Fim das dívidas: como fechar essa difícil equação?

Se você pudesse voltar no tempo, até ter 15 anos, o que teria feito de diferente na sua vida financeira? A escritora Ana Cristina Melo não hesitaria ao responder: “tudo”. Vítima de decisões equivocadas em uma carreira precoce de gestora, iniciada aos 21 anos, ela resolveu compartilhar suas experiências (ou a falta delas) no lançamento Controle seu dinheiro antes que ele te devore.

Publicado pela Editora Opala, o livro é um manual de “educação financeira para jovens que ainda não se endividaram e adultos que já começaram a ser devorados pelas dívidas”. Indicada, portanto, a todos que querem evitar o descontrole de suas finanças pessoais, a obra presta um serviço no momento que o país contabiliza mais de 60 milhões de endividados.

A autora aprofunda os dados ao destacar o número de “superendividados”, ou seja, pessoas que contraíram dívidas maiores que a renda ou o próprio patrimônio. “Para essas pessoas, a cada mês significava que, provavelmente, a conta fechava negativa, e alguma despesa deixava de ser paga”. São mais de 30 milhões imersos nessa progressão geométrica chamada juros compostos.

Analista de Sistemas por formação, Ana Cristina apresenta uma série de simulações, a partir de exemplos hipotéticos, para indicar os caminhos de modo a fechar essa simples, porém difícil equação: gastar menos do que se recebe ou, em caso pior, liquidar as dívidas quando o salário não é dos melhores. Inclusive, ela dedica orientações também para os desempregados.

O livro é dividido em três partes principais: a primeira, para quem não se endividou e precisa tomar decisões importantes, como alugar ou comprar um imóvel. A segunda parte tem foco em quem gasta mais que recebe e precisa aprender a definir prioridades, ou seja, a cortar despesas. Ana Cristina traz aqui uma série de informações sobre orçamento e planejamento financeiro.

Já a parte final, intitulada bônus, é voltada especialmente àqueles que se livraram do problema e buscam uma iniciação em investimentos. A autora oferece um panorama geral sobre aplicações, ações, taxas e previdência privada. Informações úteis que permitam ao contribuinte decidir, inclusive, o momento de se aposentar. Para não precisar trabalhar até morrer, ou morrer trabalhando.

Deixe uma resposta