Governo do Ceará vai comprar 200 mil botijões de gás para doar a carentes

Posted on Updated on

O governador Camilo Santana (PT) anunciou que o Governo do Ceará vai comprar 200 mil botijões de gás para famílias mais vulneráveis do Estado. Além da ação social, o governador comentou sobre duas reuniões virtuais importantes; com o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, formado por 25 órgãos e instituições do Ceará, e com o Conselho de Governança Fiscal do Ceará. Os compromissos tiveram um objetivo em comum; buscar alternativas e medidas que ajudem não apenas a minimizar os impactos da pandemia, como ações para combater a disseminação da covid-19 no Ceará.

200 mil botijões de gás

Camilo relembrou que no período de pandemia o Governo do Ceará já está pagando contas de água e esgoto de 338 mil consumidores de baixa renda pelos próximos três meses, assim como a energia de cerca de 534 mil famílias que possuem a conta social, e fez mais um anúncio de mais uma importante ação social.

“O Governo do Estado vai comprar 200 mil botijões de gás, item que é fundamental para as famílias cearenses, principalmente aquelas de baixa renda, pelo valor que hoje está sendo vendido o botijão, e vamos entregar um vale para que as famílias mais vulneráveis do Ceará possam retirar esse benefício durante esse período tão difícil. Essa ação é uma parceria com a empresa cearense Nacional Gás Butano, que vai fornecer o produto a preço de custo ao Estado. Ou seja, sem nenhum lucro para a empresa. Quero aqui fazer um agradecimento ao Abelardo Queiroz, presidente do conselho da empresa, pois esse é um momento de parceria, de formar uma corrente de solidariedade, de todos darmos as mãos para ajudar aos que mais precisam no Ceará”, agradeceu Camilo.

O governador falou ainda que nessa semana irá apresentar os critérios para recebimento desse benefício, garantindo prioridade para as famílias mais vulneráveis do Estado.

Reuniões virtuais

Camilo participou de duas importantes reuniões via videoconferência, com o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, formado por 25 órgãos e instituições do Ceará. “Estamos cada vez mais firmes e unidos para conduzir esse processo da forma mais eficaz para minimizar os impactos da pandemia em nosso Estado. Já investimos na compra de equipamentos, EPIs e entregamos novos leitos no Ceará, mas vamos continuar trabalhando para combater o coronavírus. Nesse momento é importante ter união, praticar o diálogo, ter o envolvimento com cada instituição, pública e privada, para que possamos estar alinhados no processo. Precisamos superar as diferenças ideológicas, partidárias e políticas, para todos estarmos unidos para combater esse inimigo invisível e proteger a população cearense”.

O outro momento foi com os órgãos que compõem o Conselho de Governança Fiscal do Ceará, para discutir formas de redução das despesas de todos os órgãos públicos diante da grave crise econômica decorrente da pandemia do coronavírus. “O objetivo é que haja economia, mas garantindo que os serviços essenciais à população não sejam comprometidos, e que o Estado continue cumprindo todas as suas obrigações, inclusive pagando os salários em dia, mesmo diante da grande queda de arrecadação”, explicou Camilo.

Participaram da reunião os presidentes do Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa e Tribunal de Contas do Estado, além do Ministério Público do Estado, Defensoria Pública e secretarias estaduais da área econômica e de controle.

Aglomeração nos bancos

“Tenho recebido muitas reclamações sobre a forma como o estão funcionando os bancos, notadamente com muita aglomeração e filas. Os bancos alegam que só podem organizar as filas e o distanciamento social da porta para dentro, ocasionando filas enormes do lado de fora dos bancos. Já coloquei bombeiros e polícia para organizar as filas externas, e até enviei um ofício à Febraban (Federação Brasileira de Bancos), que funciona como um apelo, para que se apliquem medidas para organizar as filas nas instituições financeiras. Há denúncias de todos os municípios, principalmente em dias de pagamento de aposentados e pensionistas. Precisamos respeitar a distancia, conforme constam nas recomendações feitas pela sociedade médica”, disse o governador.

Auxílio Emergencial

Camilo citou que o Governo Federal já disponibilizou o aplicativo nas plataformas online para que cerca de 2,8 milhões famílias cearenses recebam o Auxílio Emergencial. “Esse importante benefício para os autônomos, ambulantes e micro empreendedores individuais está prometido para se iniciar o pagamento na próxima quinta-feira (8), e as famílias poderão receber de R$ 600 até R$ 1.200 nos próximos três meses”.

Edital de máscaras caseiras

A Prefeitura de Fortaleza lançou edital, com apoio do Governo do Ceará, para que se possam produzir máscaras caseiras. O objetivo é distribuir para a população mais vulnerável da Capital. “Eu já autorizei que o Governo do Estado fala o mesmo e estenda a iniciativa para todos os municípios cearenses, como uma forma de gerar renda e incentivar pequenos e micro empreendedores, além de ser uma forma mais barata de conseguir proteger aqueles que precisam,” apontou o governador.

Reunião com prefeitos

Camilo declarou que terá na manhã desta quarta-feira (8) uma reunião com todos os prefeitos cearenses para discutir estratégias, soluções e encaminhamentos. “Tudo que possa ser colocado em prática para combater o coronavírus será feito. Já temos casos confirmados em 39 cidades cearenses, e a ideia da reunião é de fortalecer as ações de cada município. A partir do decreto estadual cada prefeito vai ficar responsável por seu município, pois esse vírus tem uma velocidade muito grande de propagação, por isso precisamos agir”, apontou Camilo.

Isolamento social

Precisamos falar não apenas do isolamento social, mas sobre o distanciamento social. Porque a gente pede que as pessoas fiquem em casa? Exatamente para que elas possam ter o mínimo possível de contato com o menor número de pessoas, se possível apenas com seus familiares. Quando a pessoa precisa sair, que evite o contato. Os cientistas mostram que praticamente 80% da população que pega o vírus, ela é assintomática, ou seja, não apresenta os sintomas e nem sabe que está com o vírus. Mas ela pode transmitir tendo contato com outra pessoa, para um idoso, para uma criança. Por isso é importante usar a máscara ao sair de casa, e essa tem sido uma nova orientação, mas não esqueça, se precisar sair, evite o contato social ou garanta um certo distanciamento. A gente sabe que temos aquelas pessoas que trabalham nas atividades essenciais – alimentação e abastecimento, água, energia, transporte, saúde e segurança – e essas atividades essenciais estão previstas no decreto, mas sempre evitando aglomerações para diminuirmos a curva de contaminação“, explicou o governador.

Deixe uma resposta