A Coluna do Roberto Maciel (sábado, 14.11): Nosso reencontro com a democracia

Oportunidade de encontrar o rumo certo
O Brasil toma amanhã, mais uma vez, o caminho da democracia. Eleições de prefeitos e vereadores têm um caráter próprio: são quando os cidadãos mais se aproximam da essência da gestão pública, da instância identificada com temas como saúde, educação e transporte, mas também relacionada a questões de emprego, renda, segurança, cultura, esporte, lazer etc etc etc. São também hora de ajuste de contas – de expurgar o que não presta e reconhecer o que tem valor. Não é à toa que muitos tentam interferir nas vontades dos eleitores, mesmo construindo teses que buscam anular os direitos e as prerrogativas populares.

Polarização é normal e é da democracia
Costuma-se ver gente reclamando da “polarização” brasileira, como se essa não fosse a mais natural das condições políticas. Mas é. Nos Estados Unidos, há democratas em oposição a republicanos; na França há socialistas contrários a fascistas que se reúnem no partido Frente Nacional (agora Reagrupamento Nacional); na Inglaterra há democratas contra conservadores. E no Brasil há a esquerda, que congrega partidos progressistas, diante da direita, somando siglas conservadoras e/ou retrógradas. É assim que se faz. A alternância de poder é até benfazeja, mas cabe única e exclusivamente ao eleitor chancelá-la. Não é um derrotado, como foi o caso de Aécio Neves, em 2014, que deve ditar isso com se regra fosse. Alternância não é norma, mas um recurso social.

Há quem se incomode com o que é democrático
Antinaturais, posto que ferem de morte a ética que a democracia pressupõe, são o ataque grosseiro em vez da contestação com argumentos sólidos; a mentira em vez do respeito; o golpe baixo em vez da verdade; a armação no lugar da transparência; o negacionismo e não os fatos reais e com comprovação científica. Tudo o que adoece a democracia pode matar o cidadão, pode levar a sociedade à barbárie e a civilidade à extinção.

Fortaleza efervescente
No cenário de Fortaleza, as mais recentes pesquisas de intenção de voto indicam que o deputado federal Wagner Sousa (Podemos) e o deputado estadual José Sarto (PDT) irão para o segundo turno eleitoral, no próximo dia 29. Wagner representa a ultra-direita associada ao presidente da República, Jair Bolsonaro. No segundo turno, deve obter apoio apenas de Heitor Freire (PSL).

Segundo turno: Capitão Wagner declara apoio a Bolsonaro no Ceará | A  Notícia do Ceará

Tremendo nas bases
É justamente o apoio entusiasmado de Jair Bolsonaro que não deixa o capitão Wagner dormir em paz. A pesquisa mais recente do Instituto Datafolha mostra que o deputado federal tem espantososos 40% de rejeição. Em Fortaleza, 47% dos eleitores oscilam entre a definição de péssima e ruim para a gestão de Bolsonaro. É brabo!

Não precisa dizer mais
Bolsonaro festejou a morte de um voluntário que participava de testes de vacina contra o coronavírus. A gestão dele carrega nas costas o peso de cerca de 165 mil mortos pela covid-19. Sob a política econômica há 14,4 milhões de desempregados no Brasil todo. E o país virou piada quando ele ameaçou entrar em guerra contra os Estados Unidos.

Quem vai com quem

Com Covid, Sarto recebe solidariedade do governador Camilo Santana: “um  grande parceiro” – Hora do Povo


José Sarto é alinhado com o governador Camilo Santana (PT), os irmãos Cid e Ciro Gomes e com o prefeito Roberto Cláudio. Essa aproximação é apresentada pelos adversários como ponto negativo. No segundo turno, contudo, tende a receber apoio de Célio Studart (PV), Samuel Braga (Patriotas) e Anízio Melo (PCdoB). Os candidatos Luizianne Lins (PT), Renato Roseno (PSOL), Heitor Ferrer (SD) e Paula Colares (UP) devem liberar as bases para escolher – situação que favorece Sarto, já que o bolsonarismo passa longe dessas correntes políticas.

Em vídeo

O canal Coluna da Hora, resultado de parceria entre mim, a jornalista Eveline Frota e o músico e videomarker André Reis, está veiculando entrevistas sobre temas distintos (https://www.youtube.com/colunadahora). E sempre às terças e quintas-feiras eu e Eveline temos lives no Instagram, também com a marca “Coluna da Hora”. Começamos às 17 horas e nossos encontros com internautas duram uma hora. Pode-se acessar e participar da Coluna da Hora no Instagram pelos perfis @evefrota ou @robertoamaciel.

A Coluna do Roberto Maciel (quinta-feira, 17.09): A movimentação política  começa a sair dos gabinetes

Contatos
Dê um olá para o Portal InvestNE. Pode ser pelo e-mail portalinvestne@gmail.com ou pelo WhatsApp, no número +55 85 99855 9789.

Deixe uma resposta