Pequenas empresas podem reduzir custos até 15% ao trocar carros próprios por alugados

Posted on Updated on

Depois do forte crescimento na locação de veículos para pessoas físicas e motoristas de aplicativos, uma parte deste setor aposta agora nas pequenas e médias empresas, que também podem, assim como as grandes companhias, reduzir em até 15% seus custos ao trocar carros próprios por frotas terceirizadas.

De acordo com a Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla), entre 80% e 90% das empresas do país ainda contam com veículos comprados. E isso demanda uma série de cuidados permanentes, com financiamentos, manutenções, documentações, impostos, seguros, etc.

Com uma frota terceirizada, mesmo que pequena, a empresa paga apenas o aluguel mensal, enquanto toda a gestão dos veículos é feita pela locadora. E o mais importante: o custo total é menor do que comprar e manter carros próprios.

“A terceirização reduz diretamente os custos operacionais das empresas, uma vez que a locadora tem melhores condições de compra em todos os itens, desde a aquisição dos veículos e das peças até a manutenção. Além disso, a gestão da frota fica a cargo da locadora, reduzindo também o custo de administração dos clientes”, explica Renato Vaz, diretor da Marbor Frotas Corporativas.

Para atender à crescente demanda das pequenas e médias empresas, a Marbor duplicou sua frota no ano passado e pretende dobrá-la novamente em 2020. O crescimento acelerado faz parte da estratégia de posicionar a empresa como um player relevante no mercado de locação, aproveitando o potencial de expansão do setor no país.

Comparação de custos

Para que as empresas possam avaliar melhor as vantagens da terceirização de frotas, a Marbor desenvolveu a ferramenta “Conta em Foco”, que compara os custos totais dos carros próprios com os dos alugados.

Após um contato inicial com a locadora, o interessado recebe um link para fazer a simulação. Basta preencher um formulário com os dados dos veículos que possui ou pretende comprar -como valor de aquisição, custo financeiro, custos com impostos, licenciamento, seguro e custos administrativos. A partir daí a planilha gera automaticamente todo o fluxo de caixa da operação, calculando o Valor Presente Líquido (VPL), e demonstra qual a melhor opção para aquela empresa.

“Ainda há uma grande quantidade de empresas que não adotam a terceirização por não ter uma comparação clara com os custos totais da frota própria. Essa ferramenta auxilia os clientes nessa análise”, diz Renato Vaz.

Para ter acesso à ferramenta “Conta em Foco”, basta enviar um e-mail para atendimento@grupomarbor.com.br.

Relacionamento pessoal

A Marbor também aposta no relacionamento pessoal com os clientes, diferenciando-se de outras grandes locadoras, onde o atendimento é geralmente eletrônico.

Em uma pesquisa recente, os clientes da Marbor apontaram esse relacionamento com um dos destaques da empresa. O estudo foi realizado em janeiro deste ano, pela SK Cia. da Informação, entrevistando 86% dos clientes da Marbor, que demonstraram um índice de satisfação superior a 95%, medidos pela metodologia NPS (Net Promoter Score).

“Nosso crescimento acelerado permitirá que consigamos atender a mais clientes com a mesma dedicação que nos trouxe até aqui e ocupar um lugar no mercado que hoje é muito demandante de um atendimento próximo”, conclui Renato Vaz.

Deixe uma resposta