Prefeito Roberto Cláudio e governador Camilo Santana entregam equipamentos ao Corpo de Bombeiros

Bombeiros sugerem dicas de prevenção para banhistas na Praia do Futuro, em  Fortaleza - Corpo de Bombeiros Militar do Ceará

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), e o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), entregaram, na Praia de Iracema, novos equipamentos para proteger vidas no litoral de Fortaleza. A iniciativa visa a prestar maior apoio à atuação do Corpo de Bombeiros e da Inspetoria de Salvamento Aquático da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), que ganhará com a diminuição do tempo em resgates, aumentando as chances socorro às vítimas de afogamento e outros acidentes do tipo.

Ao todo, são 57 novos equipamentos de utilização do Corpo de Bombeiros divididos entre a Capital, Jericoacoara e Canoa Quebrada, sendo eles 15 motos aquáticas, 19 carretas para moto aquática, 17 quadriciclos 4×4 (450cc) e seis carretas rodoviárias para quadriciclo. Foram investidos R$ 2,3 milhões.

A entrega é fruto do Programa Juntos por Fortaleza, parceria entre Prefeitura e Governo do Estado, e irá complementar os serviços de salvamento já realizados na orla de Fortaleza e do Litoral Leste do Ceará.

“Estes novos equipamentos são muito bem-vindos. Fortaleza conta com 33 km de orla marítima, o que envolve também muito cuidado e responsabilidade pública. O trabalho de salvar vidas do Corpo de Bombeiros, junto com a Guarda Municipal, é fundamental para garantir tranquilidade, conforto e segurança ao povo de Fortaleza”, declarou Roberto Cláudio.

De acordo com Camilo Santana, o intuito é promover mais segurança aos frequentadores do litoral cearense. “A ideia é entregar equipamentos que possibilitem que nossos bombeiros possam atuar de forma mais eficiente para garantir a vida dos irmãos e irmãs fortalezenses e cearenses”, disse o Governador.

Para o comandante da Inspetoria de Salvamento Aquático da Guarda Municipal de Fortaleza, Inspetor Vieira, o trabalho em parceria com o Corpo de Bombeiros e a chegada dos novos equipamentos permitirá melhor tempo de resposta para as ocorrências no litoral.

Deixe uma resposta