Ceará ultrapassa 8 mil sistemas de energia solar na geração distribuída

O estado do Ceará acaba de ultrapassar a marca de 129,4 megawatts (MW) de potência operacional na geração distribuída solar fotovoltaica, com 8.306 sistemas instalados em telhados, fachadas e pequenos terrenos de residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos.

Segundo mapeamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), o Ceará ocupa atualmente o nono lugar no ranking estadual de geração solar distribuída, responsável por 3,5% de todo o parque brasileiro de energia solar distribuída, e lidera a região Nordeste com a maior potência instalada solar na modalidade.

Os sistemas fotovoltaicos em operação no estado já estão presentes atualmente em cerca de 177 municípios cearenses, o que representa 96,2% total no estado. São aproximadamente 10.549 consumidores de energia elétrica que já contam com redução na conta de luz e maior autonomia e segurança elétrica.

Um dos destaques no Ceará é a capital, Fortaleza. Sozinha, possui 35,8 MW operacionais e ocupa a quarta posição no ranking municipal de geração distribuída solar fotovoltaica, dentre todos os municípios do País.

Para Jonas Becker, coordenador estadual no Ceará da Absolar, o estado tem assumido um protagonismo cada vez maior no desenvolvimento da fonte solar. “A tecnologia fotovoltaica representa um grande potencial de desenvolvimento sustentável, econômico e social para os cearenses, com geração de emprego e renda, atração de investimentos privados e colaboração no combate às mudanças climáticas”, comenta.

Para o presidente executivo da entidade, Rodrigo Sauaia, a energia solar fotovoltaica terá função cada vez mais estratégica para o atingimento das metas de desenvolvimento socioeconômico e sustentável em todos estados brasileiros. “A tecnologia fotovoltaica é essencial para a recuperação da economia após a pandemia, sendo a fonte renovável que mais gera empregos no planeta”, conclui Sauaia.

Deixe uma resposta