evento, as start-ups escolhidas terão um espaço para expor seus produtos e, ao final dos dois primeiros dias farão uma defesa do projeto para mentores do Conselho Consultivo e influenciadores do mercado. Serão seis start-ups por dia, que farão uma apresentação de no máximo cinco minutos e devem explanar sobre aspectos comerciais do negócio, diferenciais e escalabilidade.

No último dia, serão anunciados os três vencedores do desafio. E, como prêmio para a segunda fase, os ganhadores terão o benefício de expor na Campus Party, além de receber cinco ingressos para participar do evento.

Ney Neto (foto), diretor de desenvolvimento de negócios e inovação na MCI Group, reforça a importância que esta abertura de espaço para start-ups dentro do principal evento de negócios de turismo da América Latina representa. “Já passamos da fase de imaginar os impactos causados na indústria do turismo por novos modelos de negócios ou por inovações disruptivas. Agora chegou o momento de construir pontes entre o setor e essas empresas nascidas no digital. Promover o acesso a startups e suas propostas é uma das melhores maneiras de desenvolver o segmento de turismo, e nesse contexto a iniciativa da WTM de apresentar estes empreendedores ao público do evento fortalece toda a cadeia produtiva de viagens, criando muitas oportunidades de negócio.”

Mais informações sobre o processo de seleção podem ser conferidas no regulamento do desafio. Os interessados em participar devem publicar informações sobre o produto|serviço, disponibilizar um link de acesso às informações, um resumo do modelo de negócios com até 280 palavras e, para àquelas empresas que não tem, é preciso criar um logotipo.

A diretora da WTM Latin America, Luciane Leite, explica que a iniciativa de trazer o público das start-ups para dentro do evento é um reflexo da evolução do mercado e um modelo de atuação já testado e muito bem avaliado em Londres. “Buscamos referências positivas no mercado e, em especial, no nosso evento de Londres, que é o maior quando se trata de turismo B2B no mundo. Além disso, temos consciência sobre a importância e o impacto que a tecnologia e a inovação têm em nosso setor. Abrir espaço para essas empresas apresentarem suas propostas e participarem desse desafio é um estímulo muito positivo para o mercado como um todo, uma vez que criamos uma vitrine para novas soluções”, finaliza.

A instituição não divulgou se a agenda sofrerá alterações em função da pandemia do coronavírus.

Deixe uma resposta