Decisão do Cade aprova aquisição da Liquigás pela Nacional Gás, do Grupo Edson Queiroz

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), em sessão de julgamento nesta quarta-feira (18.11), aprovou por unanimidade a aquisição da totalidade das ações da Liquigás pelo grupo adquirente composto pela Nacional Gás, Itaúsa e Copagaz, mediante a celebração de um Acordo em Controle de Concentrações (ACC), em negociação que movimentou quase R$ 4 bi.

Com a operação concluída, a Nacional Gás, empresa de energia do Grupo Edson Queiroz, ampliará significativamente sua presença no segmento domiciliar.

“Aumentar nosso alcance no negócio de GLP significa um forte alinhamento com as estratégias do nosso planejamento para os próximos anos. Estamos com muitas expectativas para este novo momento de nossa empresa e, sem dúvida, será um ingrediente a mais para nossas comemorações de 70 anos”, relata Abelardo Rocha, presidente do Grupo Edson Queiroz.

A Nacional Gás é a primeira empresa do Grupo Edson Queiroz e está presente em todas as regiões do País, por meio das marcas Nacional Gás, Brasil Gás e Paragás, abastecendo cerca de 8 milhões de lares e mais de 20 mil empresas por mês. Com foco em inovação, qualidade e segurança em suas operações, a distribuidora de GLP faz parte da categoria de bens de primeira necessidade para os brasileiros.

Ao longo da pandemia da covid-19, a empresa somou esforços junto ao Grupo para mitigar a situação adversa para a população com doações de botijões de gás para famílias de baixa renda, abastecimento de gás para a cozinha do Hospital de Campanha de Fortaleza (CE) e doações para instituições de caridade. Além das ações sociais emergenciais, a empresa tem tradição no apoio a projetos de promoção à cultura, educação e esportes.

Deixe uma resposta