Artigo: “Só uma mente doentia pode celebrar o tropeço na pesquisa de uma vacina, como fez Bolsonaro”

Texto da jornalista Rosane de Oliveira, no jornal Zero Hora (RS):

Se já parecia estranha a decisão da Anvisa de interromper a pesquisa com a CoronaVac sem dar explicações detalhadas, reportando apenas a ocorrência de um “evento grave”, a manifestação do presidente Jair Bolsonaro escancarou a prevalência do interesse político sobre a saúde pública. Só uma mente doentia é capaz de celebrar o tropeço de uma vacina que — ou o fantasma que tem sua senha escreveu a resposta ao seguidor que o questionou sobre a vacina.

O presidente compartilhou a notícia sobre a interrupção dos testes pela Anvisa e comentou: “Morte, invalidez, anomalia. Esta é a vacina que o (governador de São Paulo João) Dória queria obrigar todos os paulistanos toma-la (sic). O Presidente disse que a vacina jamais poderia ser obrigatória. Mais uma que Jair Bolsonaro ganha”.

Ganha? Como pode alguém ganhar se uma das vacinas que estão em fase adiantada de testes se revelar ineficaz? Como pode alguém torcer contra uma vacina?

Leia a íntegra neste link.

Deixe uma resposta