Mercado de piscinas registra crescimento na pandemia; empresa diz que avançou 140% nas vendas

A nova rotina de ficar em casa por causa do isolamento social mudou a forma de entretenimento e lazer. Um mercado que se beneficiou foi o setor de piscinas. Atualmente, o acesso para os apreciadores de um banho refrescante ficou restrito por causa da pandemia. Com inverno atípico em algumas regiões, foi preciso apostar no lazer em casa para enfrentar os dias com temperaturas mais altas, já que a recomendação é evitar as praias e fugir da aglomeração.

Diante das restrições que levaram ao aumento da procura pelo entretenimento em casa, a empresa Rio Piscinas, marca que fabrica acessórios, banheiras e piscinas de todos os tipos e tamanhos, detentora das marcas Real Piscinas, Creativity, Pet Pools e Nature – registrou um salto nas vendas e um crescimento exponencial. Desde o início da pandemia, o negócio teve um crescimento de 140 % a mais em relação ao ano passado. Nesses meses, a demanda fez a empresa ampliar seu número de revendedores para 67 em todo o país. 

No mundo, houve um aumento significativo na procura por piscinas. Em Portugal, segundo dados da plataforma digital na área de construção, a Habilitíssimo, o país registrou um crescimento de 177 % durante o período de isolamento social. Já aqui no Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro lideram entre os estados com maior procura. 

Deixe uma resposta