5G pode atrair até 90 bilhões de dólares para a América Latina

Artigo de Brian Trzupek, vice-presidente sênior de produtos da DigiCert:

O 5G é uma oportunidade para o crescimento da América Latina como uma economia digital e ajudará negócios locais a competir internacionalmente. Um estudo da GSMA, entidade que representa os interesses de operadoras de telefonia móvel em todo o mundo mostra que dentro de cinco anos, a tecnologia estará presente em 7% da região e somará investimentos de mais de 60 bilhões de dólares. Até 2034, o 5G irá atrair cerca de 90 bilhões de dólares para a economia latino-americana, representando 5,4% do PIB regional. 

Para 74% das empresas entrevistadas, a tecnologia atrai investimentos justamente por oferecer maior velocidade de transferência de dados, além de 41% apontarem a permissão de implantação de edge computing e 31% a redução da latência dos serviços. Muitas organizações ainda afirmam que o 5G será fundamental para uma maior adoção da Internet das Coisas (IoT), como mostra a Juniper Research, empresa de pesquisa de tendências em tecnologia digital. A estimativa é de que o número total de conexões IoT aumente de 35 bilhões em 2020 para 83 bilhões em 2024.

Já se sabe que a rede 4G não suporta o crescente volume de dispositivos móveis conectados à Internet das Coisas, então o 5G será o responsável por esta tarefa, auxiliando no aumento de dispositivos e aplicativos conectados. Ela irá contribuir para o maior desenvolvimento de, por exemplo, cirurgias remotas e carros autônomos, entre outros equipamentos que necessitam de alta velocidade e baixa latência.

Atualmente as organizações de telecomunicações de enfrentam uma série de desafios à medida em que migram para 5G usando data centers em nuvem. Muitas estão mudando principalmente de ambientes físicos com técnicas de autenticação primitivas, com uso mínimo de criptografia e chaves pré-compartilhadas. Essas infraestruturas tradicionais são de capital intensivo em escala, ineficientes e inflexíveis, retardando a entrega de novos serviços e o tempo de colocação no mercado. Cada vez mais, estas empresas estão adotando modelos de negócios mais dinâmicos, construídos em torno de uma mentalidade DevOps. Esses ambientes 5G e em nuvem são virtualizados, dinamicamente escalonáveis​​e permitem agilidade de negócios incomparável e escalabilidade suave.

Para oferecer suporte à sua transformação e permitir um tempo de lançamento mais rápido para os produtos, os provedores de telecomunicações exigem uma plataforma projetada para os modelos de negócios modernos, nativos da nuvem e altamente dinâmicos. A plataforma deve fornecer autenticação forte em ambientes locais e em nuvem, além da capacidade de desempenho em escala nas maiores redes do mundo.

À medida que as companhias telecomunicações, fabricantes e outras organizações mudam para modelos cada vez mais dinâmicos, elas precisam buscar soluções que forneçam a flexibilidade e a escalabilidade rápida de que precisam para a migração para a nuvem e 5G. Há softwares no mercado que oferecem os recursos, a compatibilidade e o desempenho necessários para acelerar a transformação digital e aproveitar as vantagens de novos modelos de negócios atraentes.

Uma saída para as companhias de telecomunicação, é buscar soluções que usem uma implementação independente de nuvem baseada em contêiner, permitindo que elas provisionem e incorporem a identidade do dispositivo em qualquer estágio do ciclo de vida do mesmo, desde a fábrica até a implantação do dispositivo em uma variedade de ambientes. É importante que ela permita uma identidade, autenticação, criptografia e integridade do dispositivo com um único clique e combine a visualização dos dados do dispositivo com dados criptográficos, de fabricação e de processo de fábrica.

Deixe uma resposta