Start ups transformam crise em oportunidade de crescimento

Crises econômicas costumam prejudicar mais as pequenas empresas. No entanto, um grupo de start-ups está conseguindo crescer em plena recessão justamente por fazer o que esses negócios de base tecnológica sabem fazer melhor: solucionar problemas. No caso, as demandas criadas pela pandemia.

De acordo com estudo da ACE, uma aceleradora de negócios de tecnologia de São Paulo, cerca de 15% das start-ups brasileiras aumentaram as vendas por causa da pandemia.

Nessas ilhas de prosperidade, há negócios que triplicaram de tamanho nos últimos meses ou que estejam contratando num cenário de desemprego alto. Apesar das boas notícias, um alerta: pode faltar crédito para o crescimento desses negócios.

O fechamento de lojas provocou uma corrida ao comércio eletrônico. A empresa de delivery JogoRápido aproveitou a oportunidade. Entrevista com o CEO da empresa, Murilo Campos.

1-   Como você vê a JogoRapido antes da pandemia, durante e como acha que será quando surgir vacinas e a pandemia “acabar”?

A JogoRápido antes da pandemia era um novo projeto, onde estávamos modelando nosso MVP (Produto Mínimo Viável) para validarmos o nosso produto no mercado.

Durante a pandemia temos o desafio de crescer de forma orgânica e sustentável, aproveitando em que o delivery sai do estado de necessidade para sobrevivência.  Quando surgir as vacinas, acreditamos que o delivery não sofrerá uma queda expressiva pelo fato da pandemia ter “proporcionado” a experiência deste serviço para aqueles que de fato ainda não tinham o hábito de usar e durante esse período e teve que se adaptar, pois era a única opção de faturar. 

2-   De quanto foi o crescimento da JogoRapido de março até os dias de hoje? Continua aumentando ou deu uma estabilizada?

De março até o mês de novembro tivemos um crescimento significativo de 1500% até o momento. Sim, o crescimento é contínuo, mas não na mesma proporção de quando tivemos o lock down.

3-   Em média, vocês contrataram quantos funcionários durante esse período?

Diretamente contratamos 10 pessoas, indiretamente mais de 100 pessoas.

4-   Como vê sua start-up daqui a um ano?

Daqui a um ano, vejo a JogoRápido atuando em mais de três estados, 50 cidades.

5-   Qual o seu grande diferencial das demais empresas do seu segmento?

Nosso grande diferencial do mercado é a abrangência de segmentos que estão sendo ignorados pelos grandes players e que movimentam uma gigantesca parcela do varejo, sendo eles farmácia, vestuário e eletrônico.

Todos nossos players são qualificados, capacitados e padronizados, ou seja, todos eles antes de serem efetivados de fato na plataforma, passam por um processo de capacitação. Além do mais nossas taxas são 1/3 mais acessíveis do que a da concorrência.

6-   Pensa em diversificar sua start-up ou ficará somente no segmento de delivery?

Temos como objetivo em médio prazo acrescentar delivery de serviços na JogoRápido, como eletricista, pedreiro e outros.

Deixe uma resposta